Marcas vermelhas não ficam só no passado

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Bleach teve um bom capítulo, mas com muitas ilustrações e eventos mal explicados, ficando com a prata e deixando o caminho livre para Beel. Novamente Naruto fica em último só porque a disputa é injusta, o capítulo até que foi bom. Assassination Classroom volta com uma nova trinca de capítulos até chegar aos atuais.

Com spoilers

sangue

BEELZEBUB (referente ao capítulo 182): Mesmo que a primeira vista tivesse apenas uma nova roupagem da primeira saga com Oga e um novo Tohoshinki parece que não. Há novos detalhes da história que se mistura com a parte ligado a contratos e o mundo dos demônios, não sendo a toa que o alvo de Hisoka – digo Nasu – é Beel. A saga que pedi desde o final do Arco do Colégio Akumano finalmente parece ter chegado.

Com detalhes como Kunieda apanhando apenas por não bater em suas ex-companheiras da Red Tail, um dos novos adversários entre os 6 inimigos novos e Akahoshi sendo confundido com Oga por Furuichi, detalhe que ficou claro no primeiro quadro que apareceu, será que sua semelhança com o protagonista é mera coincidência, ou não?

Beek 192-00

O elenco principal do mangá se reúne contra um inimigo comum, o que já ocorreu outras vezes e entre altos e baixos, foi mal aproveitado no ritmo acelerado do Colégio Akumano. Quem sabe veremos eles em ação contra novos inimigos, torço para isso.  Até o Good Night está no meio, só pela parte cômica de sempre é claro.

E a parte final ligando a trama ao contratante, pode ser aquele que entre os arcos fillers e da escola San Marx, ou até o único personagem não explorado lá do início do mangá que não ficou claro que só atuava para Behemoth ou para outra pessoa, não aparecendo nunca mais.

Beel 192

BLEACH (referente ao capítulo 526): Unohana não morreu com o golpe de Zarachi sua o kidou que estava “ressuscitando” o Kenpachi para se curar e já emenda com sua Bankai – Minazuki – que diferente de sua shikai parece algo ligado ao seu passado de Primeira Kenpachi pelo efeito visual das pessoas como caveiras. Um colega do blog cogitou a possibilidade de um “death” em área, como status de RPG.

Zaraki fala que sente como se estivesse derretendo, sua pele saindo aos poucos e depois que estava dormindo e só tinha acordado para o confronto quando Unohana invocou sua Bankai.

E aí vem o que os separou – ele seguiu o caminho de trancar seus poderes para lutar para sempre, ela de curar para o mesmo objetivo, só que na verdade seu “para sempre” mesmo em efeito Bleach de mil anos, não durou para sempre e sim até essa luta, quando despertou o Zaraki criança que enfrentou e estava lacrado.

Só há um Kenpachi por era, e Unohana tinha tomado outro caminho ao voltar a ser a antiga Yachiru daquela época precisava cair para que o Kenpachi dessa era despertasse por completo para o conflito com os Quincy que virá.

Um capítulo depois terminamos da mesma forma, mas dessa vez parece definitivo quando a personagem dá Adeus ao único homem que a fez feliz. E é perfurada por sua espada sem nome.

Bleach 526

Conseguindo aprimorar Zaraki sem quebrar a regra dele não saber usar Bankai o que achei um método interessante, mesmo perdendo uma personagem tão importante para a trama.

NARUTO (referente ao capítulo 620): Questões como a Guerra Ninja chegam aos ouvidos dos Quatro Hages que querem ajudar a deter Madara que está cometendo um genocídio nas palavras de Orochimaru, sei que ele matou algumas pessoas, mas com seu poder o de Tobi e do Jyuubi deveria ter matado muito mais, não sei se a contenção de poder vem da história ou do próprio Kishimoto que exagerou na dose.

Nidaime tenta se mover já que o criador do Jutsu, mas Orochimaru usa suas células do Hashirama – sempre dele – e para seus movimentos, mas em pensamentos ficamos que o próprio  mesmo com o seu estilo largado, parece se mover por contra própria, porém aceita o desafio de tirar as trevas que envolvem o último dos Uchihas do presente e lhe contar sua história e sanar suas dúvidas.

Em meio a isso fiquei na dúvida sobre o por quê de Orochimaru dizer no passado que estava tentando destruir Konoha por capricho e agora faria a vontade de Sasuke usando os kages para a mesma tarefa se assim ele quisesse, ou deixá-lo livres para atuar na guerra, tudo está nas mãos do portador do Mangekyou Sharigan.

E chegamos ao início de tudo, a história contada por quem a viveu de fato e a disputa Senju x Uchiha.

Naruto 620

Melhor capítulo há séculos em Naruto.

ASSASSINATION CLASSROOM (referente aos capítulos 17 a 19): Excelente o capítulo 17, onde o trecho que eu tinha achado que Nagisa e os outros não tinham prestado atenção os levou aos sequestradores e a um grande lição de Korosensei que falou que escola e status social – contestado pelos arruaceiros – não tem nada de comum. Com o exemplo do peixe que nadando na vala ou no rio límpido, não mudará em nada enquanto estiver vivo.

E fora isso a batalha e os bandidos se dando conta que pegaram o alvo errado valeu muito essas 19 páginas, mostrando que AC ainda tem um longo caminho e que não é a toa que tem isso o foco da Shonen Jump entre os mangás novos.

O capítulo 18 mistura a trama atual da viagem com a principal, um sniper com o codinome Mira Vermelha vai aproveitar da distração do passeio para tentar cumprir a meta de assassinar Korosensei.  E começa as tentativas, com nosso protagonista parando uma bala com um doce de Kyoto, depois entrando numa demonstração de luta e dificultando o trabalho, essa cena valeu pela homenagem a Togashi, o autor de HxH e Yu Yu Hakushô, na frase “A flor tem de  ser de cerejeira e o homem tem de ser…” no original Kuwabara, aqui Korosensei.

E no final a desistência do assassino ocorre num time igual do capítulo 16-17, com o problema do grupo 4 da viagem que teve as meninas sequestradas, seguindo do encontro do Sniper e de Korosensei e o mesmo o parabenizando pelas tentativas e por ter tornado a viagem mais agradável aos estudantes. Só nesse mangá mesmo que tem fatos assim.

O último capítulo dessa trinca focou no humor, nas histórias de amor da professora “Vicu” e Korosensei, e pegá-lo no banheiro para ver como é seu corpo por baixo da roupa de professor. De ambas as tentativas, além de alguns assassinatos pelo caminho que o professor escapou. Só que ele mencionou algo sobre quando tinha dois braços e duas pernas, isso seria apenas o seu nascimento como ET, ou quem sabe ele não tenha nascido aqui e se tornado um monstro ou algo assim, por que a história por trás de sua transformação em professor, que surgiu no capítulo 1 até hoje não foi abordada.

AC 17-19

Até a próxima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s