Resumo da obra – nº 34

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Game of Thrones se despede com chave de ouro, agora é contar os longos meses até a continuação, ou tomar vergonha na cara e ler os tomos de Martin. Já 24 Live Another Day dá um tapa na cara dos espectadores, nos deixando com o queixo no chão.

Com spoilers

Resumo da Obra

24 – 9×08: Um episódio melhor que o outro, quando Margot explica a situação para o filho que o Presidente Heller iria se render se ela cumprisse a promessa de destruir os drones a seguir, não peguei na hora, que ele iria para o abate. Fato que realmente ficou claro quando ele se encontra com Jack Bauer e explica o plano.

Muitos personagens da CTU ou do próprio governo já foram grandes heróis nas 8 temporadas anteriores, mas nenhum chegará aos pés de James Heller que consegue com artimanha “salvar” Londres da destruição e não atender as negociatas dos terroristas como Presidente dos EUA, já que havia renunciado através de uma carta em vista do seu Alzheimer.

James HellerSimone foi acordada a força por gritos/xingamentos patrióticos de Jack Bauer com Kate na tentativa de impedir o sacrifício de Heller, só que a pista do HD até o momento não ajudou como deveria. Afinal Chloe está sem suporte algum trabalhando num Pub e olha que a CIA foi rápida ao enviar dados de lado para o outro da Inglaterra. Salve a Rainha e a internet deles!

Jordan não morreu, conseguiu fugir do pior assassino de aluguel de todos os tempos, plantou uma armadilha para Navarro e o mesmo caiu direitinho, só que para infelicidade do Analista de Dados, sua expertise de campo não o ajudou a tomar uma facada mortal antes de matar seu algoz. Se ele morrer, essa trama morre junto, então ainda acho que ele irá avisar alguém sobre o chefão da CIA.

ConspiraçãoCom a finalização da história dos drones ou a proximidade disso a 4 capítulos do final e sem pulo temporal, acredito que Adrian Cross e seu envolvimento com a CIA se tornem a história guia daqui para frente.

Sem recursos para adquirir os controles dos drones ou hackeá-los, um míssil é lançado contra o Presidente Heller nos segundos finais desse episódio. Jack vê tudo de braços amarrados, mas ganha o seu perdão, o que ocasionará em problemas diplomáticos com a Russia e o pescoço de Mark está bem próximo da degola.

Segunda-feira chegue logo.

Game of Thrones 4×10 – The Children: Com grande tristeza terminamos nossa dose anual de GoT com a sensação de que foi o melhor ano da série, muitos criticaram o Season Finale por faltar fulano ou beltrano, claro os leitores dos livros, do qual “ainda” não faço parte. Só que falamos de diferentes mídias, que precisam se desenvolver com passadas distintas. A meu ver esse foi de longe o melhor season finale com muita ação, plots ruins recebendo a merecida atenção e novos sendo criados para o futuro da série.

O episódio começa com John Snow saindo da Muralha e indo ao encontro de Mance Ryder, muita coragem do atual líder dos Patrulheiros, já que sua vida corria altíssimo risco (principalmente sendo um Stark, mesmo que sem o nome e um personagem de Martin), Mance revela que não o via como um traidor. Conversam com bons amigos, brindam às mortes dos gigantes, patrulheiros e principalmente de Ygritte, até que uma terceira frente de guerra surge de algum lugar.

Um gigantesco exército com estandartes que não ficam claro nos planos da cena surge matando selvagens e se aproximando, quando vemos Stannis Baratheon e Sor Davos, que utilizaram o dinheiro do Banco de Bravos para atender o chamado da Patrulha, orientados não só pelo mais novo leitor de Pedra do Dragão, mas por algum tipo de feitiço de Melisandre. O que aquele que se declaro rei legítimo de Westeros deseja com o Povo Selvagem e os Patrulheiros.

Essas respostas ficaram para o futuro, só tivemos breves momentos com o enterro de inimigos de ambos os lados na grande fogueira, Ygritte sendo enterrada próxima dos represeiros do lado certo da Muralha em que vivia nas palavras de Tormund num interessante diálogo dele com Snow.

Seguindo pela neve vemos a trupe de Brann que finalmente encontra a árvore da visão, só que ao se aproximar um grupo de zumbis (sim isso mesmo que leu) aparecem para detê-los, custando à vida de Jojen morto no confronto por uma espécie de bola de fogo lançada por uma das crianças. Lembra que ele mesmo viu sua mão em chamas quando estava em cativeiro, o Corvo de Três Olhos confirma que sabia que ele iria morrer.

RepreseiroDetalhe e pseudo spoilers dos livros. Um colega meu disse que Jojen não morreu nos livros, está mal só que vivo. Martin brincando com aqueles que só assistem a série.

Os demais são levados por uma garota que se diz mais velha que os Primeiros Homens, mas apelidada de a Criança, os levando aquele com muitos nomes e Mil Olhos, o Corvo da Visão, um árvore com uma cabeça de um ancião que corta Bran e seu sonho de andar, mas diz em enigma que o menino iria voar.

Falando em voo, Daenerys recebe dois socos seguidos no estômago, o primeiro ao ver que a libertação dos escravos não teve o efeito esperado entre os mais velhos que voltam a trabalhar extraoficialmente como escravos sem correntes e por último um homem leva o corpo da filha incinerada por Drogon.

Contra sua vontade ele prende os dois outros dragões com correntes num calabouço e vai à procura do dragão negro ainda solto. A escolha de ficar e Meereen e governar tem se tornado um fardo cada vez maior para a última das Targaryen.

Num encontro inesperado Brienne e Podrick se deparam com Arya e Cão de Caça e o conhecimento do ex-escudeiro de Tyrion serve para que a Filha de Tarth descubra se tratar de Arya Stark e pede que a menina siga com ela para cumprir a promessa feita a Catelyn, sem ter para onde ir, Arya não aceita a proposta e Cão de Caça entra numa senhora briga com a guerreira, com direito a mordida na orelha e uma queda de penhasco.

Brienne segue sem sucesso com Podrick já Arya escuta uma súplica de Sandor Clegane para matá-lo antes das feridas, mas o deixa ali sofrendo e parte em busca de um lugar para ir, um navio para Bravoos parece à solução, só que o capitão não aceita o seu ouro, mas a simples revelação da moeda de Jaqen H´ghar concede um lugar no navio. Levando Arya finalmente para a terra de antigo mentor Syrio Florel.

Cão de CaçaEm Porto Real, Cersei desafia o pai para não casar com Sor Loras, confirmando sua relação incestuosa com Jaime e o procurando em plena Sala do Comandante dos Mantos Dourados. Mesmo sobre o pretexto de deixar o irmão mais novo morrer, Jaime e Lorde Varys libertam o anão, que ao invés de simplesmente fugir vai ao quarto do pai, onde encontra Shae na cama errada.

Num momento de fúria, Tyrion enforca a ex-amante e pega uma besta encarando o pai em plena latrina e depois de uma conversa sobre o ódio e a vontade de vê-lo morto há muito tempo, mas que não o deixaria morrer e desonrar a família. Tyrion não deixa a oportunidade passar e alveja o pai duas vezes antes de fugir. Lorde Varys vê que algo de errado está no ar e segue junto ao anão fugitivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s