Um novo pergaminho na história de Inpergoh – Sete Elementos

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Zephaniah e o grupo no Plano da Terra conseguem a primeira das quatro chaves elementais, o geomancer começa a lembrar do dia do seu aniversário, umas das primeiras lembranças que tinha se completa.

Jacques tem um encontro com Raizo que tenta corrompê-lo informando da traição de Katsulee e Lycan, fatos que estão em defasagem pelos últimos acontecimentos.

Fabregas ainda se decide sobre o que irá fazer com as três peças finais do TecV.

pergaminho RPG

Fora de Paikkhan

O bastão de Lycan indica uma esfera metade preta e metade branca em algum lugar perto de onde viu algumas das batalhas entre os filhos da luz e das trevas. Ao chegar ao lugar, no chão dentro de uma meia esfera metálica há um bebê de cabelos pretos e olhos claros, uma garota.

Ele sente a aura dos sétimos filhos nela. Com o bastão ele parece viajar até o passado até chegar a uma trilha com dois caminhos. O segundo dá um lugar todo iluminado. Onde duas meninas muito parecidas com o bebê que achou brincam, olhando elas um padre Makkyn-na e um paladino de Kiuni.

Pietro (o padre), Vladymirius (o paladino) e as duas meninas conversam com Lycan e contam a história de Marlene. Neta de uma elemental de trevas a beira da morte salva por Agaren. Ele vê a cena.

PADRE MAKKY-NA

Na Floresta de Fayas próximo a Glauben

Agaren sai da floresta e encontra uma mulher morrendo com o abdômen cortado por garras e com os olhos sem vida.

Agaren: – Olá. Posso curá-la?

Colocando as mãos sob o seu abdômen.

Mulher: – Nem me conhece por que me salvou, nem questionou como me feri.

Agaren: – Não preciso questionar. Sei quem é. E que graças ao nosso encontro terá uma filha chamada Selyne, que será uma inimiga natural minha, uma Filha das Trevas.

Mulher: – Se sabe disso por que me curar?

Agaren: – Por que sua filha terá duas meninas importantes. Uma poderá restaurar a ordem do mundo e a outra se será igual a mim, uma Filha da Luz, só que mais do que especial, nascida nas trevas. Ela salvará a muitos. E sempre será lembrada. Independente de partir cedo.

Mulher: – Isso é tão confuso.

Agaren: – Eu sei. A sabedoria é uma benção e uma maldição. Às vezes quero só falar o que sei, e não posso.

Mulher: – Mas me contou.

Agaren: – Por que sei que vai guardar isso. Em troca da cura e de saber sobre o futuro.

Mulher: – Como pode ter certeza?

Agaren: – Eu tenho certeza de tudo.

De que pessoas nos observarão no futuro e alguns ficarão felizes com o que eu fiz e outros irão chorar por muito tempo.

A visão termina.

As meninas ali, bisnetas da mulher da visão mostram uma elemental das trevas, hoje aprisionada nesse lugar chamado de Jardim de Luz, Selyne presa a correntes de luz, respirando com dificuldades.

Pietro: — Para não matá-la fazemos isso, mesmo acreditando que seja o pior, a decisão não é minha.

Ele vê Selyne conhecendo Dracal, um humano que se apaixonou por ela e lhe deu gêmeas, meio-elementais que a mãe não desejava. Sabendo que as filhas poderiam ajudar a trazer uma das 12 Bestas. Selyne mantém as filhas e deixa para que Dracal as crie depois de um tempo.

Maisa e Marlene crescem. Maisa segue o caminho do pai se torna uma guerreira e Marlene conhece a Igreja de Gamla, e mesmo sendo uma meio-elemental das trevas se torna uma Sacerdotisa de Gamla, conhecido como a Sacerdotisa de Luz nascida nas trevas. Lycan se lembra das palavras dos Sábios.

Marlene divide seus poderes com a irmã, é sequestrada, libertada, recupera os poderes, os partilham com as sobrinhas, as meninas que no Jardim de Luz e depois se sacrifica no meio de uma batalha onde a mãe era uma das desafiantes. Selyne controlava o Bebilith, a besta usada para destruir Arancione durante o pronunciamento.

Depois de tudo isso Lycan retorna ao presente e a garota parece sorrir. Apenas um bebê como cuidar dela.

Rickmond e Gilan sentem a aura do bebê e encontram Lycan, resolvem cuidar do bebê, enquanto Lycan vai até Akasha, a cidade que viu nas visões procurando pistas daquela família cheia de problemas e tão importante, e mesmo assim desconhecida por todos ali até que Lycan tenta se tornado o Sábio das Trevas.

Em Paikkhan

Zephaniah continua vendo suas memórias pós o dia do seu aniversário. Ele corre junto com dois outros jovens para fora de Paikkhan e surgem numa nova floresta. Espíritos saem das árvores, lembram corpos feridos.

— Essa é a minha vingança (uma voz ecoa pelas árvores)

— Diferente do que imaginam matar um antigo como eu, não é tão simples.  Sua cidade será maculada para todo sempre se depender da minha vontade.

Zephaniah toca no chão e vinhas começam a correr pelo lugar e chicotear. Pedindo para que os dois Gilan e Rickmond se afastem.

Ele tira uma esfera verde de vidro e envolta em energia do seu peito. E toca a esfera, a voz grita e some. Ele tomba no chão e os espíritos começam a se aproximar. Ao tocar folhas saem do seu corpo.

— Não consegui fazer com perfeição, mesmo sendo o mais velho e sábio entre os filhos – cuspindo sangue – acho que a expulsão dos espíritos foi à última coisa que fiz.

Ele desmaia. Alguém luta com os espíritos e os expulsa. – Zephaniah, se lembra de mim?

