Um novo capítulo na história de Inpergoh – Muitas versões de um mesmo conto

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Um grupo tem o seu objetivo Imansiz, o outro só informação, como sair   dali, o que buscam em ambos os futuros?

pergaminho RPG

Grupo 1 – Seth, Jacques, Lycan e Zero.

O grupo chega a Imansiz, a Armada Rubra que protege o lugar não impedirá que os 3 heróis passem dali, mas diz que eles sabem dos riscos, principalmente Zero.  Os guardas identificam Lycan e perguntam como ele pode estar vivo. Os heróis do tempo aproveitam sua fama, para dizer que ele sobreviveu, é um aliado e está sob sua tutela.

Os guardas abrem o portão e novamente o pergaminho reage mostrando três homens chegando a Prisão da Escuridão.

Um deles é Vladimiryus – possui um corpo definido, pele lisa e clara puxando até o branco amarelado, possui uma barba bem feita, cabelos lisos loiros e longos, olhos azuis, seu formato de rosto é triangular, possui um tom de voz bem grosso, possui uma enorme cicatriz que rodeia desde o começo do olho até o começo da boca, tem uma pequena franja que cobre um pouco de seu rosto, seus cabelos são extremamente bagunçados.

Carrega uma roupa extremamente velha e surrada, pequenas partes cobertas por um resto de armadura feita por um metal de boa qualidade, possui partes de um colete de metal, anda com grandes botas metálicas totalmente sujas, pequenas partes vitais cobertas por tecidos e um pouco de armadura no joelhos, antebraço, uma luva preta surrada e cortada nas pontas dos dedos, e pequenos colares amarrados a si próprio, com pinturas de seus antepassados, e outro colar com inscrições divinas: “Que todos os seres hereges sejam queimados na fogueira santa, Amém”, possui uma pequeno lenço branco que cobre pequenas regiões da face do rosto como sua própria boca, possui uma bolsa velha de couro

Vladimiryus está sempre desanimado como se fizesse seu trabalho forçado.

Vladimiryus: – Isso vai demorar Padre?

O outro é um padre Makkyn-na.

Pietro: – Um pouco tenho que limpar toda a aura negra que cobre esse lugar, se ajudar acabaremos mais rápido e você pode….

Merick – Alto quase 2 metros de altura, cabelos negros curtos arrepiados, com uma armadura de batalha sem elmo, mas um braço sempre caído como se pesasse mais, nas costas sua mochila perde espaço para uma montante. Pele branca e olhos negros, com um capa velha cobrindo as costas.

Merick: – Não precisa se preocupar Padre Pietro eu tenho paciência.

Os três só com Vladimiryus não querendo mostrar serviço desenham símbolos e realizam orações para seus deuses Gamla Varlden e Kiuni. Limpando a aura do lado de fora, a ponto da grama começar a voltar a crescer no lugar.

Do lado de dentro o padre, o paladino e o guerreiro santo lutam contra os desafios à cega e vão iluminando literalmente o caminho. Enfrentam o dragão negro, a contaminação, os poderes do mal, até que o Padre cria uma esfera de luz e destrói as joias na última sala em que passaram.

No chão a poeira coberta mostra marcas de pegadas e três esqueletos.

Merick: – Quem são?

Pietro: – Os magos Tom Garnel e seus companheiros Ivan e Ibrain.

Vladimiryus: – Quem eram esses?

Merick: – Os conjuradores de Sablon.

Vladimiryus: – A minha memória não é das melhores, mas aquele lugar não é anti-mago.  Literalmente.

Pietro: – Sim eles estavam lá estudando até que se encontraram com Lougan.

Vladimiryus: – Mal para eles.

Merick: – Quem diria que ele foi responsável por tanto coisa de errado que aconteceu conosco, até que …

Pietro: – Veio Maisa.

Merick: – E o embate dele com Morgana.

Pietro: – Um triste fim daquelas pessoas. Para um bem maior.  Vamos parar de desviar a atenção, levá-los para fora e dar um enterro.

Pietro realiza a cerimônia de enterro dos três magos. Mas com o tempo ele não poderia estar numa estátua, afinal as Makkyn-nas não existiam mais e o fato de um padre Makkyn-na realizar aquele serviço seria visto com mau agouro.

Resolveram deixar uma figura neutra sem nome.

O grupo avança e dispara a última lembrança.

Raizo conversa com alguém

Raizo: – Tudo pronto.

– Eles não desconfiaram?

Raizo: – Acho que não. É estanho pensar que queríamos que eles fizessem o ritual.

– Você sabe porquê.

Raizo: – O ritual nos dará informações importantes para eliminá-los no tempo certo.

–  Não adianta fazer movimentos errados agora.

