Resumo da obra – nº 16 – Revival

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Retomando a sessão com a dobradinha, HBO – True Blood e Showtime – Dexter. Dupla de luxo sangrenta.

Com spoilers.

Resumo da Obra

True Blood – 6×03: Mantendo alguns personagens que estão sobrando fora do ar, incluindo Lafayette infelizmente sem propósito ao ser abandonado por Sam que resolve cuidar do resgate de Emma sozinho.

Se não fosse o SUV liderado por Nicole que sofreu um ataque de lobisomens surtados da série como medo da sua espécie ser revelado ao mundo e sofrer a caça as bruxas do Governador Burrel. Sam só ficaria observando o grupo na forma de coruja, mas a confusão o ajudou no resgate.

Andy e suas filhas já adolescentes trouxeram Holly de volta a trama só para a atriz fazer jus ao seu cachê, mas depois desses 3 episódios sentimos que muitos estão sobrando no elenco, que deveria sofrer uma limpa.

Só que a guerra entre vampiros x humanos tomou ares de Guerra Fria, por no futuro vemos o tal acampamento, mas a tortura revelada através de Steve Newlin foi visualmente leve e pareceu que ele só voltou para mostrar aquele lugar. E reviver personagens como sua esposa Sarah Newlin, agora uma política na busca pela extinção dos vampiros, já que só a Irmandade do Sol não conseguiu bater de frente com vampiros.

Na linha principal temos Bill que perdeu só um pouco de destaque ao voltar para salvar seus filhos do que viu no futuro e tentar testar seu poder, primeiro perante o sol, achando que sua visão ao lado de Lilith mostrava que seu profeta e substituto podia desafiar o astro rei. Só que Bill não tinha poder ainda para desafiar o sol, pegando fogo automaticamente.

Bill em chamas

Recuperado Bill resolve raptar o possível criador do Tru Blood com a ajuda da encantadora Jéssica, que depois de ficar de pijama por 2 episódios e meio volta a ser a vampira sexy de antes. E sem esforço conclui sua missão.

Jessica

Biil nesse meio tempo visita Sookie, revelando que não precisa de convite para entrar na casa da meio-fada e que controla seu poder de telecinésia ao parar um prato no ar, pedindo sua ajuda para seu sangue fosse sintetizado, idéia essa apresentada por Russel na temporada passada, mas deixada de lado pela antiga Autoridade.

Sookie não quer mais nada com vampiros, quanto mais depois do que aconteceu com Bill e de sua luta pessoal contra Warlow, o agora Billith fala “que ela morreu para ele”. Só que para sua sorte encontra outras fadas para suas experiências, as filhas de Andy. Olha novamente tramas aparentemente desconexas se ligando.

No foco principal do dia, ou melhor, da noite. Temos Sookie, Jason, que está cada vez pior depois da concussão causada pelo ataque de Russel, e Niall. Cada vez mais apelão, vide cena da visita ao Cabaré das Fadas, alvo da ira de Warlow, dos seus teleportes, cura e etc.

Aí vem a parte “estranha” no meio da bizarrice, Ben ficou um dia perdido na floresta e não caiu na armadilha de Warlow. E encontra Niall, o reconhece como o rei das fadas e oferece sua ajuda na caçada ao vampiro ancião para a proteção de Sookie. Ficou algo errado no ar, nessa história de Ben.

Na parte de Eric e Willa Burrel, primeiro o vampiro nórdico pretendia matar a filha do Governador. Só que ela o convence passando informações sobre sua mãe que fugiu com um vampiro, talvez o motivo de tanto ódio do Gov. Burrel e o principal avisa do acampamento para experiências com vampiros.

Eric e Willa

Cenas engraçadas a parte com Ginger e a sempre rebeldia de Tara, faz com que Willa seja seqüestrada no processo.

Algumas tramas avançam mais que outras, muito tempo no ar gasto com Alcide e os lobisomens figurantes.

Continua na próxima noite.

Dexter – 8×01: Seis meses se passaram da morte de La Guerta, num excelente episódio de estréia da temporada final, só achei que a explicação para a morte da Capitã ficou muito a desejar.

Por insinuações de cenas entre Dexter e o agora Tenente Chefe Batista, parece que a idéia que ficou no ar é que ela morreu tentando caçar pessoalmente Hector Estrada e uma conexão para inocentar Doakes de ser o Bay Harbor Butcher (BHB).

Angel que cancelou sua aposentadoria e perderia qualquer prêmio de moda ao usar terno, óculos escuros e chapéu panamá, todos juntos. Surgiu assim na inauguração do banco memorial de La Guerta.

Batista

Temos mais falas para a detetive Angie Miller e o retorno de Matthews ao centro das atenções. Somados ao excelente Masuka e a Quinn, que ainda não sei o que faz na série. Falando no detetive, uma pequena cena no Season Finale passado serviu para marcar um romance com Jamie, a irmã de Batista, sem o consentimento do chefe.

Dexter avisa logo no início do episódio que a morte de La Guerta resolveu seus problemas, mas parece que ele estava enganado, as circunstâncias que o serial killer montou falharam com a chegada de sua irmã Deb a cena do crime e o tiro que ela deu, a afastando do irmão, que sentiu na pele que Deb era sua última ligação com o mundo de fato e que sem ela estaria perdido.

Tão perdido que Dexter chegou a brigar no trânsito e quase sufocar um motorista que o cortou, discutiu com Batista, gritou com o filho, levou o crescido Harrison para uma possível cena do crime, onde tentava salvar a vida de Deb.

A antiga chefe da delegacia pediu demissão e entrou na carreira de detetive particular, atuando num caso de roubo de joalheria, e tentando pagar por seu pecado, começou a se relacionar com o bandido em questão, usar drogas, beber e se apaixonou por ele. Na contramão tentava resolver o caso do roubo com a ajuda de Quinn.

deb

Dexter descobre que o possível comprador das joias é um Hitman mandado pela máfia que o tal Brigs, o bandido roubou sem querer. E tentando receber a atenção da irmã, vai com o filho avisa-la, resultado entra em conflito com Brigs e o esfaqueia, deixando a irmã resolver a situação sob os olhos do Hitman, El Sapo, que começa a persegui-la.

Junto a isso temos o Serial Killer da temporada, que mata as pessoas, abrindo suas cabeças, removendo a parte ligada à empatia do cérebro, parte essa inativa nos Serial Killers. Recebemos essa informação de Evelyn Vogel, uma neuropsiquiatra que volta a Miami depois de anos fora da cidade.

Evelyn Vogel

Dexter sente que ela parece lê-lo, com seus olhares durante a reunião do time da polícia, o interrogatório no necrotério e mais que isso, na cena final onde ela encontra o analista de sangue na cena do crime de antes e entrega desenhos de criança com o nome Dexter.

Ele corre atrás da doutora a ameaçando e ela fala alto “Você não pode me matar, por que eu não me encaixo no Código de Harry”.

Quem é essa mulher? Como ela sabe disso?

Uma consideração sobre “Resumo da obra – nº 16 – Revival”

  1. Acho que a ppria dra. é a serial.
    E mais, que Dex seja um serial induzido/sugestionado/fabriacado por ela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s