Mulher rodada e vice-versa…

POR FELIPE VALADÃO

marina-ruy-barbosa-arrasa-em-capa-de-revista0c811dc34bed2718d2b3f6ee4faaa067

Essa semana Marina Ruy Barbosa, deu uma declaração aonde afirmou que “Não adianta querer um príncipe se você não é uma princesa. É muito difícil uma mulher rodada encontrar um cara legal. Só vai encontrar sapo”, afirmou ela.”.
Pronto uma chuva de críticas caiu sobre ela.

E qual besteira ela falou? Isso é a mais pura verdade para vários homens (para mim também). Assim como existem homens que preferem mulheres mais experientes e mais rodadas que pneu de Fórmula Um.
E você acha que a grande maioria das mulheres gosta de caras que “passaram a ripa” em meia cidade?
Não sejamos hipócritas.
Sexo é bom? Claro que é!
Você tem o direito de dormir com quantas pessoas quiser? Mas claro que tem!
A questão aqui não é se a mulher é vadia ou não. Se o cara é galinha ou não. A questão é ter sua própria opinião.

untitled1

Então a garota não pode ter a opinião que ficar “trepando” com tudo que se move é errado?
E quem curte sexo e não esta nem aí para a opinião alheia não tem direito a ter esse comportamento?
Essa é a questão chave de onde quero chegar.
Você tem direito a fazer o que bem entende, mas esteja preparado, pois há pessoas que não concordam com você.
Ela apenas manifestou uma opinião, e ponto.
O que todo mundo precisa aprender é a respeitar a escolha do outro. Porém existe uma linha tênue sobre isso.
Até onde vi, ela não ultrapassou essa linha.
Uma grande parcela tem essa dificuldade de assimilar, e se ofende por isso.
Li duas opiniões contundentes sobre o que disse a Marina. Uma delas foi da Carol Patrocínio, que escreve para o Yahoo!, numa sessão chamada Preliminares.
Ela escreveu coisas como “… Primeiro que sua experiência sexual não fala sobre seu caráter, segundo que “um cara legal” muda muito de mulher para mulher, terceiro que nem todo mundo quer “um príncipe” no padrão que você acredita ser o perfeito e quarto: que índice foi esse que você usou para falar que uma mulher “rodada” (que nojo desse termo) tem dificuldades para encontrar caras legais…?
Ou “…Ao dizer uma coisa dessas ela apoia o machismo que nossa sociedade impõe todos os dias. Ela diz que você, mulher, não pode decidir o que quer fazer e nem o que tem vontade, mas precisa seguir uma convenção definida sem se importar com sua opinião…”
Caráter, machismo?
Bem vinda ao planeta Terra!
A questão sobre caráter foi idiotice. Marina não levantou ponto sobre isso. E eu não acho que se você curte sexo tem o caráter dúbio. A não ser que você traia seu parceiro. E nem acho que porque a pessoa é casta e puritana, seu caráter é indiscutível.

003_ChaveMestra

O mundo é machista… Sério? Em sua maioria claro que é… Você tem sua escolha por garotas “certinhas” pra casar? Sua escolha…
A mulher gosta de caras certos para casar? Sua escolha…
Existem mulheres que gostam de caras ricos e idosos para se casar…
Existem homens que gostam de mulheres ricas e idosas para casar…
Eis onde quis chegar…
Existe um sem número de pessoas, com um sem número de opiniões.
A garota deu uma opinião. É o gosto dela, ponto.
Aprenda a respeitar e mantenha seu próprio gosto…
Outra opinião foi da Nana Gouvêa que disse “…” Ah!!!! Como eu quis dizer essas mesmas palavras quando li o que essa garotinha mimada, preconceituosa e que não sabe absolutamente nada da verdade da vida falou nessa tal entrevista. Estou grata por esse artigo, Carol Patrocínio…”, escreveu Nana…”.
A Nana é realmente muito boa. Isso é indiscutível (Só se você não gostar de mulher), mas será que ela tem tanta “moral” assim para falar?
Dizer que a garota não sabe nada da vida. Isso que dizer que o que você sabe da vida é o correto?
Preconceituosa? Você pelo visto tem preconceito com garotas que preferem ser iguais a ela. Mas manifestou sua opinião e tem o direito a ter.
Assim como a Marina…
E qual o tipo de mulher que eu prefiro afinal?
Entre rodadas e mais tranquilas. Fico com as mais tranquilas. Ponto.