Você olha de relance e vê Kamali.

— Não.

Kamali: — Para se salvar da morte teve que usar o Ritual que aprendeu com o Sábio da Terra, o antigo.

— Com assim?

Kamali toca em sua mente.

— Aí está à memória na hora certa irá se lembrar.

A chuva que cai aumenta e novos espíritos se aproximam, Kamali continua lutando.

CHUVA

Ele volta à cena do desmaio, abre os olhos e meio a chuva e as folhas que voam e os espíritos tentando dominá-lo, com seu sangue e folhas desenha no chão e se corpo começa a tremer, sangue sai do topo de sua cabeça vazando por sua vista, você flutua, e vê uma das lagoas de Paikkhan, toca na lagoa e outra esfera sai do seu corpo e começa a absorver folhas e fragmentos espirituais do seu corpo.

Algumas coisas vão se apagando da sua mente, conhecimento de rituais, do oculto, história, línguas, ler e escrever, restando só à parte ligada à sobrevivência. Ao olhar de novo no lago, você parece ter dois rostos, o seu e de Kamali.

Com a chave de rocha nas mãos no presente, a esfera de luz verde surge novamente a sua frente e ao tocá-la absorve o conhecimento que já teve, e que se tornou Kamali, outro você.

Ao recuperar suas habilidades uma voz conhecida ressoa no Plano da Terra, o Sábio das Trevas surge e uma batalha começa, ele usa seu poder de Ilusão Sombria para parar Ahstan, Seth e os dragões, Zephaniah quebra a ilusão e usa seus poderes de Geomancer, um deles que manipula a areia passa pela resistência elemental do Antigo Sábio e ele vai embora.

SÁBIO DAS TREVAS V0

Com a Chave das Rochas em mãos, cria-se um portal e voltam a Paikkhan. Zephaniah tem uma última visão com o Sábio da Terra e do Ar, os antigos que caíram durante os ciclos, ensinando o Ritual da Fragmentação da vida, a você e Ahstan.

Zephanian desperta e olha para o lado lembrando-se de sua infância ali com Rickmond, Gilan, Ahstan, Marlene e Agaren e os cincos sábios. Um deles fala é a voz que ouviu na floresta antes de fazer o ritual, o antigo sábio das trevas…

Fora de Paikkan

Fabregas com a última peça precisa tomar uma decisão. Agradece Jacques pela ajuda e fala que lhe deve um grande favor, a cobrar quando necessário e se teleporta sem dizer para onde vai.

Zephaniah ainda guarda a Chave de Rocha, a Esfera com o seu antigo conhecimento que ainda não foi completamente destravada e vai assimilando tudo que descobriu inclusive seu suposto parentesco com Ahstan.

 Ahstan que tinha entregado um bilhete a Claire antes de ir a Paikkhan:

“Prometa-me que esse vai o último lugar que vamos acompanhar esse pessoal. Reparou que estamos andando com o cara de que você não simpatiza? Ele te ajudou, mas tudo bem. Eu supero. Mesmo que eu não recupere as minhas memórias com esse povo, podemos achar por nossa conta. Mesmo que tenha uma profecia que temos que ficar juntos para salvar o mundo, eu não sou um cara tão altruísta assim. Se quer continuar a andar com eles e quer que eu continue com você, me convença”.

Claire aproveita que o grupo está menor e as últimas revelações para comentar do bilhete.

Claire: – Achei isso, mas devido a todos nossos problemas naquele lugar não sabia a hora certo de comentá-lo. Você tem razão a respeito da minha relação com Zephaniah, não gosto dele, não vou gostar porque é assim e pronto. Acho que peguei a teimosia de alguém. Só que agora parecemos estar perto tanto da nossa missão quanto da sua e no final das contas eu fiquei presa muitos anos em Raupatalasick por conta da solidão, eu aprendi com a música e os livros o que talvez devesse aprender com as pessoas. Lembra-se da minha casa, tenho um motivo para ter uma casa naquele lugar, ou melhor, para ter uma casa. Eu não sei o quanto é curioso, fique pelo menos por mais uma missão que eu finalmente vou compartilhar algo doloroso com você, minha história pregressa.

Zero desperta depois de um tempo. E na possível reconfiguração do grupo pede para se afastar e cuidar de assuntos com Volkatz. E se despede.

ZERO

Em uma Paikkhan vazia, Claire analisa o funcionamento da esfera de espíritos com Seth e os 3 dragões sem alma: Kyren, Sothur e Nethlolis, só restando Bresinger de pé. Depois de pesquisa ela consegue libertar a alma de Seth. A dos quatro dragões irão se fundir numa só e entrarão no corpo de Bresinger que mudará de cor com o tempo.

Bresinger representa agora Kyren, Sothur e Netholis dirá que só Seth e Ahstan precisam ficar em Paikkhan para buscar a Chave do Céu, o próximo item em sua jornada. Cabe ao grupo formado pelos dois, Claire, Yves, Zephaniah, Lycan e Jacques definir quem fica dessa vez e quem ficará em Inpergoh.

Fora de Paikkhan

Ao sair descobrirão que passou 2 meses aqui fora, estamos no 3º Dia do Conhecimento de Kin.

Não há grandes mudanças no mundo só a parte do pronunciamento foi resolvida. A Armada Rubra estará em luto e armando um ataque a Imansiz compactuando com Symia para defesas contra a praga.

Majien acusará Symia ao conselho dizendo que teve um importante projeto roubado de suas fronteiras e a Fortaleza Wyvern mudará de lugar novamente.

Jacques terá de julgar as palavras de Raizo para definir os próximos passos e avançar politicamente até a Casa Di Ventini.

Continua nos próximos pergaminhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s