RPG online – Minha difícil vida de jogador

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Voltando a minha fase player no 2ic, vou falar da minha experiência nas primeiras salas que joguei numa que ainda jogo – uma arena feita por um dos meus jogadores – e outra que gostei muito, só que a mistura de “a” com “b” me impediu de seguir em frente.

RPG online – Minha difícil vida de jogador

Na primeira matéria da sessão RPG online comentei de como encontrei o 2ic que uso hoje em dia para mestrar, a idéia era outra “jogar”, procurando salas com vagas, com boa história e regras que conhecia ou entenderia, cheguei à sala RPG Simples Medieval (estilo pocket dragon) uma aventura no sistema Old Dragon, que até então desconhecia. A ficha era tranqüila de fazer, o que deixava os personagens mais moldados pela interpretação do que pelas regras. Só que o personagem foi feito e bati o recorde de aventuras jogadas, uma só e aí jogadores e logo depois o mestre sumiram.

Migrei para uma aventura de Tormenta, “Arton – As oito Relíquias da Magia – Tormenta, do qual mestrei aventuras ainda no D&D 3.0, antes da sua versão 3.5, só que essa aventura usava regras do chamado Tormenta RPG que misturava a licença aberta da 3ª edição com algumas poucas regras que funcionaram da 4ª edição de D&D, como os PVs fixos, as perícias que evoluíam sozinhas sem a regra de graduações e distribuição por nível.  Com raças e classes bombadas em níveis mais baixos.

TORMENTA RPG

Essa aventura durou mais tempo, conforme jogava solo em modo survival, fiz um clérigo de Thyatis e num prólogo do meu personagem recebi um amuleto e tive que passar por 3 provações para virar um clérigo de fato.  Essa parte foi tão complicada que na minha segunda batalha vs. diversos mortos-vivos, meu personagem morreu por que tive tanto azar nos dados que o Canalizar Energia só dava dano baixo e não derrotava ninguém.

O amuleto teve se revelar um item de ressurreição e ganhei uma sobrevida na aventura, o grupo parecia formado e me juntei a um guerreiro do grupo. Foi à derrocada, por que o jogador parou de vir e minha aventura ficou agarrada, até que todo o grupo sumiu e ainda fiz duas sessões de conversa solo com o mestre até abandonar de vez a idéia de jogar no 2ic.

Depois de duas furadas, abri minha primeira sala “No Centro de Inpergoh – Aventura Medieval” e comecei a criar os NPCs com regras do sistema, história paralela que conto aqui nas matérias do RPG online.

Mesmo mestrando eu continuei procurando uma sala para jogar, na época que tinha o tempo livre, encontrei uma sala de survival zombie na parte da tarde, não era um horário que costumava ficar no PC, mas trocaria os meus horários para poder me divertir com o RPG. A sala “As crônicas de Racoon City” tinha dois grupos, o primeiro e um segundo do qual fazia parte, cada um com quatro pessoas.

RACOON CITY

O primeiro grupo eu cheguei a ver algumas sessões, e tinha um jogador ausente, que o mestre dava um tempo para ver se a vaga dele seria liberada, jogando com o personagem como NPC. Do meu grupo era exatamente o contrário, nos dias que começaram as sessões de fato, as duas meninas apareçam ao final do dia e fiz primeira aventura solo, na semana seguinte, o mestre sumiu e passou semanas, quando achei que ele sequer apareceria, voltou explicando que estava em semanas de provas.

Meu horário já estava apertado e mesmo assim voltei no dia do seu retorno e fiquei 2 horas sozinho esperando na sala. Minha saga continuava.  Nessa época conheci uma sala chamada “Lores of Final Destiny – The Fall of Kingdom. História, mestre de nick Luna e sistema ótimos, com dois grupos também um jogando segunda, quarta e sexta e outro terça, quinta e sábado no mesmo horário que eu mestrava. Se não teria mergulhado ali sem pensar, sei como é difícil jogar um dia e sumir nos outros, por isso sempre que sobrava tempo ficava lá observando e pedindo por uma oportunidade caso ela abrisse outra sala e aconteceu…

Fynal Destinny – Aeon Borns, no mesmo universo e sistema semelhante. Consegui minha vaga antecipada, fiz o que sabia da ficha, mas aí quem desapareceu dessa vez foi Luna e sei o que aconteceu com ela, algo semelhante a minha história, provavelmente cansou de só mestrar e de jogadores irresponsáveis e pulou fora, dando o ar da graça rapidamente uma só vez depois disso e nunca mais a encontrando no 2ic.

Final_Destiny_Keyblade

Sabendo da minha história de jogador que só colecionava cabeçada no muro no 2ic, meus jogadores começaram a me chamar para suas salas, nas de Lougan não conseguiu jogar muito, na de Henrique “Os Aventureiros de Arien” consegui bater meu recorde de 11 aventuras seguidas, com jogadores se revezando até que o próprio mestre e meu jogador resolveu dropar também e montar uma arena “UNIVERSE MMORPG

Essa arena ainda jogo aos finais de semana quando tenho tempo, é um tipo de sala que pode se jogar sozinho ou em grupo, só dependendo do tempo seu e do mestre, ideal para dias atribulados com os meus. Outro caso igual a esse é Shonen Heroes.

SHONEN HEROES

Uma sala baseada no universo anime/manga onde pode escolher personagens prontos liberados de variados mangás e animes, escolhi o Squalo de Katekyo Hitman Reborn. E comecei minha jornada na sala, uma aventura curta com uma batalha no final. Diferente da aventura de Henrique, aqui bastava chegar à cidade principal, chamada Prima, para começar a fazer quests.

Havia a opção de arena, campanha e quests individuais. Campanhas eram jogadas as quintas-feiras na virada do dia, o que era impossível participar por mestrar até 0h e trabalhar no dia seguinte. Minha segunda aventura participei de um pvp com um jogador chamado Tulius, com o seu Oga de Beelzebub.

Deu tanta sorte que terminei a batalha com dois golpes, pulando do fundo do ranking para o 5º lugar da arena.

Daí em diante, eu não conseguia conciliar meu tempo com o do mestre Flaviosan e até hoje já acabou uma campanha, começou outra e teve até nova reforma na sala e nada. Quando tenho tempo jogo com o Henrique e recentemente RPG de mesa com o meu companheiro Robert, como comentei nas matérias do Playtest.

Essa é minha triste história no RPG online, a vantagem é que mesmo com trabalho me divirto escrevendo e narrando histórias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s