Eu vi dragões

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Semana passada despedimos de Beelzebub e falei que com os espaços vagos a la Shonen Jump e o hiatus infinito de Hunter x Hunter queria colocar algo novo na sessão. A ideia inicial seria uma versão das chamadas primeiras impressões, que aqui no VVE batizei de Pequenas Pinceladas, só que reverso. Como assim, vocês perguntam e eu respondo no próximo parágrafo Vocês Vão Entender.

Com spoilers

EU VI DRAGÕES

Como disse a ideia inicial seria fazer um Últimas Impressões, pegaria o primeiro mangá no rank dos que não comento aqui e leria o último capítulo, alguns até li o início só que não sei como chegaram até ali e comentaria de forma crua aquilo, até que procurando o TOC achei os primeiros capítulos de Illegal Rare e Stealth Symphony, dois mangás estreantes na revista.

Peguei o segundo para ler e boom… achei algo louco, só que ao mesmo tempo interessante e juntando a com b, além do estreante da semana Tokyo Wonder Boys, um mangá sobre futebol, Stealth estava exatamente na 4ª posição do rank (sem considerar que ainda não tem 8 capítulos e que a escolha é feita pelo editor e não pelos leitores) abaixo de One Piece, Naruto e o Tokyo acima (como estreia estaria na primeira vaga). Portanto junto os dois e comento lá no final sobre esse mangá.

BLEACH (referente ao capítulo 570): Hakka no Togane não era exatamente luz (mangá preto e branco e explosões de Kubo sempre nos enganam) era uma névoa de gelo que congelava tudo que tocava. Ok. O único problema entre shikai e Bankai de Rukia que vi muita gente comentando na internet é: se sua shikai já chega ao Zero Absoluto o que faz sua Bankai uma temperatura menor ainda que desafia a ciência. Sei que é mangá, mas faltou isso.

Ou ao vencer o medo seu poder expandido + sua roupa nova conseguiram com o mesmo poder “Zero Absoluto” só em área por tempo maior ela derrotou o inimigo? Quem sabe quando o anime voltar entendemos melhor o que se passou.

BLEACH 570-01

Äs Nödt voltou ao Rei e seu flashback lançou uma nova pergunta no ar. A que ele sobreviveu, ao chamado do Rei? Se sim ele era um mestiço e não um puro sangue?

Mudando o foco para um grupo de personagens que nem cogitei que entrassem em conflito, Kotetsu e Yachiru, a primeira ainda curando os feridos de batalha e a tenente da 11ª Divisão roubando itens dos Quincy para criar um acampamento/sala de cura para a tenente da 4ª Divisão, lembrando que para as duas Yonohana e Zaraki saíram para o treinamento e não deram mais notícias.

Só que Yachiru deve ter chamado a atenção de Vanish, o Quincy da Letra V com o poder de aparecer na realidade e logo ser apagado da mente das pessoas, criando um lapso sobre o que aconteceu. A cena do soco da menina de cabelos rosa é linda. Depois ela esquece o que acertou e o que a acertou, um golpe que não ficará impune.

BLEACH 570-02

Duas teorias são possíveis: ou veremos Yachiru lutar ou Zaraki voltará em breve? As duas são excelentes.

ONE PIECE (referente ao capítulo 739): A missão do grupo não era da um grande susto em Sugar? Ela não deveria ter ficado assustado quando um navio voador arrebenta o teto da torre e zé fini? Sei que a solução seria fácil, mas bem humorada e a cara de One Piece. Infelizmente ainda não terminou.

Usopp e Robin escaparam, embora todos os outros Tontattas estejam a mercê de Trevor e Sugar e Leo como bom boca aberta que é, responde a todas as perguntas do interrogatório sem precisar de tortura. Falando de Usoland e do Soldado de uma perna só… ou melhor, o Capitão do título. Independente dos inimigos serem fracos Trevor os explode e mesmo assim pelo menos Leo sobrevive (a cara de OP também) e começa a contar a história do Soldado.

Na arena Rebecca ataca pela primeira vez e logo vai ao chão, mas Lucy (Sabo) pede que Bartolomeu proteja a garota, nesse momento Leo continua a história e revela primeiro que o motivo do Soldado-san não ter um contrato, ele foi o primeiro brinquedo criado há dez anos e Sugar por um erro não colocou um contrato nele, o deixando livre para agir contra Don Flamingo e ele é a grande chance de vitória porque sua real identidade além de pai de Rebecca é Kyros, o maior gladiador da Arena de Dressrosa.

OP 739

NARUTO (referente ao capítulo 666): Inicia a batalha de Obito x Madara, começamos com a surpresa do grande vilão sobre o poder do Sharigan de Obito/Tobi, a frase em si parece confusa afinal Madara não conhecia o poder do seu até então discípulo?