44 comentários em “Mulher rodada e vice-versa…”

  1. Que opinião disfarçadamente parcial,mas de se entender claro,desde que o mundo é mundo os homens são homens,querem ter as dandoquinhas em casa puritanas para chamar de esposa,mas não tirem todas as vadias da rua,precisamos nos divertir!!!
    Olha querido gosto é gosto cada um tem o seu,mas se fosse tão bom e decente como julgam,ficar em casa esperando o ”maridinho” chegar e beijar os lábios puro da princesa,não teríamos lutado tanto por liberdade.
    A liberdade de votar,de usar uma roupa conforme nosso gosto,de ir e vir,de não termos nossas vidas arruinadas depois de um divorcio,a liberdade de procurar entre os parceiros alguém que te faça feliz que te complete,por que os príncipes eles são otimos aos 15,mas aos 30,40 precisamos de um homem, então nos deixe livre dos preconceitos e opiniões que em nada vão acrescentar a nossas vidas,tenho 29 anos não me considero rodada,sou uma mulher honesta,trabalho estou na terceira graduação,sou digna da vida que tenho e que conquistei a muito custo,tive poucos relacionamentos ao longo de minha vida,ainda assim me pergunto,o que seria de mim se tivesse me casado ou tivesse um relacionamento mais serio,com o meu ”príncipe” aos 18 anos?ou se talvez fosse cedo eu devesse espera-lo virgem e casta até os 30?.
    Quanta bobagem,vinda de uma Cinderela que vive nos contos de fada,talvez fosse melhor adormecer e esperar que um dia o príncipe invada seu castelo no cavalo branco e eles vivam felizes para sempre.
    Eu não quero com minha simples opinião dizer que mulher tem que ser,objeto,fruta cachorra…muito pelo contrario,acho que toda mulher precisa se valorizar.
    Mas isso não da o direito de quem quer que seja usar palavras chulas para descrever a frequência sexual de ninguém.
    Rodada não!!!!vivida,experiente,capaz de diferenciar um homem de um príncipe.

    Att,

    1. Muito bem dito Adriana! Esse machismo ridículo dos homens brasileiros me dá ansia de vomito. Eles querem princesinhas; coitados! Normalmente as santinhas são as que mais fazem (pelas costas)!!! E as santinhas que eles conheceram podem as vezes ser mais “rodadas” que muitas mulheres “rodadas” e bem resolvidas que andam por aí. Como saber?! Será que eles nunca se perguntaram isso…. Por que muita mulher não tem a coragem de se assumir, ou de assumir seus desejos e impulsos por causa da criacão conservadora que tiveram, mas quando todas fizerem isso e assumirem que sexo é pra ser desfrutado aí sim quero ver onde eles vão encontrar santinhas 🙂

      1. E isto não teria consequências? acha que eles iam querer casar com essas putas?

    2. Eu acredito sim que tem uma grande diferença em vivida ou experiente e rodada, assim como os homens, experientes e galinhas. Um homem que gosta de sexo e teve vários relacionamentos bem como as mulheres e respeitou sua parceira independente de quanto tempo durou a relação, considero vivido. Agora, uma pessoa que é casada, ou tem um compromisso assumido com outra, e sai por aí dizendo que o casamento não vai bem pra trair é galinhagem. Só vai piorar seu conceito, vai arrumar várias parceiras pra sexo mas um compromisso acaba ficando cada vez mais distante. Esse é meu ponto de vista, tem quem case com uma prostituta e não vê mal nenhum nisso, há mulheres que casam com um homem que traçou todas as amigas dela e não vê nada de errado nisso. Pra começar eu não namoraria Ex de amigo meu. É preconceito da minha parte? É sim mas é da maioria dos homens, e mulheres também, uma pessoa rodada é bom pra sexo casual, mas ninguém quer uma para um relacionamento, o que acontece é que existe a falta de pessoas ficha limpa, e se acaba aceitando a menos suja.

    3. As rodadas sempre vão ter desculpas, enquanto são novas andam a rodar de uns para outras depois já meias velhas querem homem de lado…
      Mas ninguém dorme…

  2. Rodada sim (aceite as escolhas que fez e viva com elas), dona Helena e saiba que quando nós homens dizemos que não julgamos uma mulher e não nos importamos com o passado dela ou com quantos ela foi para a cama, só estamos falando isto para que elas abram as pernas mais rápido, por que na realidade jamais falaríamos isto com uma garota que passasse no nosso critério de mulher para relacionamento (se possível virgem)!

    Você tem o direito de ser liberal, feminista e o que quiser ser, e tem o direito de dançar funk como uma louca usando um shortinho menor q um palmo de mão, ou de ir para a cama com quantos idiotas quiser, beijar 10caras na balada e etc, agora nós temos o direito de escolher trepar com várias liberais feministas moderninhas que estão na noite para negócio (curtição, badalação e afins) e depois escolher uma garota mais conservadora e recatada para casar, pronto falei! Não queria mudar a sociedade a seu bel-prazer, faça o que quiser com seu corpo e sua vida, mas, existem conceitos que existem a séculos e jamais serão mudados, ainda bem por que uma sociedade sem valores e regras perde sua identidade e seriamos pior que índio, alias até os índios seguem seus princípios morais básicos!

