RPG online – Chaves em forma de enigma

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Fragmentado em quatro pequenos grupos cada um segue com suas missões: Aztaroth tenta voltar para o grupo mantendo sua ideia de reunir informações para o clã, só que o mesmo sumiu do mapa; Anya e Serena seguem para o Vilarejo Tri-Partido em busca dos irmãos Bulan e da verdade da garota que surgiu num caixão, Abraão conta que não pretende voltar ao grupo para Kratos que resolvem estudar alquimia em Symia pelo próximo ano. Os demais estão num Pântano tentando entrar num Santuário que guarda mais uma das Adagas de Prata.

CHAVES ENIGMAS

A mensagem na porta submersa “O homem que segue os deuses com suas armas precisa restaurar as forças dos aliados” leva a várias interpretações do grupo, usar força bruta a de Órfão, usar as adagas juntas a do bardo Dante, que procurando um significado daquilo acredita que fala da cura dos paladinos. O monge brinca que pode tentar curar a porta, mesmo achando estranho, mas a princípio resolvem usar as Adagas de Prata.

Tocando a porta com as três adagas eles só veem outras portas com mensagens como aquela, uma forte luz, mas nada muda, a mesma continua ali sem sinais de iria abrir.

A cura do monge funciona como “chave” para a porta e todos entram lá, antes que a água tome o lugar a parede volta a surgir e o grupo surge num corredor apenas iluminado pela luz igual a tocha que vem das Adagas de Prata. Dante devolve a adaga de Abraão para Dubhe e observando o local se deparam com um corredor, uma porta a direita, outra a esquerda e uma escada para um nível superior.

Seguindo o monge que não quer mais portas e seus enigmas, eles sobem mais dois andares, até que não tem para onde ir e escolhem ficar naquele andar na mesma configuração, a porta da direita tinha escrito “O padre é um ser que abençoa” e na da esquerda “Aplausos à apresentação do homem que nos abençoa com sua música”.

Ainda não querendo se dividir o grupo resolve focar na porta dos “aplausos”, o monge bate palmas, Dante usa a força, e nenhum dos dois funciona. Dubhe chama os padres e sacerdotisas para a porta da direita, mas Dante toca sua harpa e a porta desaparece revelando o conteúdo da primeira sala do Santuário.

Essa sala tem uma forja com uma espada vermelha presa nela com viram na visão coletiva. Além da forja alçado do chão por uma corrente há uma espécie de cristal negro e dentro dele sangue e algum objeto oculto. Entre os dois três cálices com chamas azuis saindo de suas bocas e símbolos na língua Cerimonial. Sasaki traduz “Sacrifício de Sangue”.

CÁLICES COM CHAMAS

Dante se lembra de rituais que despejam sangue sobre as chamas, corta sua mão com a adaga e joga seu próprio sangue que não tem efeito, tenta pegar o cristal, mas magicamente a corrente o puxa para o alto. O monge segura a porta com medo de a mesma fechar, os demais observam tentando achar a lógica naquilo tudo.

Mugen faz o mesmo que Dante, se cortando de leve com sua Katana, dessa vez o fogo do cálice se apaga e o sangue no cristal evapora revelando o objeto oculto, uma adaga de prata. Ainda no alto inacessível.

Rin consegue apagar o segundo cálice, Sasaki repete o gesto sem sucesso, Dante tenta novamente derramando o sangue do corte sem cicatrizar e nada, Órfão larga a porta e salta em direção ao cristal que continua fugindo como um gato de um cão bravo.

O monge parece vencer a briga, porém é teleportado para cima da forja fervendo, ajudado por Sasaki, Rin pensa em fazer o mesmo devido sua resistência natural ao calor por ser Ferreiro.

Dubhe derrama seu sangue sob o último cálice que se apaga e o cristal desce ao chão se quebrando e deixando a Adaga com o número 4 para Dante. Sasaki tenta pensar na lógica para entender o ritual de sangue, enquanto lembra que o tesouro mencionado pelas Sacerdotisas de Hanes estava em suas mãos e mesmo assim ainda havia outras 5 portas no Santuário. O que elas guardariam?

adaga_de_prata

Sasaki consegue abrir a porta do “padre” ao abençoá-la com seus poderes, lá dentro um escritório, no centro de uma mesa há um livro de capa borrada com algo escrito. Quadros de paisagens, pergaminhos amarelados só que em branco.

Dubhe começa a mexer no livro, Mugen menciona a espada na forja que ninguém pensou em pegar, ao lembrar-se das películas vermelhas sobre as 3 adagas durante as tentativas frustradas do monge de pegar o cristal.

Órfão resolve seguir para o andar de baixo seguido de Dante, nas portas os enigmas: lado direito: “O homem de armas mostra sua força em todos os momentos” e do lado esquerdo “O homem da natureza é mais veloz para fugir das presa”.

Sasaki vai até o livro que Dubhe mexeu e começa a ler:

Diário de Taulin dos Van.

Os 12 Guardiões do Céu viviam além do Portão Dourado de Seraphia a espera do dia que fossem invocados pelo primeiro líder do panteão caso algo acontece no mundo, antes que isso acontece o local foi maculado pelo ritual em Arancione, os guardiões perderam suas armas e com isso suas formas físicas. E descobriu-se que só metade deles ainda estavam ali. Houve um conflito durante algum período do tempo que colocou eles uns contra os outros e fez com que três adagas caíssem nas mãos dos inimigos e fossem corrompidas e outras ficassem guardadas em locais secretos.

Sasaki: – Taulin é um dos chamados Sétimos Filhos, descendentes diretos dos primeiros elementais criados pelos deuses. Os Sábios de Antikhytera.

Rin volta a sala da espada e mesmo com a temperatura aumentando a sua aproximação resolve pegá-la, sem sucesso e com as mãos em carne viva no final.

ESPADA VERMELHAO monge e Dante descem para o primeiro andar para analisar os últimos enigmas: a da direita diz “O clérigo prova a sua fé” e da esquerda “Pelo meu ferimento escorre ouro”.

O que há nas outras portas? Qual a solução para os enigmas? O que os demais estão fazendo, respostas nas próximas sessões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s