Resumo da obra – nº 25

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Continua a rodada semanal de review de séries com Supernatural, Game of Thrones e Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D (MAoS).

Com spoilers

Resumo da Obra

Supernatural 9×18 – Meta Fiction: Lendo o ultimo parágrafo do review passado vejo que o atual episódio focou exatamente na trinca Metraton, Gadreel e em Castiel como líder dos anjos, poderia ter sido ótimo, mas faltou um tempero ou uma explicação para o que foi apresentado até aqui.

Lembro-me de ler numa entrevista uma pseudo explicação para Castiel (Misha Collins) ter sido alçado ao casting principal e mesmo assim não estar sempre com os Winchesters, sendo um anjo ele poderia resolver tudo muito fácil, num efeito Ex-Deus Machina.

Foi exatamente o que senti de Metraton nesse episódio, a pergunta feita no início sobre o que faz uma história ter sucesso, feita ao telespectador na verdade Castiel, ele escrevendo um roteiro como Chuck (provavelmente Deus, já que isso nunca foi confirmado com todas as letras), sua invulnerabilidade ao Óleo Sagrado que para inclusive Arcanjos, faz dele um Deus de Fato com a Chave do Paraíso e um inimigo que não pode ser derrotado, e com um estalo de dedos pode acabar com série.

A pergunta que faço é. Porque mostrar todo esse potencial dele, afinal se há alguém que pode matar os Winchester e Castiel, porque deixar a história correr, se ele mesmo sabe o final? No mínimo estranho.

De bom mesmo nesse episódio tivemos Gadreel dizendo algumas verdades a Dean sobre os sentimentos de Sam para com o irmão mais velho, que quase ocasionou sua morte, mas Dean controlou a vontade da Marca de Caim e só espancou o anjo que deixou a serpente entrar no Paraíso. Na verdade tudo parte do plano de Metraton. Plano no mínimo estranho.

Gadreel vs. Dean

A participação rápida de Gabriel, sendo real ou não, morto ou não, também foi ótima, o Trickster salvou toda a parte inicial do programa, o que é um risco afinal as últimas participações foram socos no estômago.

Gabriel e Castiel

Castiel assume o seu papel, depois de um capítulo voltado para isso, o que ele pode fazer para mudar a certeza de Metraton que todos sob seu comando morreram, mas o anjo querido por todos os “deuses” terá um lugar ao lado do trono do pai.

Vamos esperar a continuidade para saber a real importância do que nos foi mostrado nessa pequena parte do enredo.

Game of Thrones 4×02 – The Lion and the Rose: O Segundo capítulo dessa obra prima resolve focar naqueles outros núcleos mencionados no último review antes de detonar uma bomba do início da temporada com apenas 10, o que até justo, devido a figurino, locações e o custo bruto da série de qualidade como GOT.

Comecemos como os Bolton, o Forte Pavor aparece, com a chegada de Roose e seus olhos cinzentos, como um fugitivo depois que seu filho sequestrou Theon Greyjoy e o transformou num bicho sarnento de codinome Fedor, com olhos vidrados, o artista que é mais um de parabéns no elenco, conta que Bran e Rickon não estão mortos. Servindo de gancho para que apareçam para lá da Muralha.

Cena que não teve nada demais, exceto o crescimento sem limites de Bran que está com efeito Walt de Lost, na série passam meses, para o ator anos, daqui a pouco Hodor não conseguirá carregá-lo porque estará do mesmo tamanho ou maior. A cena em si foi Bran tocando no Represeiro e vendo o Corvo, o pai, o irmão, Porto Real, Dragões, tudo muito vago mesmo, quem sabe os leitores pescaram as referências, eu fiquei no vácuo.

Outro núcleo que ganhou três cenas foi de Stannis Baratheon, oficialmente o único entre os 4 reis de destaque ainda vivo ao final do 4×02, já que Balon Greyjoy sequer é mencionado, quem sabe agora no estado semi-vegetal do filho.

Entre fogueiras a R´hllor, jantar com peixe numa cena sobre os tempos negros da Baía do Dragão e uma conversa sobre deuses com Siren, pouco se acrescentou. Foi mais uma lembrança sobre esses personagens.

Da metade para frente do episódio voltemos para Porto Real, para o agora conhecido Casamento Roxo, onde Cersei e Joffrey compensaram de longe suas cenas menores do 4×01 para abrilhantar o casamento cada um a sua maneira.

Jaime teve uma conversa com Sor Loras em deixar a irmã solteira, sendo que os laços matrimoniais entre Lannister e Tyrell precisam ser concluídos com a morte de Joffrey, como isso se dará ainda é mistério.

