RPG online – Infinitas estradas

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Após a chegada repentina de Aztaroth com Anya ferida, Serena consegue que o Deus da Morte desperte poderes de cura e restaure a saúde de sua protegida. Órfão e Rin se afastam do grupo por não aceitar a presença do ninja Aztaroth. Enquanto isso Dubhe defende seu salvador.

Longe dali Arthlong/Kratos e Abraão ainda estão em Symia.

INFINITAS ESTRADAS

Depois de uma longa discussão, Dante consegue buscar o monge, Rin se encontra com Leon e o traz para junto do grupo, sua ida ao Templo só serviu para descobrir que Abraão e Kratos passaram lá antes de seguir para Symia. O lobisomem negro Rin ainda não consegue contato telepático com Arthlong/Kratos.

Anya e Dubhe entram em conflito físico, mas são paradas por Aztaroth que revela que atacou o grupo anteriormente para ganhar a confiança de Hentel, um membro da elite do Clã do Dragão Duplo, mas que o mesmo descobriu que era um agente duplo e tentou matá-lo. Anya interferiu mesmo que Hentel fosse um amigo de infância e saiu ferida. Aztaroth fala que voltará a base e tentará obter novas informações ou enganar Hentel. O grupo que o apoia formado por Anya e Dubhe somente não aprova a ideia.

DUAS MULHERES LUTANDO (RPG)

Leon questiona Aztaroth sobre o primeiro ataque e ele fala que tudo foi questão de engano, como abordou Dubhe e segue com seu plano suicida deixando uma moeda de comunicação com Anya que se separa do grupo com Serena para ir visitar o possível esconderijo dos irmãos Bulan.

O monge segue de volta a cidade com Mugen, Sasaki e Dante e vão a Igreja de Gamla Världen ignorando a nova discussão e revelação de Aztaroth, lá Sasaki é reverenciada como grande discípula do Deus da Luz.

A Sacerdotisa informa que três pessoas passaram ali segundo as descrições dadas por Sasaki, alguém de alma negra, Leon e por último ”o escolhido para abrir a ponte, marcado com o Pentagrama de Proteção se chamava Abraão, um paladino, mas que estava perdendo do caminho da Luz”.

PONTE DE LUZ

Sem saber o final da discussão de antes Leon, Rin e Dubhe chegam a Igreja e são prontamente levadas pelas Sacerdotisas para serem marcados com o Pentagrama de Proteção. Ficando sabendo que o mesmo é necessário para criar a ponte para os Santuários. Onde estão as demais adagas de pratas que não foram perdidas. Doze ao total. Três com o grupo: Dubhe, a de Abraão com a guerreira e a de Rin encontrada num bloco de gelo em Glace.

O grupo é prontamente teleportado para um pântano que lembras as duas visões anteriores, o que mostra que tanto uma nova adaga, quanto ingredientes dos dois rituais conhecidos estavam próximos.

Depois de alguns minutos de caminhada e uma área de lamaçal que diminui o deslocamento, vocês chegam próximos a uma torre no último bloco de terra antes da parte líquida do pântano. A Torre está cercada por árvores secas com teias de aranha dentro da parte líquida do pântano, água barrenta quase negra. A torre não tem entradas aparente, parece ser de pedra negra com algum desgaste.

O grupo vasculha a torre que não tem entradas nem mesmo secretas, o monge tenha abrir com seus punhos uma passagem, mas a Torre se mostra resistente, Mugen encontra dentro do pântano uma porta submersa e unidos alguns com mais dificuldade que os outros descem deixando só Leon para trás, caso algo aconteça.

A porta não tinha fechadura somente uma frase “O homem que segue os deuses com suas armas precisa restaurar as forças dos aliados”.

TORRE NO PÂNTANO

Symia

Chegando a Symia e o rombo no bolso, Abrãao compra quatro máscaras de oxigênio e ganha dois refis por 200 moedas de ouro, depois segue com Kratos procurando algo para repor seu dinheiro na cidade.

As aulas de alquimia começariam em 2 dias, ambos se escrevem só que o curso completo duraria um ano, o paladino conta a Kratos que não pretende voltar ao grupo devido a desunião e principalmente pelo fato das garotas defenderem as ações de Aztaroth.

Aztaroth e Anya

Aztaroth seu recém-conquistado poder de espiral para teleportar para o Domo que ainda está vazio, e lembra-se de voltar para explicar como funciona a moeda de comunicação com o poder de sorte ou azar para Anya, aproveitando para que a mesma chame Hentel.

O líder revela que está próximo, só não aparecerá porque Serena está com Anya, diz que ambos falharam com o plano de coletar informações, só gerando desconfiança do grupo e saindo sem nada.

Algum tempo antes

Hentel: – Quem são eles? Quantas adagas têm? O que sabem sobre elas? O que sabem sobre o ritual? Algo sobre um lugar abaixo da biblioteca? E Anya tem algo especial para descobrir sobre Serena, não é. Dando um beijo na sua bochecha. — O local é Hanes. Onde os atacou. Eles retornaram a pouco para lá.

Aztaroth:- Tenho um plano, após fugir do grupo do namorado de Anya descobri que ela corria perigo por isso fiz o ataque ao grupo, para ganhar a confiança do namorado de Anya que o era o chefe e a atacou.  Faça uma ferida nela. Pegando na mão da mesma esperando o golpe para segura-la e teleportar com ela.

TRAIDORES

Hentel: — Isso vai doer mais em mim. Ele cresce a unha e passa rápido por seu braço, muito sangue escorre.

Aztaroth colocando Anya no colo e assumindo a forma de espiral para Hanes. — Nos veremos em breve

Tempo presente

Anya fica só com Serena e Aztaroth se encontra com Hentel que pede que volte ao grupo e dê alguma desculpa, precisava de informações e de um espião e ambos tinham saído sem nada e com outros objetivos.

Infelizmente o grupo havia atravessado a ponte para o Santuário e estava fora do radar de Aztaroth que resolvia descansar um pouco depois de muito tempo.

Anya e Serena usando sua habilidade de teleporta através de uma chuva negra resolvem seguir para Arancione, a cidade devastada com sua cratera ao centro e marcas de foice.

Com um grupo acampado eles descobrem que alguém de negro (talvez um membro do clã), um lobisomem e um mago chamado Leon junto de um anjo estiveram ali recentemente, assim como os irmãos Bulan que não acharam o que queriam na cratera e partiram falando que iam visitar seus pais. Serena então resolve levá-la ao Vilarejo Tri-Partido onde eles viviam.

EXTRA:

Lista de ingredientes:

1) Uma foice com uma corrente branca (símbolo profanado da Deusa da Morte), um templo, penas, um braseiroum livro de capa branca e por fim sangue num jarro.

2) Símbolo do deus das forjas riscado com um x vermelho, uma forja, uma espada de lâmina vermelha, sementes, umapena, um livro de capa branca e fios de cabelo negros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s