Raizo: – Sim senhor. E quem será o próximo?

– Ainda estou pensando quem é o mais viável.

Raizo: – Dos que restaram acho que vai ser complicado. O mais suscetível seria o comerciante, mas ele tem muito dinheiro e já tem pessoas trabalhando para o que ele deseja, não saberia o que usar para negociar.

– Deixou o presente com ele?

Raizo: – Sim senhor. Os três estão, mesmo que se separem, posso localizá-los.

Vocês chegam aonde era o laboratório. A parte de cima não existe mais só um elevador que funciona com cordas e roldanas agora.

Poço

Grupo 2 – Fabregas, Zephaniah, Ahstan e Claire.

Mesmo com as informações de antes dos ataques, das bestas, o grupo ainda não sabe como sair daqui e tudo piora quando ele finalmente são encontrados pelos Caçadores do Novo Comando, que chegam na proporção de 2 para cada 1 membro do grupo, com tecnologia avançada que bloqueia parte dos poderes de Fabregas, que já não pode contar 100% com suas habilidades de cális.

Quando a batalha pendia para o lado inimigo, chega um grupo chegará vindo em veículos de duas rodas.

Quatro veículos desses chegarão primeiro, dois em cavalos mecânicos e um vindo do céu como se tivesse asas mecânicas. Eles ajudarão o grupo.

Estão com coletes metálicos azulados com um símbolo de um relâmpago vermelho sobre a letra R maiúscula.  Botas negras, calças azul marinho como os coletes, cintos prateados duplos com suas armas. Blusões azul, capacetes e óculos amarelados.

Sem falar nada ele irão atacar os inimigos até expulsá-los ou vencê-los. No final irão remover os capacetes, entre eles estão:

– Elza Gregorieva, uma importante alquimista elfa do passado, agora sem uma das orelhas, com um dos olhos todo branco, queimaduras em parte do ombro. Sem acesso as poções ela usa seringas com elixir de variados tipos que dispara com uma pistola no inimigos. Além de uma besta que lança raios flexíveis que podem prender o alvo e eletrocutá-lo.

– Sarah Bringendoor uma invocadora que junto com Elza formava um grupo liderado por Kraus Sieg chamado de Grupo Épico, pelas façanhas realizadas no mundo, antes mesmo que o grupo se conhecesse, Sarah é uma MaDon, hoje ainda tem um pouco da beleza já que o tempo não passou para ela. Mas perdeu as duas mãos. Usa versões mecânicas e um cajado que cria runas de contenção e a única invocação que mantém, a sua exclusiva pode usar somente poucas vezes pelo acesso restrito a poderes mágicos diferenciados.

– Kainnos Felsden na verdade seu cérebro implantado numa Makkyn-na com técnicas de assassino e veneno que o mesmo ainda usa e ataca com maior efetividade os caçadores humanos.

Jacques Costeau agora preso em sua armadura para poder resistir ao tempo, seu corpo em si degradou com o passar dos anos, mas mantém preso ali, além disso sofre com o vício em poção que teve que parar com a destruição de Symia.

Fabregas hoje não tem seu TecV no lugar usa uma mão demoníaca, de um demônio que matou e implantou ali, já que seu braço foi cortado por caçadores, mesmo ele sendo humano. Fora isso começou a usar uma foice de energia que vibra tão rápido que pode cortar com o simples toque.

– Ahstan perdeu uma perna e uma braço, hoje mecânico, os mesmos conseguiram deixá-lo com uma aparência de cinquentão, onde já deveria ter morrido. Seus olhos são todo brancos e seus cabelos também. Sua pele enrugada. Mantém o sabre sem os poderes de gelo, mas coberto de uma energia negra que incinera.

Zero  na verdade sua versão  do 10º Círculo que não morreu, como acham. Ele mesmo fez o túmulo, perdeu um olho e usa uma katana gigante feita do corpo de alguma criatura abissal do fundo do oceano. Seus cabelos estão longos até os pés.  Seu olho dourado. Além do olho mecânico vermelho, tem asas mecânicas que emitem um sinal que confunde o inimigo.

Fabregas parece ser o líder do Grupo de Resistência e pergunta de onde eles são?

Fala que bom saber que existe um tempo onde o mundo não se corrompeu e para viver nele, precisa ser dominado pelas máquinas para vencer os inimigos.

Eles falam que tem a última missão de Sirius Lurhzel. Entregam ao outro Fabregas, pedem que tomem cuidado agora que sabe o quão restritos são no futuro e vão embora.

A mensagem se ativa sozinha ao toque do TecV.

… Espero concluir meu pensamento.