Cersei primeiro mostrou que ainda é a rainha de fato ao ignorar o pedido de Margaery de deixar as sobras do casamento aos pobres, dê aos cachorros ela ordenou a Mestre Pycelle, antes que o mesmo fosse jogado junto obedeceu.

Quem zombou da ex-rainha regente e seu pai, foi a melhor aquisição da 4ª temporada até o presente momento, Obery Martell ao falar do tratamento dados aos pobres e aos estupradores em Dorne era bem diferente dos de Porto Real, clara referência à garganta intacta do Montanha depois do que fez a sua irmã e sobrinhos.

Lannister vs. Martell

Ollena Tyrell, a Rainha dos Espinhos tem uma conversa sobre as dívidas da Coroa com Tywin, dando a entender que o casamento irá ajudá-lo com esse problema também e outra com Sansa, agradecendo pelas informações sobre Joffrey.

O rei legítimo aproveita o casamento para espezinhar de Tyrion com o teatro dos Anões representando os 5 reis, obrigando a servi-lo, cortando o livro que lhe deu de presente com a outra espada de Aço Valiriano ofertada pelo avô.

O anão estava no seu dia de cão, ao ser obrigado a mandar Shae embora, antes que o pai a matasse, ocultando seus sentimentos para obrigar a aceitar a despedida. Segundo Bronn, tudo correu bem na despedida.

Durante o brinde de casamento e após cortar a Torta de Pombo, a versão do Bolo de Casamento de Westeros, Joffrey começa a engasgar e morre pela boca literalmente. Muitos suspeitos, mas Cersei condena o irmão que pegava a taca de vinho no chão.

Joffrey death

No meio do tumulto, o Bobo da Corte que lhe deu o colar a Sansa no 4×01 a chama para fugir.

Como ficará o mundo com a morte de Joffrey? Melhor eu tenho certeza. Tyrion o matou, ou foi outro entre os suspeitos?

Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D 1X18 – Providence: MAoS continua sem perder o ritmo, Coulson estava limpando a bagunça no HUB coordenando como o maioral que se tornou com a “morte” do Diretor Fury, quando o General Talbolt, vivido por Adrian Pasdar, o Nathan de Heroes, fala que as forças militares ocuparão as bases da S.H.I.E.L.Dagora considerada um grupo teorista em vista dos acontecimentos da série e do já recomendado pelo VVE – Capitão América: Soldado Invernal.

Conhecendo o General e sabendo que a ocupação não seria pacífica, Coulson reúne seu time com o reforço de Tripple, a contragosto do Comandante da Nave e fogem com o 616, enquanto há combustível. Skye é ordenada a apagar as identidades dos membros da equipe, incluindo a de Ward. Falo nele com calma à frente.

Distintivos recolhidos e guardados no cofre, quando Coulson recebe coordenadas para algum lugar, mesmo acreditando que possa estar controlado por HYDRA segundo uma teoria de May, agora que sabemos seu real papel nisso tudo, o grupo segue para o lugar que poderia ser uma armadilha.

Não é, escondido entre uma Floresta Gelada estava Providence, a base secreta da S.H.I.E.L.D , construída por especificação de Nick Fury para um caso dele, com um único agente que passa os protocolos ao grupo e revela a Coulson que Fury vive, mas que só ele e mais alguns da lista, não vou citar nomes para não dar spoilers filme do Capitão, podem saber disso.

Coulson e Phlill

Enquanto a jornada dos Agentes de Nada termina, por enquanto, naquele lugar, Ward do outro lado libera Raina, invade a Geladeira liberando Graviton e outros super vilões, pega todos os artefatos coletados durante a temporada e revela ser de fato um membro da HYDRA, que brincou com o grupo, com uma única fraqueza, o sentimento real por Skye, que pode ser a pedra no sapato para Garret e seus subordinados.

Vemos numa base em Havana, corpos para testar as drogas que Garret roubou da Guest House, com a ajuda de Raina e a pesquisa de Simmons, só que a hacker preparou uma armadilha no HD, só ela tem acesso às informações, levando Ward a fingir que a missão deu errado e se encontrar com seu grupo em Providence com o objetivo de tirar da 084 os segredos para liberar o HD.

Garret e Raina

O grupo ainda não tem desconfiança de Ward e sequer sabe da morte de Victoria Hand, mas já descobriram que a Geladeira foi invadida e que muitos virão atrás de suas cabeças, os inimigos estão em fila para pegar Coulson e seu time.

Continua em breve.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s