Um pergaminho na história de Inpergoh – Relâmpagos Dourados

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Ahstan começa a descobrir suas origens como um dos Sétimos Filhos através de visões em sua passagem pelo Plano do Ar. Enquanto fora de Paikkhan Lycan começa a descobrir como funcionam seus itens e habilidades como um dos Sábios de Antikhytera.

pergaminho RPG

Fora de Paikkhan

Depois do ataque durante o pronunciamento, o Grupo Épico avisado por fonte desconhecida consegue pegar Manyard Smith e convoca Jacques Costeau, já que agora sabem da missão do grupo (através da mesma fonte) sobre os Portões das Memórias Perdidas.

Jacques deixa as guildas que contratou e sua secretária a cargo da pesquisa da passagem de tempo e pedem ajuda ao seu aliado Oráculo, que analisa que as alterações temporais das viagens do grupo não foram à causa da nova passagem acelerada de tempo.

O líder Kraus Sieg se apresenta a Jacques e pergunta se ele tem alguma habilidade de interrogatório e que o deixariam começar a “conversa” por que Manyard mesmo quase fazendo algo de alcance mundial, parece ter relação com os inimigos da missão dos Portões.

Manyard confirma o que iria explicar a missão para todos ali e a função dos inimigos e que tinham as 12 Esferas com as Bestas em Forma de Energia. Ele é o original sim, não um clone feito por magia ou tecnologia, mas tem várias marcas de seringas, parece que seu sangue foi removido diversas vezes enquanto estava em Imansiz.

Ele diz que o Kamisan caiu nas mãos de alguém chamado Marco de Lucca que o lidera hoje no lugar dos três antigos líderes: ele, Raizo e Grunnion.

De Lucca parece ter um plano em mente algo relacionado a Trilhas, que o mesmo descobriu de onde veio? Ele conseguiu apagar os vestígios dele de um item chamado Pergaminho de Todos os Conhecimentos e nem mesmo os chamados Sábios de Antikhytera que conhecem sobre tudo podem lê-lo ou saber dele com seus recursos.

Sei que ele realizou três rituais, um de imortalidade, outra para adquirir poderes de origem demoníaca advindos do Plano do Fogo e outro para libertar os Magos do Caos, só que depois eles foram presos de novo. Só que isso não aconteceu aqui, segundo ele afirma. Não sei qual é o sentido científico de suas palavras.

Manyard começará a se transformar em alguma espécie de demônio e atacará Jacques e Victor que está de guarda. O pistoleiro do Grupo Épico o derrubará e conseguirá conter o monstro que o cientista se tornou e o prende na Prisão Sem Nome que eles têm acesso.

Monstro Manyard

Os relatórios apontarão depois que Manyard não tem mais traços humanos e que aquilo pode ser transmitido por ferimentos.

Kaupellinen

Yves pode se lembrar da menção a organização Kamisan após Jacques contar o que aconteceu na base do Grupo Épico.

Realizando uma pesquisa sobre a organização. Seu primeiro braço é o Clã das Sombras formado por ladinos, ninjas, assassinos, shinobis com técnicas próprias e a base principal na Fortaleza Wyvern, liderada por Raizo olhos de fogo, filho das trevas e livre para andar no Plano das Sombras e lançar parte da Fortaleza naquele lugar e controlar monstros do plano das sombras, como Suoens, Huon, Mascarado das Trevas e outros.

O mago procurará meio de se proteger do local e analisar as técnicas usadas pelos ninjas pensando num possível confronto.

O outro braço do Kamisan são os cientistas de Imansiz, agora sem as esferas com os monstros incluindo o Bebilith transformado em esfera de contenção com a destruição da antiga alma de Lycan e da Flecha Caçadora.  Manyard foi transformado e novos cientistas buscam a liderança, só que Rhyfel prepara um ataque contra a cidade, com a ajuda de Hermes Turms (patrono de Jacques) para vingar a morte dos soldados revividos e combater a praga lançada na atmosfera e modificada agora para afetar até humanos não nascidos em Imansiz.