– Vou viajar agora e guardar algo importante para ajudá-los no futuro, um mapa com o local e a data onde enfrentam o inimigo, naquele que chamaria do futuro com o final bom.

– Vou enterrá-lo num lugar próximo a Versch e Fahrzeug, uma caverna isolada, é a última carga da máquina e meu corpo provavelmente sucumbirá no processo. Espero ter ajudado como pude.

– Agora é só se reorganizar.

– Vou gravar para ver onde fui.

Ele entra numa máquina esférica que começa a rodar até que ele some. Surgindo próximo a um rio e uma cachoeira, ele entra naquele lugar, mas…

Um dirigível começa a perder a direção, parece que vai cair e surge preso dentro de uma caverna gelada sem saída.

Um navio está navegando no Groauss quando o dia se torna noite, pessoas correm para o convés entre eles Jacques e Claire.

Caixas caem do céu no oceano em vários lugares.

Um trem ia atravessar o portal quando surge dentro de outra caverna. Sirius tinha acabado de enterrar o mapa naquele local e vê três passagens lacradas por pedras, em idioma antigo:  Presentes  para os jogadores. Sem entender ele sai, e acaba caindo no rio, seu corpo é levado, e as palavras se apagam na parede, dentro das pedras surge uma esfera de luz, um cajado e uma manopla dourada com garras.

Trem atravessando portal

Sirius é encontrado no rio alguns dias depois e enterrado como um desconhecido num Templo de Wulfgan.

Grupo 1 – Seth, Jacques, Lycan e Zero.

Monstros surgem além da muralha da antiga Imansiz, mesmo os vencendo eles regeneram e podem atacar de novo, a doença no local os impede de ter a morte final.

Sabendo antecipadamente da praga, Jacques e Seth criam dispositivos que o deixam como humanos para efeito de ser afetados.

O elevador funciona como um antigo elevador de roldanas, que os levam para o último nível do antigo Laboratório.

Na primeira sala daqui eles escutam um trovão e relâmpagos passam pelo corpo, Jacques por sua armadura só um pouco mais pela eletricidade.

Logo em seguida passam por um sala que parece endurecer seus corpos, mas sem resultado. Depois é possível ver  tubos gigantes de vidro com cérebros flutuantes, que parecem afetar a mente do grupo que se divide.

Cérebro

Zero e Jacques chegam a uma sala com um grande tanque estoura, os molhando por inteiro.  Já Lycan e Seth são alvejados por lanças, o mago quase é desintegrado no processo e o meio-elfo ranger é acertado por uma lança gigantesca.

O primeiro grupo segue para uma sala que os banha com ácido, o outro grupo é cortado por garras invisíveis, seguida de uma queimação interna.

Seth e Lycan chegam a uma sala, que controla o meio-elfo que automaticamente sai ao ver um cofre, o mago tenta abri-lo, mas pelos meios que tem não tem qualquer chance, Zero e Jacques chegam depois e acabam sendo mentalmente controlados também indo direto para um estufa local. Onde três Entes e seu veneno quase matam o grupo os jogando uns contra os outros.

Até que Seth consegue descobrir a senha do cofre que anula a hipnose e revela a dedilheira.

Ao sair do laboratório surge um portal que arremessa não só o grupo desse futuro, mas como do outro de volta ao presente.

No mapa aparece o bandolim completo e o 8º item – A Chave de Paikkhan.

Todos

O bandolim está montado. O grupo viu dois futuros possíveis baseados em seus atos, as suspeita sobre Lycan só aumentarão, o que pode causar alguma espécie de conflito geral, uma ruptura no grupo, ou se afastamento.

Katsulee os aguarda no local dizendo estar recuperado e que se passou 15 dias que sumiram e que ficou de plantão aqui após sair do coma. Yves também estará bem, mas em Rauptasalick.

O grupo pode teleportar dali livremente sem restrição de magia.

Raizo dirá que eles precisam de mais alguém do seu lado, e do próximo item,falando que o mundo agora entrará numa guerra entre eles os Filhos das Trevas e a Tribo Bárbara da Luz quando as nuvens negras cobrirem o céu de Inpergoh.

Seth com mais informação vai lembrar que não descobriu nada sobre o desaparecimento de Grunnion e Rickmond, não se sabe bem os motivos disso.

O mapa ainda não indicou um possível local de busca a Chave de Paikkhan.  E Zero, Fabregas e Ahstan serão chamados para missões do exército e dos cális.

O grupo ficará com elos ainda mais fracos.

As nuvens negras cobrirão o céu e imagens e um pesadelo atravessando um pégasus surgirá no céu.

Céu negro

O mapa mostrará o reino de Shussan, sem mais detalhes.

A nuvem de trevas cobre o mundo, o deixando em trevas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s