RPG online – Maré baixa

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

O 2ic em si depois do gigantesco turbilhão de novidades até outubro quando completou 10 anos deu uma parada justa, já que seu criador tem outras coisas a fazer. Sei muito bem como é isso Armando, quando fico devendo matérias aqui, ou atraso, por questões envolvendo tempo sinto isso na pele.

Chegou o momento de falar sobre o 2ic em si, ou as novidades ou experiências sem ser resumo da 2ª aventura, que é feito aqui em paralelo. A idéia inicial era explicar a história da “alabarda”, mas vou deixar isso para frente um pouco, junto com outros históricos curiosos que já tive ao longo de quase 20 anos de experiência com o RPG. Olha a velhice aí.

MARÉ BAIXA

Na minha terceira aventura online resolvi usar como critério de escolha de novos players: fichas completas e o interesse demonstrado com a sala e aventura antes mesmo dessa começar. Acho que o único problema que não observei foi que aqueles três jogadores escolhidos não viram de fato como eu (o mestre) conduzia a trama e o jeito de interpretar dos veteranos na sala. Sete deles a princípio, cinco que continuam firmes e fortes.

MESA DE RPG

Resultado logo no início eles foram se afastando e o pior sem aviso, algo que sempre condenei no 2ic, se for sair da aventura não custa avisar. O último dos três foi o único que deu um motivo para seu afastamento.

No final acabou que a aventura continuou com metade do elenco escolhido e só veteranos das três aventuras que joguei ou de duas como é o caso da jogadora Revay que interpreta a Dubhé nas histórias da 2ª temporada.

Pensei em colocar aviso de vagas, mas no final acabei desistindo achando que a entrada de novos PCs poderia trazer problemas de condução e divisão de tempo, para acertar as histórias de ambos.

HÁ VAGAS

Só que um jogador antigo veio me procurar falando que gostaria de jogar e já tinha uma ficha iniciada. Junto a ele terminei a ficha e só ficou faltando à história. A preguiça falou mais alto e o jogador em questão queria que colocasse na aventura sem escrever uma linha sequer. Nada feito.

No seguimento um visitante entrou na sala, demonstrou interesse, veio até mim perguntando sobre vagas e abri outra exceção me reunindo com ele para fazer a ficha. O que faltou?  Novamente a história.

FOLHA EM BRANCO

Passado alguns dias ele me manda dois parágrafos com uma idéia inicial e outra com a descrição, como era mais que o outro comecei a escrever em cima daquilo e…

Ele volta a me procurar falando que escreveu outra história. Questiono sobre a primeira e que já tinha começado a introduzi-lo na trama com base no que me passou antes, e fico sem resposta.

SEM RESPOSTA

Preguiça e falta de informação. Dois motivos diferentes que até agora mantém o grupo com 5 jogadores e alterações na condução da história como a introdução de um NPC e a retirada de jogadores que se tornaram NPCs para deixar tudo certo na medida do possível.

Até breve.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s