    Só não sei como definir uma mulher como rodada ou não; tipo se ficou com menos de 5 não é rodada? Não concordo com este conceito pois acho que não rodada são só as virgem, abro uma exceção na regra para o caso de uma garota que perdeu a virgindade acreditando que o cara era um homem com intenções semelhantes as que ela buscava para casar e constituir família e foi enganada, esta merece um desconto; agora mulher que optou por competir com homem e sair na balada pegando geral, goste ou não será sempre vadia e galinha mesmo, e pode até casar mas vai casar só com derrotados, os famosos machos betas (capachos e cornos: mansos ou violentos) e paguem o preço;

    É por isto que esta cheio de crime passional, estas feministas saem como loucas dando geral (achando a coisa mais normal do mundo) para os Machos Alfas e quando chega perto dos 30 descobre que perderam terreno paras as novinhas de 18, 19, 20 e 21 aninhos que chegaram e procuram uma banana para casar com elas (pois os Machos Alfas sabem o risco de casar com estas feministas a esta altura estado eles na casa dos 30 se casam com uma garota família de 18 ou 21 aninhos), e depois quando descobrem que casaram com um banana nada parecido com os fodões badboys e cafajestes de plantão que só pegam geral as feministas e depois se casa com as certinhas elas mal agradecidas começam a trair o macho beta (o capitão salva puta) e quando este descobre acaba cometendo violência, é um circulo vicioso e no fim só o Macho Alfa se dá bem e algumas garotas que fizeram a escolha certa!

    No site sexlog esta cheio de feminista que adoram gritar em alto e bom som que são vadias mesmo e gostam, a maioria casada com corno manso e não ficam querendo mudar a sociedade, aceitam o que são!

    Existe a chance de um relacionamento casando com uma garota família, talvez até virgem dá errado, tipo uma traição por parte dela? Sim, mas estatisticamente se o casamento é com uma mulher liberal feminista rodada as chances de fracasso neste campo são infinitamente maiores, as estatísticas não mente!

    O que você preferem um carro novo, ou um carro usado sendo os dois do mesmo modelo em termos de preços e estéticas, eu prefiro um novo e é meu direito de escolha e opinião! mas sou a favor que existam as rodadas, só não pode deixar de existir as garotas conservadoras, por que um dia eu vou querer casar, ter filhos e constituir família…rsrs!

    Acho uma puta sacanagem querer colocar um garota virgem na mesma cesta que uma mulher rodada; se virgindade tivesse perdido o valor não tinha homens querendo pagar fortunas para ter uma noite com uma tal de Catarina Migliorini que leiloou sua virgindade, independente da ação dela ser justificável ou não, o que ela provou é que a mulher que se preserva ainda continua tendo seu valor; As pessoas só não falam (que a mulher virgem tem valor moral acima de uma rodada) diretamente para não serem taxadas covardemente de preconceituosos pelo simples fato de terem uma opinião; e embora não seja tema especifico do post entre as varias criticas que ela recebeu de várias feministas eu queria ver se tinha uma entre estas que chegou virgem aos 20 anos (idade de Catarina) ou pelo menos se casou virgem, bando de hipócritas. Encerro por aqui!

    Att;

    1. Sou mulher e concordo plenamente com vc washington, casei muito bem porque nunca fui “rodada”. As rodadas só ficam com o resto(as carcaças).

    2. Meu amor !!você não me conhece meu caro ,acho até que se me visse na rua, agora, ia me chamar de coisa linda, e dizer,Olha essa é para casar!!!!sou uma moça de respeito,pago minhas contas,faço mestrado em psicologia,preciso ser a favor da liberdade,tive poucos namorados de contar nos dedos,Não danço funk de mini saia,nem faço papel de piriguete,Esse é o problema julgar as pessoas,por aparência ou ”achismo”. O que eu quero dizer é que nós precisamos experimentar para sabermos se realmente isso é bom ou não,para não ficar rodada vale a pena,ficar ao lado de alguém por aparências? que não exista desejo,vontade????SER INFELIZ ???????
      A minha opinião vai muito além de moralismo ou virgindade,trata-se de ter posse das minhas vontades.
      Claro e óbvio que concordo quando falamos dessa banalidade ao sexo,culto ao erotismo e vulgarização da mulher,Não transo no primeiro encontro,não saio beijando bocas alheias por ai,nem trocando de parceiros em casa de swing,Mas devo confessar caras crianças,que eu seria a Mulher mais BURRA e frígida do mundo se tivesse me casado com o primeiro a quem entreguei minha virgindade,a isso preferia me dedicar a vida religiosa!!!!
      Sou Feliz dona de mim e isso é algo que machismo nem julgamento nenhum vão tirar de mim,,,,,

      1. toda psicóloga é adepta de uma boa putaria, tenho uma amante que é casada e inclusive uma prima minha também é psicóloga, e ambas me disseram como as coisas na universidade eram, muitos casos com machos e orgias rolando até bissexualismo, vcs da área de psicologia são adeptas do ligue o foda-se e seja feliz, muitas são adeptas do uso de drogas, é por isso que vocês são contra as pessoas de princípios, mas que bom, vocês tem diploma e pra muitos conseguem passar um ar de moça inteligente de séria, kkkkkkkk, pura farça.

      2. A valentia vadia, que tenta ter conversa convincente…
        As vadias merecem ficar aos, serem usadas e deixadas de lado….
        Serem traídas.

