Resumo da obra – nº10

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Provavelmente o último Resumo da obra do ano, já que Dexter vai ser despedir essa noite e terá uma matéria especial e Fringe ficará sozinho por algumas semanas antes dos retornos de AHS, Supernatural e The Office.

Com spoilers dos últimos episódios de American Horror Story, Dexter e Fringe.

Resumo da Obra

American Horror Story 2×09:  Mais uma das séries comentadas aqui dá um recesso até início de janeiro, só que longe superou todos os Winter Finales até agora. Tivemos Dominique tocada na vitrola nem que seja pela última vez. Personagens mostrando novos aspectos, retornos de participações importantes como o Papai Noel Psico e o Anjo da Morte e a cereja do bolo, Pepper voltou e tem um papel importante na história dos… ETs. Seria ela mesma um extraterrestre?

Irmã Jude, agora não mais uma freira vive seu momento prisioneira pagando por tudo que fez com quem conhecemos nesses 8 episódios e no passado também. A morte do Papai Noel assassino não vingou e ele já fez novas vítimas, e irmã Mary incorporada pelo diabo ainda a usou como boi de piranha para a morte do segurança Frank. Resultado a eternidade em Briarcliff.

Falei tanto da morte de Grace e agora fico na dúvida. Kid e o Dr. Arden curiosos com a história do alienígena e acreditando que o frentista seja um protegido da outra raça tentando criar uma experiência de um bebê híbrido com Alma e agora Grace. Dr. Arden acaba “matando” Kid para poder fazer seu contato imediato e vê Pepper com uma mentora dos ETs e Grace viva e grávida em estágio avançado, assim como Alma mostrada durante a abdução de Grace. Seria a história dos ETs tomando forma.

Com isso dos mistérios a resolver faltava a real face do Bloodface de 2012, e descobrimos se tratar de  Johnny Morgan, vivido por Dylan McDermott, o Ben Harmon da 1ª temporada e filho de Lana e Thredson. Que já escapou criança na linha do tempo principal da história de um aborto forçado da mãe ao saber do monstro que cria em seu ventre pela irmã Mary Eunice.

AHS 2x09

Lana e Kid que “conseguiram” gravar sua confissão do psiquiatra, porque entre aspas, por que o Dr. Arden viu onde ele guardou e o Dr. Thredson fugiu com a ajuda do diabo. Quer dizer que o mal no médico pode ir além da psicologia, pela resistência da criança a morte.

Além disso, tivemos a tentativa do Monsenhor de iluminar os caminhos do Papai Noel Psico, resultado, a crucificação literal, em outro sinal de coragem da série e a morte do personagem nas mãos do anjo negro. O Monsenhor de fato não tinha muito a acrescentar a trama. E já foi tarde.

Agora só ano que vem, pelo menos assim esperamos já que o dia 21/12 está próximo para quem acredita.

Dexter 7×11:  Nossa Dexter numa temporada que não dá para respirar. LaGuerta agora tem mais que provas que Dexter é o BHB, com a armadilha que fez com Hector Estrada para pegá-lo. A vontade de Dexter de concluir a vingança pelo que aconteceu com sua mãe, o deixou cego, ou talvez seu amor por Hannah e ele só se perdeu.

Ficou na mão da Capitã do Homicídios, teve que fugir as pressas, logo agora que Deb forjou as provas contra Doakes, se Dexter ficasse fora do radar por um tempo – eu sei que a vontade de matar é mais forte para o personagem – talvez com o tempo LaGuerta tivesse que aceitar Doakes como BHB, ou encerrar de vez as investigações. E além de tudo, Estrada está vivo e viu o analista de sangue, podendo denunciá-lo.

Dexter 7x11

O que somando tudo até agora, Dexter está muito perto de ser capturado, será no próximo episódio, o Season Finale da excelente 7ª temporada, ou no princípio da 8ª. Aposto nessa temporada e como ficará Debby com o irmão atrás das grades.

