Quando uma falha vale mais que mil acertos

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAs

Fringe se despede desse ano, voltando com o 5×11 no dia 11 de janeiro e o episódio duplo de encerramento no dia 18/01. Mesmo seguindo um caminho próximo ao último capítulo sem novidades sobre as fitas ou o plano de derrota dos Observadores como um todo, o episódio funciona muito bem.

Com spoilers

Fringe painel

 

Fringe 5×10: Fringe essa semana teve um episódio intenso, algumas revelações, mesmo que as fitas e itens tenham ficado de lado novamente tão perto da reta final. Quem sabe Michael saiba como acelerá-lo agora que se ligou empaticamente com Walter depois de mais uma corrida contra os Observadores.

Sem Michael dar sinais do que fazia antes em Inner Child, seu primeiro contato com série e Olivia, a loira recorre a sua “mãe” nessa linha temporal derivada do desaparecimento de Peter, fato que parece realmente importante para o plano e o final da série. Nina Sharp mostra um laboratório clandestino onde a Resistência tentava analisar a leitura de mente dos Observadores e criou um aparelho chamado ecog que pode transformar leituras em desenhos e palavras, o aparelho falha com Michael.

 C

Sabemos até agora que o garoto não envelhece, tem habilidades empáticas, mas nada relacionado a tempo/espaço até onde vimos, e que não tem o dispositivo que Peter implantou em si mesmo para se tornar alguém capaz de lutar contra os invasores por Etta.

Ficamos sabendo na reta final quem é Donald. É Setembro com cabelo, poderia ser simples, mas quem sabe aquele é um Setembro antes de virar Observador ou deixando de ser um observador pelo amor a humanidade e a vontade de corrigir aquilo que começou quando interviu na cura do Peter do Lado B, nos primórdios da história.

Donald

É por isso que falei que a timeline original, lado A e B com Peter do Lado B no lado A, Walter x Walternativo é importante, por que tudo leva a crer que o toque de Michael abre a mente das pessoas para a timeline original. Não sabemos o que levou Nina a enfrentar Windmark daquele jeito depois que parecia perdida ao receber de Olivia a notícia que está comprometida, e com um toque de Michael ela se acalmou, desafiou os Observadores falando que são mais parecidos com animais por certos extintos como sua virada de cabeça – digna de lagartos – e no final se sacrificou ali com um tiro para que fosse lida.

 C

Gostei também do Dr. Hastings, não vou esquecer-me do seu título já que ele não gosta, falando que admirava Walter Bishop, já que no episódio passado, a ilusão da assistente do cientista disse que os Observadores deveriam ver em Walter um aliado se soubessem do que ele é capaz. Ainda está na minha cabeça que Walter é o criador dos observadores em algum ponto da história.

Quem sabe quando atravessou para o Lado B? Por tal cena se repetiu nos dois últimos capítulos. Quando ele foi tocado por Michael e viu a timeline original e Donald/Setembro e ouviu a frase que antes era direcionada a Peter, ainda será? Ou a Michael? Uma experiência falha como Windmark disse que deveria ser destruída. Falha por quê? Seria ele a origem dos outros observadores, de fato só observadores.

“The Boy Must a Live” é o nome do próximo episódio o 5×11, que só irá ao ar em 11/01.

E para fechar as visões rápidas de Walter: https://www.youtube.com/watch?v=X-6f5b00HRY

Contando para os dias passarem rápido até lá.

Até a próxima sessão

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s