    3. Na boa!!! Sinceramente…me deu embrulho no estômago, o que você sabe de mim? Por eu defender a liberdade das pessoas faz de mim uma vadia rodada? COITADO!!! Nem se deu conta que teve sua formação dentro da barriga de UMA MULHER…Pesa as palavras ignorante,Não sou feminista,nem tão pouco vadia, tô me ”fudendo” para a opinião de quem não paga nem 1 de minhas contas.

      Pessoas,vadias, santas, mocinhas, Putas, Dançarinas de Funck ou apreciadoras de musica clássica, façam o bem, sejam honestas Não se preocupem com os alheios a vida de vocês, se importem com o que lhes faz abrir os olhos e sejam felizes…

    4. Mulheres virgens: onde vivem? Do que se alimentam? Como se reproduzem? Ops…

      Encontrar uma virgem de 20 anos não é facil. Mas como disse a Marina Ruy Barbosa… Uma mulher dessas quer um príncipe! Bonito, romântico, que investe em si mesmo, e que é capaz de tudo pela mulher que ama.

      Ou seja: a mulher que se guardou para um homem, vai querer viver um conto de fadas da vida real.

      E você? É capaz de ser um príncipe encantado para ela?

      1. Não acredito em mulher virgem, mas que tenha respeitado seus parceiros sejam eles dois ou vinte. Respeito é uma coisa, gostar de sexo é outra.

  3. As mulheres tem o direito de fazer sexo com quem quiser. Mas nos homens temos o direito de rejeitá-las também. Isso é o direito de escolha de cada um, não sou obrigado a casar com mulheres rodadas, aguentem as conseguencias do que VOCÊ faz.

  4. Alexandre, você deveria se mudar para o Afeganistão… Os talibãs pensam exatamente como você ;-). Estamos em 2014 e você ainda vive no mundo das cavernas querido!

    1. Não, Elibella você deveria pegar uma máquina do tempo e voltar para Sodoma e Gomorra. Numa democracia, todos tem direito de ter suas opniões e viver com elas da forma como quiserem; a se afastarem daqueles que não compartilham de seu pensamento e a criar vinculos com aqueles que alinham os mesmos valores e crenças, claro que sair de seu habitat natural para brincar de tiro ao alvo com alvos descartavéis também não esta proibido…rs!

      Deste que não desrespeite o direito do outro ninguém a pensar o contrário como eu respeito o seu, mas ninguém é obrigado a endossar sua opinião. Ele não precisa mudar-se, estamos numa democracia e ele tem o direito de pensar o que quiser e selecionar da forma que quiser suas companhias para “aventuras casuais” e outras para “compromisso sério”;

      Inclusive para sua informação com excessão do meio liberal que você deve viver, já vi em vários ambientes diferentes como trabalho, faculdade, festas e bate papos informais (e até formais) a mesma opinião entre homens (mais de 95%) e entre mulheres (80%) até as promiscuas sabem que defender o que você defende escondida atrás da tela do computador não trás nenhum beneficio no mundo real e é consenso que existe dois tipos de mulheres, para casar e as apenas para acasalar (no sentido literal de apenas coito).

      Por que acha que até as mais liberais e rodadas quando querem se casar se fingem de santinhas mal comprendidas que só foram para a farra por decepção amorosa ou alguma outra desculpa qualquer, acho que é você que vive no mundo da fantasia criada pela mídia, no mundo real você é motivo de piada, vai defender sua opinião liberal nos vários circulos sociais que você vive e depois veja o resultado que vai colher “bonitona esperta”!

      1. Isso mesmo … e elas sabem disso. Nem a coragem de dizer o número de parceiros sexuais que elas tiveram elas tem coragem de dizer… elas mesmo sabem que é coisa de puta. Só que puta cobra. kkkk

    1. Sim os homens querem as vadias pra comer, mas na hora de uma companheira tem que ser a menos rodada, por motivos óbvios. Continue dando pra todos que vai encontrar seu companheiro ideal.

  5. Você adepta do feminismo, faça a seguinte pergunta a você mesma: Eu confiaria minhas coisas a uma pessoa que roubou por várias vezes seguidas? Se a resposta for positiva, então fique sossegada porque, assim como você, existem homens que acreditam que as pessoas são capazes de mudar e vão aceitar seu passado numa boa. Agora, se a resposta for negativa, saiba que muito o homem pensa com o mesmo princípio. “A mulher nunca quis nada com nada, já ficou com vários caras ao mesmo tempo, e agora quer compromisso sério? Eu não confio nisso. Assim que nossa relação esfriar (e toda relação esfria com o tempo) ela vai procurar se aventurar de novo”

    Meninas, aprendam uma coisa: Homem nenhum gosta de se sentir ameaçado. Quando um cara entra num relacionamento, ele quer segurança. Não há problema nenhum em saber que você já teve outros parceiros sexuais. Mas saber que você é extremamente dada não é qualquer um que consegue lidar.

    Outra coisa, homem nenhum gosta de seus “amigos” machos de tempos passados que são cheios de intimidades com você. Se tá tentando um relacionamento sério, saiba abrir mão do passado. Qual a necessidade de manter amizade com um P.A. das antigas se agora vc tem um relacionamento sério? Isso emputece qualquer homem.

