Cada um escala a montanha a sua maneira

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Fairy Tail nos dá resposta e uma batalha de altíssimo nível – não tem como reclamar e não lhe dar a medalha de ouro. Toriko deu uma acelerada nos jogos e um sinal que logo eles pegarão fogo e ST&RS chegou ao seu clímax com tempo para explorá-lo nos 10 capítulos que restam do mangá. Silver Spoon continua em pausa pelo menos aqui no blog.

Com spoilers

Escalando montanhas

 

FAIRY TAIL (referente ao capítulo 312): Dessa vez valeu esperar duas semanas pela continuação, batalha em nível extremo, continuidade do plano e a revelação de quem era a garota misteriosa, tudo no mesmo pacote de natal.

No meio do conflito de quem é a maga mais forte da competição, Kagura ainda guarda a pergunta por Erza protege Gerard (vulto Jellal, que horrível), depois de tudo que ele com a maga ruiva, é simples a resposta se Kagura entendesse o que é amor.

O bom de Fairy Tail que há toda uma mitologia que não conhecemos, por que é bom? Por que sempre temos chance de conhecer uma magia mais poderosa que a outra, como a “Magia Yakuma dos 12 Deuses da Batalha” de Minerva, se fosse outro mangá, o novo inimigo seria forte só porque veio depois do anterior.

FT 312-01

E aqui já temos o diferencial dos próprios heróis que vencem obstáculos mostrando que são fortes por natureza, mas fortes que o padrão de protagonistas que conhecemos – vide equipe Dragon Ball – não falo de Goku e sim da equipe e mais recentemente Ichigo e seus companheiros.

A batalha pega fogo e todas as mulheres aproveitam a oportunidade que tem quando uma se distrai, até Yakuma ser usada, e no final vemos que Erza e Kagura são insuperáveis mesmo por magias épicas, só perdendo pedaços de roupa, ou quase a roupa toda para a fanservice nosso de cada semana como promete Mashima.

Milliana vem presa naquela magia em forma de gota de Minerva como refém que afeta as duas adversárias, e a batalha é pausada, mas por bons motivos.

A princesa Hisui fala do desfecho imprevisível, do que acontecerá ao final dos jogos mágicos, da pessoa que conhece o futuro e que na verdade é Lucy, ok. Lucy sempre foi à aposta de muitos desde a visão inicial de Charlie. Só que a história de escrever com caligrafia ruim parecia desviar da protagonista, ou é uma pista de algo que acontecerá, parece algo simples que terá significado nesse futuro negro onde o Portão do Eclipse precisará ser aberto para mudar o passado.

FT 312-02

Nossa FT para onde iremos. Curtindo cada momento até lá.

TORIKO (referente ao capítulo 216): Entramos na segunda fase da primeira competição, como certa acelerada na competição nas páginas finais, mas chego lá. Durante a parte do ciclismo com os ingredientes pego nas praias os cozinheiros que precisam ser ninjas também, podem escolher o caminho mais longo sem obstáculo ou o atalho cheio de criaturas, destaque para cheio.

Parece só uma desculpa para mostrar que alguns deles assim como Setsuno têm habilidades de combate e conhecermos novos menus intragáveis dos competidores. Enquanto de longe Rin e Mansan assustam o público que chega ao local de competição o guardando com uma mistura de girafa e carnívoro.

Branch passa na frente de todo mundo levando Komatsu e jogando sujo, como o garoto não queria negando a ajuda de Zebra, e chega à pausa entre o ciclismo e a corrida, a busca pelos utensílios perfeitos, que por si só tomaria tempo, e nem vemos o resultado claro.

Por que Yuda, Setsuno e Zaus já estão no final da corrida, quando Branch sempre com Komatsu a tira colo passa a linha de chegada e discute quando os “velhos” vão parar de dominar a indústria culinária.

Chegamos à acelerada. Komatsu não usa sua faca Melk para compensar o boost que levou na competição, mas passa entre os 50 e a seguir pelas competições de “Culinária Escala da Morte” e “Culinária da Ilha Inteira”, com o chefe chegando entre os 32 primeiros, e entrando no mata a mata, contra Zaus, o primeiro do ranking, isso que é “azar” de principiante, ou alguma surpresa virá da competição.

Toriko 216

Quem sabe a invasão do Bishokukai ou até mesmo Zaus vendo o que Setsuno e agora Branch viram no chefe Komatsu.

ST&RS (referente ao capítulo 29): Começa a jornada do grupo para entrar na torre, uma ponte se forma depois de banhados pela luz, no final uma instrução para “Light of Memory”, Izumi toca e abre a passagem, mas uma espécie de gás fecha a possível saída do local. Ataque inimigo logo de cara, ou apenas prevenção?

Senti que esse capítulo depois de mais de 10 voltou a ter o espírito dos capítulos iniciais de ST&RS com mais desenvolvimento e surpresas no universo que não conhecemos de fato, mas diferente do shonen tradicional, pode ser alcançado para quem acredita um contato ET.

A análise de Fifi mostra que o lugar foi lacrado para ser preenchido com a quantidade exata de gás na atmosfera terrestre, os deixando livre de usar seus capacetes. A tecnologia desses visitantes é avançada mesmo. Palmas.

Novas marcas para as crianças escolhidas, abrem e ativam um elevador para a Torre dentro da Torre e seu elevador a jato. Um portal tem as memórias do dia prometido e Amachi acha que eles precisam absorver as memórias.

Convocando a nave espacial dos visitantes. E terminando um excelente capítulo como há muito não se via.

ST&RS 29

Até a próxima sessão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s