Dos secundários só digo o seguinte, se Dexter não fugir e mover toda a Homicídios – “seus amigos” – contra ele. Quinn pode correr atrás de Nadia e Batista se aposentar que não perderemos nada.

Agora o grande foco do episódio foi Dexter vendo seu futuro ao lado de Hannah, que foi indo passo a passo por água abaixo, primeiro por que sua irmã odeia a moça pelo somatório: ela é uma assassina comprovada que Dexter não matou e ainda é apaixonado. Debby procurou Arlene Schram a tal testemunha do envenenamento do conselheiro durante a juventude, denúncia final do pai de Hannah.

A moça se provou amiga da loira mesmo, por que mesmo sob o risco de ser presa como cúmplice e perder a guarda dos filhos, foi pedir opinião de Hannah, que tentou usar o modo apaziguador com Debby, resultado: a irmã de Dexter sofre um acidente de carro e mesmo tomando tranquilizantes tudo faz crer que Hannah é a culpada.

Não engoli isso. Debby forjou provas contra Doakes por Dexter, ela ainda o ama, não só como irmã, e parece ter extrapolado para prender Hannah e afastá-la de Dexter, acho que tem o dedo sujo da Tenente Morgan no acidente e forjando provas contra a envenenadora. Hannah é presa com a ajuda de Dexter que entrega a caneta de Sal Price que ocultou.

E os Morgans esquecem que ela pode ter um surto e denunciar Dexter como psicopata logo agora que LaGuerta está cheirando o cangote do ruivo.

Agora é esperar segunda-feira e ver como uma temporada de superação termina.

Fringe 4×09: Não sei muito bem o que dizer desse episódio, queria só ter gostado, mas na reta final que está gastar um episódio inteiro tratando de um Walter atormentado por tudo que fez, sem acrescentar nada de novo ao que já conhecemos, sem busca por um item novo das fitas, mesmo que o Pequeno Observador tenha sido encontrado. Só parece que há muito conteúdo para poucos capítulos. Típico de novelas globais. Nossa que basflêmia a comparação, Walter se quiser queimar alguma coisa no final de episódio eu me ofereço.

Se houvesse uma menção a um universo criado por ele, de onde vêm os Observadores, ou a criação dos próprios observadores, que imaginei que seria a grande virada do episódio, mas nada. Tivemos o velho e bom Peter de volta pedindo desculpas para Olivia. Astrid sendo babá de Walter.

Também teve visões da Nina mais nova e relativamente bem maquiada perto de algumas falhas de apresentação de passado e futuro da série, e dois personagens na viagem de Walter que se destacaram: a fada com a cara de sua ex-mulher e sua ajudante de laboratório que morreu queimada e o levou ao sanatório no princípio da série.

Falando em viagem, eu não sei qual a referência, li em alguns blogs que a Monty Python a cena animada com Walter viajando com os símbolos da série, lutando com sua versão maligna para descobrir a tal senha – guarda-chuva preto.

Fringe 5x09

Entre detalhes tivemos a presença de Sam Weiss no caminhão lutando contra observadores e legalistas para defender o sinal de Donald, ainda não sabemos quem é Donald, um personagem importante por tudo que vem sendo construído? Mas quem?  A família que protegia o garoto era uma versão anterior da resistência, agora sempre presente com Anil que tem “quase” todos os equipamentos que o time inventa para coletar os itens para o plano.

Falta ainda à origem do observador que é a grande pergunta para fechar a série. E o fato dos observadores de agora com exceção de Windmark não ter a habilidade de ver as várias linhas temporais. Quem é o garoto? September. Onde está nosso querido observador do bem? Espero que ele dê as caras até o final da série. Até Sam Weiss surgiu, mesmo que só em foto.

E o fato da trama da quarta temporada da nova timeline estar em voga, me diz que o plano talvez esteja em corrigi-la, quem sabe trazendo os antigos observadores que vendo esse futuro queriam apagar Peter.

Até a próxima sessão que deve ser exclusiva do Season Finale de Dexter exibido hoje à noite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s