    Se você acredita piamente que o corpo é seu e você dá pra quem entender, parabéns! você é bem resolvida. Como bem resolvida, tenha consciência que este é um caminho sem volta. Uma vez mulher da farra, você sempre será. A menos que mude de círculo social e saiba se reinventar.

    Coloquem-se no lugar dos homens. Um cara que sai pra balada querendo sexo casual na maioria das vezes consegue, mas ele precisa investir tempo e dinheiro, e as vezes ainda sai no 0x0. Uma mulher que sai de casa querendo sexo casual consegue na primeira esquina. E se sair querendo mais já consegue na próxima esquina. Me digam vocês, que igualdade é essa que vocês enxergam?

    Portanto mulheres, feministas, vocês são donas do próprio nariz e podem fazer o que quiser, mas não culpem os homens taxando-os de inseguros, machistas ou imaturos pelas escolhas que vocês fizeram.

  6. A grande verdade que o mundo de hoje tá cheio de modernetes,gays,ateus sodoma e gomorra lifestyle e todo tipo de esquerdistas de merda.Essas vadias utilitaristas querem andar por aí trepando com playboys, cafajestes,marginais, riquinhos mongos e depois ainda querem príncipe.Sao contraditórias pois não tem respeito com o próprio corpo, mas querem respeito,mesmo sendo deposito de porra de malandrões toscos patéticos.Cada escolha é uma renúncia, essa é a vida vadias ridículas.biologia sempre vai superar ideologia.

    1. Exatamente, ai vem um gay ou uma feminista radical e a ideologia libertina da esquerda radical querendo obrigar homens de bem a se tornarem capitães salva putas…kkkkk, querem que a mulher puta tenha o mesmo valor da mulher virgem, e ainda nem entrei na questão do carater! A tradição é um valorvintrínseco na natureza humana, podem chorar e espernear, mas certas coisas não mudarão, homens bem sucedidos e inteligentes continuarão comendo as liberais (até enjoarem) e se casando com as conservadoras, e as liberais putinhas depois de usadas continuarão se casando com aquele coitado que elas ignoravam (o capitão salva puta) que podemos encontrar nos jornais diáriamente na sessão “crimes passionais” esta ralé realmente se merecem…rsrs!!! Façam suas escolhas, vivam com elas e paguem o preço e não nos torrem a paciência com blábláblá…deêm a vontade, mas casamento com a nobreza…NUNCA!

    1. Não importa passado? Isso é conversa de vadia que deve logo levar chuto no rabo, quanto muito usar e largar…
      É com cada vadia…..

  7. Olá!
    Li todos comentários e fiquei triste com a situação em que as mulheres insistem em ter razão. Digo aos homens: Fujam destas, pois estas são as futuras decepções, motivos de divórcios , destruição da família, magoas, frustrações e muitas outras derrotas que aqui poderia escrever.
    Nunca discordem delas, pois devemos deixarem achar que entendemos e aceitamos.
    Deixo aqui meus parabéns aquelas que se valorizem, respeitam seus corpos. Tenho pena das que fazem o contrario e a elas só restam como defesa achar que os homens são machistas.
    Continuem usando-as, só não assumem compromissos, procurem e acharam as para tal.
    att,

    Um velho

  8. Eu li a segundo parte sobre esse assunto e sinceramente este não me acrescentou em nada. Vou postar o mesmo comentário que eu postei na segunda parte — já que vi aqui a discussão está mais interessante– exceto por este e os três parágrafos que segue abaixo.

    Concordo com a opinião da Adriana Helena, que opinião disfarçadamente parcial. Sou homem, mas sou completamente contra esta opinião. É claro, haverá consequências, mas é sobre isto que tudo se trata. Culturalmente e socialmente é aceito que o homem saia com todas mas a mulher sair com todos é aceito socialmente — o que você disse é explicação perfeita para essa afirmação — mas culturalmente não. Este é o problema.

    Mas sejamos todos sinceros Adriana Helena, e todos que aqui leem, as mulheres são principais vetores da moralidade machista em nossa sociedade. Quem é a primeira a julgar uma mulher rodada!? Quem é a primeira a apontar!? Quem pergunta “Ah mas você namoraria uma mulher assim!”. Homem ou mulher que são os primeiros a agir desta forma!? Vocês mulheres nem se quer percebem isso. Vocês se julgam, se diferenciam, se afastam, se categorizam, se distanciam da “mulher assim”. Vejo muitas mulheres aqui comentando e desmascarando a opinião do autor deste artigo, mas qual de vocês que realmente toma a liberdade de si mesma para si. Qual de vocês que não torcem o nariz para mulheres vadias. Elas são vadias!? Podem ser, mas julgar uma vadia como mal caráter, como imprestáveis, como inamáveis!?