Noutra Dimensão o novo/velho Obito começa a puxar os chakras do Madara Rikudou com certa facilidade, mesmo que só tenha roubado partes do Ichibi e Hachibi (coincidências a parte de Gaara e Killer B). Digo facilidade porque o vilão não mostra seus infinitos recursos para evitá-lo, só afirmando que não deve usar o Rinnegan contra seu oponente, porque o mesmo também tem o outro Rinnegan e poderia usar um counter (ou algo do gênero).

Dois olhos é a força motriz do capítulo entre os Uchiha, já que o poder absoluto é despertado quando Kakashi e Obito num grande fan service dos japoneses unem seus Mangekyous para acelerar a velocidade de teleporte e conseguir levar o chakra da Kyubbi em Obito para Naruto. Já despertando em meio a luz.

NARUTO 666

Gai-sensei chega do limbo onde estava e salva Kakashi da Bijuu-dama de Madara, com o chakra da Kyuubi e num estado bem melhor que em sua última aparição e o capítulo fecha prometendo uma luta séria de Gai vs. Madara.

Como não confio nas promessas de Kishimoto é aguardar… só o que estamos fazendo a não sei quantos meses ou seria anos.

Últimas/Primeiras Impressões

Stealth Symphony (referente ao capítulo 1): Sendo que está no 2 no Japão. Muito se comentou desse mangá antes de sua estreia junto com Illegal Rare desenhado por Shiibashi Hiroshi autor de Nurarihyon no Mago, essa obra tinha o roteiro de Narita Ryogou de Baccano e Durarara e a arte de Amano Youchi de Akaboshi.

Vendo os dois capítulos onde costume ler os mangás da semana, resolvi pegar Stealth para ler, páginas coloridas muito bem feitas, uma com um mar de personagens mostrando que o autor já planejou bastante coisa para o seu mangá, o que é sempre um ótimo sinal.

SS 01

A história começa com um garoto que estava prestes a morrer e recebeu um implante e se tornou um cyborgue com asas mecânicas, tais asas segundo o que ele sabia tinham sido enfeitiçadas por um necromante para impedir que a pessoa que as tivesse fosse ferida, mas como efeito reverso ela contra-atacava o ataque com o dobro do dano. Parece muito bom, mas o protagonista clássico acredita que com isso pode machucar os outros e quer reverter a situação indo para uma cidade mística.

Ainda falta saber se só a cidade de Jinbo-cho para onde ele vai que há fadas, elfas, homens-lagartos como ele lê no livro, telepatas, caçadores de tesouros dracônicos como conhecemos no capítulo ou se o mundo também seu lado fantástico. É uma questão que não mancha em nada a qualidade do que foi apresentado.  Symphony me lembrou em alguns momentos Iron Knight que também comentei no Pequenas Pinceladas nº 2 sobre o primeiro capítulo, só que enquanto o mangá anterior merecia uma nota 3 no final das contas, esse fica com 8.5.

Seguindo um padrão diferenciado conhecemos a V & V Proteção com Segurança Total, uma companhia de segurança que o protagonista contrata para proteger as pessoas de seu aparelho amaldiçoado e o segurança em questão é Troma, uma máscara voadora, na verdade um homem invisível… até aquele momento.

O homem que atacou o protagonista logo que chegou a cidade reaparece e dessa vez usa uma explosão, que mesmo assim é repelida pelo equipamento e lançada de volta, o melhor counter de todos os tempos. Um combate entre o telepata assassino vs. Troma e Jig começa revelando que o Médico que ele tanto prezava o enganou, ou pelos menos é o que sabemos até agora e queria testar o item mecânico, na verdade um dos lendários tesouros de dragão.

SS 02

Ao saber a verdade, Jig é dominado pelo ódio e o equipamento se torna asas que parecem criar um campo de eletricidade/explosões destruindo tudo ao redor, Troma não foge e mesmo com a máscara quebrada não mostra medo pela situação. Revelando que não era só um homem invisível, mas alguém com um grande vazio por não ter um objetivo e seguiria com Jig ou buscando a cura para sua “maldição/item” ou destruindo o mundo se ele continuasse no modo berseker, o seguiria de um jeito ou outro.

E algumas pessoas ainda reclamam de motivações vagas. No meio da batalha o garoto ao ouvir Troma e seu discurso volta a si e descobrimos que o Homem Invisível e na verdade um Dragão Invisível.

SS 03

Confuso? Sim. Mas imagina só uma mangá que consiga trabalhar adequadamente o battle shonen e a fantasia. Seria algo fantástico. Staff ele já tem, agora é esperar continuidade e resposta positiva dos Japoneses, o mais difícil, afinal eles preferem o bom e velho bolinho de arroz.

Até a próxima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s