O Pentagrama é o terceiro tentáculo do grupo, liderado por Grunnion, o braço direito do Lâmina Diamante e quem mandou os magos e soldados da Guarda Arcana visitar Jacques e falar do perigo do Medalhão do Caos e das Esferas Dracônicas.

E por último, Yves pegará suas anotações de Marco De Lucca conseguidas com Seth, pelo menos magicamente ele é registrado, sem memórias antigas e livros é só onde ele pode se apoiar.

O estudo da doença também entrará para as pesquisas do mago que descobrirá que a mesma muda a composição do corpo agora e não pode simplesmente ser curada com habilidades divinas. Como se superasse os poderes de Deus? Será que o motivo de De Lucca se tornar o líder da organização é isso.

Plano do Ar

Ahstan ao chegar ao local indicado pela primeira folha volta à cena anterior. Só que está sozinho dessa vez olhando para a carta que recebeu. Quando escuta alguém fazendo um sinal, um tipo de assovio.

Um homem alto com mais de 2 metros, barba loira, cabelos lisos e loiros, olhos negros, um todo negro com um raio nele. Usa roupas clericais e se aproxima de você.

Charles Augustin

Clérigo de Juren Lei: – Olá meu jovem. Sei que não conhecemos… sou Charles Augustin. Conheci seus pais, clérigos de Juren Lei como eu. E sei que essa carta parece lhe dar um caminho fácil para o que deseja, foi assim com meus amigos no passado… Seu pais.

– Sua mãe Ailine Prescott descobriu que mesmo sendo clérigo de Juren Lei descendia de alguém importante ligado a Ullana, chamado Sétimo Filho e tinha habilidades com a eletricidade, por isso achou que o deus certo a cultuar era o Gigante dos Relâmpagos, só que com tempo ela foi se afastando da religião junto ao marido Leon Prescott, os dois foram para Paikkhan à cidade sagrada de Ullana. Já grávida.

– Sei que todos do culto de Juren Lei ficaram tristes com o acontecido, foi rápido da parte dela o afastamento e muitos a condenaram até saber que ela e seu pai tinham partido e deixado um órfão que nem cheguei, a saber, qual era o nome, seu sobrenome é Prescott se tem alguma dúvida.

– Alguns clérigos com o poder de predição pediram para procurar alguém com suas características, o filho dos Prescott para dizer que a carta é um mal caminho para chegar ao dragão que procura. Existe um caminho longo, mas sem deixar máculas de alianças com pessoas corrompidas com Setsu e um morte sob suas costas, a do cális branco que ele planeja matar: Valiance.

Ahstan amassa a carta e guarda no bolso. Não sabe por que ao certo, mas acredito em Charles. E agora sabia que não ninguém conhecia seu nome, portanto seria Rainer Prescott.

Ele de longe olha o muro e o homem de verde está lá, entra no correio local escreve uma carta e pedem que entregue a Valiance. Fica a espera, um jovem entrega ele lê e do nada parece puxado para o alto sem que ninguém veja.

Além das nuvens pode observar um Castelo Branco e um dragão púrpura o rodeando. Noah chega assustado e entrega a carta a Valiance… o elfo abaixa as cabeças.

Noah: – Vou resolver.

Ele corre pelo castelo e se aproxima pelas costas de Setsu, o prendendo com o seu chicote e colocando veneno que drena sua resistência até que ele caia, Noah pega sua foice e corta a garganta de Setsu. Valiance na porta vira o rosto. A carta está no chão com a caligrafia de Ahstan… e assinada como Ahstan.

Ele volta a si e se vê numa Igreja. Alguém lhe entrega um bracelete e diz está aí sua Relíquia Ahstan…

A pessoa é quase igual a ele.

Continua nos próximos pergaminhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s