    Pergunte porque uma mulher nunca fez sexo em lugares públicos e veja sua resposta “Eu não, não sou esse tipo de pessoa”. Pergunte porque uma mulher nunca fez sexo anal “Eu não, você ta louco”. Até mesmo para aquelas que possuem respostas mais tímidas pergunte algo mais sutil como porque elas nunca experimentaram um ménage à trois, com duas mulheres ou dois homens, e sua tímida resposta será “Ah, sei lá!” ou “Ah, não sei!”. Esta última resposta é a que mais evidencia a situação de refém moral que as mulheres tem em nossa sociedade. Porque elas se inibem, deixam de agir e nem se quer sabem o porquê. Eu vejo isso todos os dias, eu assisto isso todos os dias e vocês nem se quer sabem disto.

    Agora isto é para o autor. Você se contradisse inúmeras vezes neste artigo e no anterior. Fala de liberdade mas prende as pessoas em um padrão de comportamento. O primeiro ponto que você fez, corretíssimo é: todos tem o direito à gozar de sua liberdade, contanto que se estenda aos limites legais, e não os ultrapasse, tornando-se ilegal. Perfeito, desta forma a limitação da liberdade, para você, é a legalidade do ato. Mas depois você cita que a liberdade tem que ser explorada mas com “bom senso”, ou seja, sob uma restrição ainda mais rígida que a lei, a moralidade.

    Depois você comete o infeliz erro definindo algo complexo como o machismo pela valorização do homem ao chamarem-no de “galinha” e ainda define o feminismo por esse mesmo caráter. O machismo se trata resumidamente à alocação da mulher à um padrão, qualquer que seja, de comportamento, de ideal, psicológico, emocional ou sentimental, que seja submisso ao homem. Desta forma, o machismo está, neste caso citado, na valorização do homem ao ser chamado de galinha, enquanto a posição da mulher galinha está submissa à do homem, socialmente. O homem pode ser galinha, a mulher não. Este machismo está incorreto, ou seja, esta submissão da mulher está incorreta, evidentemente. Mas o problema reside na afirmação sobre colocar o feminismo no mesmo “patamar do machismo”.

    O falso feminismo se banha nestas mesmas águas, tentando submeter o homem à elas, como já vi e ouvi inúmeros casos. Mas o verdadeiro feminismo não comete este erro, pois ele busca a IGUALDADE. O machismo não possui a mesma natureza que o feminismo, enquanto o machismo é estático, cultural, o feminismo é novo, mutável, um manifesto em busca da culturalização dos direitos da mulher e seus objetivos são pró igualdade de direitos e liberdades.

    Você afirma que o feminismo atinge o mesmo “patamar do machismo”, desta forma, pejorativo, ao buscar a mesma liberdade cultural, mas este é um julgamento que subordina a mulher ainda a uma posição inferiorizada. Como ela buscará os mesmos direitos que os homens, sendo que eles já possuem este direito mas elas não podem alcançá-los porque este é um caminho execrável!? Você diz que o feminismo não deve seguir o mesmo caminho execrável que o machismo, mas ainda sim se seu filho for ativo, sexualmente, você comentará em uma mesa de amigos “Esse é meu garoto!”. O que você sugere então!? Para que homens e mulheres tenham o mesmo direito reduzir os direitos dos homens!?

    Liberdade não é sinônimo para libertinagem!? Se você continuar buscando suas fontes no Dicionário inFormal você continuará pensando desta forma errada. O Dicionário inFormal é uma péssima fonte para palavras que tem atribuições morais no seu significado pois ele é uma fonte aberta, desta forma todos podem adicionar conceitos ou editá-los assim havendo a tendência de pessoas atribuírem opiniões morais individuais ao significado das palavras. Libertinagem é o cúmulo da liberdade, o uso desenfreado da liberdade em prol de uma submissão à conduta imoderada dos prazeres sexuais.

    Mas aí é que está. Rodada, vadia, biscate, puta, piriguete, qualquer que seja o adjetivo que você queira usar, não são suficientes para adjetivar pessoas libertinas. Os limiares da libertinagem vão muito além da busca do prazer com vários homens, mesmo que seja indiscriminado. Os sinônimos mais adequados para libertinagem são depravação e promiscuidade. Em pleno século XXI você escreve um artigo contra a Revolução Sexual que no exterior aconteceu a 55 anos atrás.

    A psicologia, pelo menos nos países sérios, tem estudado a sexualidade sem discriminações, sem pré-julgamentos e sem pudores, estudando os limites do cérebro humano à eles. Você diz que buscar a liberdade sexual social da mulher é seguir caminhos tortuosos por um julgamento pessoal seu. Pra VOCÊ, a liberdade sexual é tortuosa e pra VOCÊ ela é está em um patamar inferior. A busca da mulher e do homem ao auto conhecimento está também nas órbitas das condutas sexuais. Conhecer aquilo que te da prazer não se resume à conhecer os pontos corporais que lhe dão boas sensações, mas estende-se aos estímulos mentais e psicológicos que ultrapassam as fronteiras que o prazer limitado do corpo pode te levar, em outras palavras, as idéias que lhes causam êxtase.

    Estes são os chamados fetiches, e prender mulheres e homens, aos entraves morais significa impedir eles de explorar os desejos e prazeres mais vorazes e selvagens que sua imaginação e sua mente desejam. Significa tornar o homem ignorante aos prazeres que ele pode experimentar, a até onde tais prazeres podem se manifestar. Ai se desenvolve o fetiche. Em uma sociedade cheia de entraves, aqueles que se abrem dão a si mesmos a liberdade de explorar desejos que outros incompreendem ou até mesmo acreditam ser impossíveis de sentir. Explorar a sexualidade do ser humano em um mundo com padrões de condutas pré estabelecidos se trata exatamente disto, superar as fronteiras morais, algumas delas pequenas, outras delas grandes demais, significa perverter-se.

    Não tem espaço para julgamentos individuais e pessoais nesta discussão, como você o fez, se você o fizer então você não está pronto para ela. O que você julga como tortuoso e execrável a psicologia aponta até mesmo como saudável, dado as devidas cautelas é claro. O que você aponta como pejorativo outros pensam como libertador, prazeroso. Vemos muitos explorando suas mentes e suas imaginações e satisfazendo-se até onde suas mentes mermitem.

    Hoje entramos em “sex shop” e vemos roupas para o desempenho de papéis, ferramentas que nos permitem explorar novos prazeres, livros, filmes e etc e em certas regiões ainda encontramos casas de “swing”, onde casais querem manifestar seus fetiches sem julgamentos alheios e querem conhecer a si mesmos e aos seus parceiros. Mais raros, mas ainda, existem casas de “BDSM” onde pessoas com fetiches menos usuais como o ‘bondage”. Mas pense bem, eu lhe pergunto, saudável seria reprimir estes prazeres!? Encontramos ai uma congruência com o assunto sobre homossexualidade onde gerações mais velhas reprimem seus prazeres por pressões sociais, se casam, tem filhos, e hoje tais gerações tem sofrido com o fim de casamentos, problemas psicológicos e etc.

    Voltando ao assunto principal, temos o “bondage” e temos a interpretação de papeis, então pergunto: como distinguir a libertinagem do fetiche aceitável!? A resposta está exatamente na pergunta, não cabe a você aceitar ou não o que o outro gosta, precisa, quer ou deseja. Seu julgamento pessoal, individual não ilustra a discussão. São seu julgamentos de aceitável, seus julgamentos de caminhos tortuosos ou não. Lembrando, respeitando os limites legais.

    A tendência de categorizar a mulher, generalizar sua personalidade, seu caráter por apenas uma única preferência que ela tem na vida — vários homens, ou poucos, sempre ou nunca, com um ou com vários –, como as imagens que você postou neste artigo fazem, é o problema. Existem mesmo SÓ dois tipos de mulher!? Dar a liberdade à ela, à suas ações, suas decisões, a liberdade para que ela se explore como os homens fazem já à milênio, sem que isso a categorize. A categorização não é o problema, mas quando você estende esta categorização ao caráter dela é que é o problema. Todas as mulheres rodadas são mal caráter!? Todas elas trairão seus namorados, maridos, futuros namorados ou futuros maridos!? O que ela fez solteira, sem restrições, sem comprometimentos realmente dita suas atitudes quando elas encontram alguém que realmente elas se dispõe à se comprometer!?

    Todo meu esforço nos parágrafos acima e minha dissertação que se desprendeu do assunto principal, mais ainda sim propositalmente foi para concluir: o assunto é mais profundo do que você fez parecer neste artigo. A luta pela mulher devia ser a luta de TODOS OS SERES HUMANOS, que é exatamente desapegar estes adjetivos da moralidade que os submetem à um mal julgamento. Significa chamar uma mulher de rodada nada mais será do que dizer que ela sai com vários caras ao invés de pejorar sobre a imagem e o caráter da mulher. Chamar um homem de galinha não mais significará que ele tem valor. Porque é assim que o homem terá total conhecimento de si mesmo, é assim que o homem será capaz de trilhar o caminho importantíssimo para a autocompreensão.

    1. O escreve uma bíblia pra falar que putaria é a chave pra autocompreensão.
      Se isso fosse verdade, as pessoas seriam cada vez mais felizes com toda a liberdade que se tem atualmente. Mas ocorre justamente o contrário. Cada vez vê-se mais gente se entregando aos prazeres mundanos e se afogando em álcool e anti-depressivos pra aguentar seu vazio existencial.

      Eu não conheço uma mulher rodada que não seja louca, histriônica, psicótica, ansiosa ou com auto-imagem deturpada.

  9. …hoje em dia da no mesmo pegar uma mulher em casa ou na boate, são todas iguais, o que difere é que as primas são profissas, fazem bem feito e cobram o justo enquanto as civis são todas, sem exceção ,golpistas…o cara que se apaixona por uma dessas tá perdido, e como está…..prefiro as primas que são muito gostosas e mais honestas no preço que cobram, as civis tão muito careiras e ainda fazem falsas acusações de agressão pra tentar arrancar mais dinheiro do otário…assim não vira…

  10. Eu concordo que o homem pode se aproveitar da OFERTA de mulheres disponível para sexo casual e distração, mas quer se casar com uma virgem ou pouco experiente OK!!!
    Mas e se essa virgem recatada for vasculhar o seu passado de homem sexualmente experiente? Será que a moça recatada vai continuar te querendo???
    Eu falo por mim, rejeito homens”experientes” e com filho, não faço nem amizade.!! Assim como as mulheres todas, HOMENS RODADOS sabem encontrar vadia em qualquer esquina, este tipo de homem fica preso ao passado sujo aos velhos hábitos. Conheço vários homens que eram cafajestes mas se casaram com mulheres VIRGENS, e hoje esses homens continuam julgando mulheres vadias, e traindo as esposas com essas mesmas vadias.
    “HIPOCRISIA, EU QUERO UMA PRA VIVER”

    1. Você acaba de legitimar a teoria dos homens de que mulheres rodadas não servem para compromisso sério, embora tenha tentado usar o argumento para defender um ponto de vista que não se reflete na realidade. Mulheres, em sua grande maioria principalmente as recatadas ou virgens, não estão preocupadas com a quilometragem sexual do homem (a menos que ele seja um devasso perdido no mundo sem perspectiva nenhuma de vida social/financeira) e sim com suas características alfas, ou seja: é um homem que tem condições de oferecer carinho e proteção, se sim, ok. Quanto ao fato dele conseguir mudar de estilo de vida é uma aposta que as mulheres fazem, pode conseguir ou não.

      Assim, como o homem aposta nas mulheres recatadas ou virgens por acreditarem nas maiores chances de sucesso para relacionamento estável; para a mulher um homem virgem sem condições de oferecer proteção e carinho de nada lhe serve, nunca vi em lugar nenhum mulher preocupada em saber se um homem é virgem ou pouco experiente sexualmente (talvez vc seja exceção), e sim preocupadas se ele conseguirá ser um bom pai, um bom marido, chefe de família e se está disposto a um novo estilo de vida. Uma mulher independente financeiramente pode até pensar diferente, mas a realidade diz que nem elas querem um homem virgem, pouco experiente (a menos que ele seja possuidor das outras qualidades: proteção e carinho) e ainda tem uma exigência a mais, querem um homem que ganhe o mesmo que elas ou mais, nunca menos.

      Os critérios de escolhas de homens e mulheres para relacionamentos sérios (e até casuais) são diferentes, embora vc queira acreditar que são iguais para beneficio próprio ou defender uma ideologia, não adianta, na prática a realidade mostra que não é assim e sua observação é demasiada subjetiva. O sexo é para a mulher um meio, para o homem um fim, somente está frase já desconstroem sua deturpada visão da engenharia dos relacionamentos.

      1. Épico. MGTOW… Tem mais é que meter o Marriage Strike nessas vagabas contemporâneas mesmo. Querem se igualar… A gerações seguintes colherão os frutos deste momento suas sem noção… Ficam aí achando que esse modo de viver atual das mulheres não terão afeitos colaterais no futuro.

  11. Sabe qual é a real? Mulheres dão muita importância pro que homem acha. Foda-se a opinião deles, mulherada. É fato que existem as consequências: homens machistas e ultrapassados vão se afastar de quem é livre. Porém, quem quer essas coisinhas rastejantes ao lado? Imagina o inferno que seria conviver com um cara que se acha um semideus, digno de toda referência e tratamento privilegiado só porque nasceu com um pênis entre as pernas. Fiquem sossegadas e façam o que quiserem. ;*

  12. Só faltou a Vandinha dizer “Somos putas e gostamos disso”, lamentável a falta de argumentos, de moralidade, etc. Mas, ainda sobre a questão da existência de alguma mulher que tenha essa pureza e respeito em relação ao outro, ainda fica a dúvida, mesmo que ela seja virgem aos 23, será que não irá se corromper depois??

  13. Vcs atrairão para si o que vcs são..Cada um faz suas escolhas…Ação e Reação…Lei de causa e efeito…Todos os defeitos estão no próprio ego…E cada um sabe o que merece…Seja e Receba…O universo devolve o que vc joga…

  14. Eu tô abismada com os comentários.. Comentários tolos, é por causa de pensamentos idiotas assim é que ainda tem muitas mulheres que se quer se tocaram e também nunca sentiram prazer! Só homens podem? Que isso? Que absurdo! Me deu nojo cada comentários! E infelizmente é verdade todos os Homens são machistas e nesse nível. Graças a Deus que nós mulheres lutamos cada dia mais pela nossa liberdade! E quer saber de uma coisa muitas vezes prefiro os meus brinquedos rs do que sair com lixos que pensam como lixos! Mulheres que são honestas e que lutam diariamente não podem ter desejos? Então a mulher tem que ser a recatada do lar enquanto seu querido esposo está lá matando o desejo que era pra ser dela com outra! Rsrs belo pensamento de vocês!

  15. Eu quero te usar bastante e largar sua vadia…
    Mulheres como você dão nojo é rodar, rodar e largar e até humilhar em público….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s