Resumo da obra- nº2

Continuando os resumos de vários episódios agora cobrindo duas séries em suas últimas temporadas: Fringe e The Office. A primeira teve toda sua última temporada aqui resenhada, já a comédia teve somente alguns episódios. Vamos ao apanhado dos seus mais recentes capítulos.

Com spoilers

Fringe – 5×01 a 5×03

Quando o episódio 4×19 foi ao ar, achei perfeito e agora aquele universo, palavras com tantos significados em Fringe é o nosso universo, mais de Etta que nosso é claro. Nossos personagens estão ali. Diferentes sim, porém suas essências permanecem, um Peter que deseja o bem da família acima de tudo, uma Olivia dura com si mesmo, um Walter com um cérebro regenerado, um pouco mais cruel do que gostaria e a Astrid dando o suporte de sempre. Sem Broyles, Nina Gene e September, fazer o quê.

Continuando de onde parou no 4×19 e 4×22 ao mesmo tempo, temos um vislumbre das chegadas dos Observadores, com Olivia ferida e Etta desaparecendo, Peter focado em achar a filha e o resto da Fringe Divison em parar os inimigos do futuro. Agora despertados do Amber, sendo Olivia a última a sair de lá, viva diferente do que pareceu ficar subentendido no Letters in Transit. Talvez só um recurso para o tiro que ela tomou – literalmente – ser mais impactante e ligar algumas brechas.

Olivia é libertada depois de ser resgatada do Amber pelos chamados Ciganos do Amber, pessoas que cortam pessoas presas e as vende como souvenir. Olivia foi vendida por Markham que se dizia apaixonado pela loira desde o primeiro dia que a viu.  Detalhe a parte de lado.

No meio da busca por Olivia, Walter é sequestrado, torturado e o plano fragmentado em sua cabeça para que os Observadores não conseguissem descobrir é apagado. Resta agora um aparelho que não serve para nada, já que objetivo era unir os fragmentos e um resquício de esperança.

 

Até que eles resolvem invadir o laboratório de Havard tomado pelos homens do futuro e ficamos sabendo que há fitas espalhadas com o plano, fora de ordem e com os procedimentos embaralhados. Aos poucos descobrimos a terceira fita ali mesmo no laboratório e depois de um sacrifício do homem que guardava a história do mundo encontramos os cristais vermelhos da mina da morte que calcificava as pessoas.

 

Antes de chegar ali, ficamos sabendo da relação de Peter e Olivia no passado com as decisões da busca de Etta, do comportamento de Henrietta que tortura um dos Legalistas, os soldados com os símbolos dos Observadores no rosto como código de barras que servem ao exército inimigo. Na tortura conhecemos o Dispositivo Angelical capaz de acelerar a divisão molecular das pessoas a envelhecendo e servindo de base para a viagem entre o tempo dos observadores.

As runas de êxtase, que nos foram apresentadas no Season Finale passado não seriam úteis na luta contra os Observadores. Assim com as Devil Trap de Supernatural contra demônios. Por que September não ensinou o grupo a fazer o mesmo e prender os Observadores ali sem poderes?

A história da temporada está focada. Como falei sinto a falta de outros personagens, do Lado B até então trancado para sempre, e com menos episódios tudo poderá ser corrido, o que não deveria. O brilho de Fringe não pode ser perder na reta final da história dos Bishops.

The Office – 9×01 a 9×04

Tem muito tempo que comentei de The Office parei no episódio 8×11 da temporada, mas eu me atualizei na comédia, a única até aqui e para não ficar só no drama e homenageando a mesma em sua última temporada vou fazer um esforço de incluí-la aqui sempre e atualizada, será?

O início da temporada foi promissor até agora, Ryan e Kelly que estavam ocupando espaço no cenário, principalmente o primeiro se despediram para a entrada dos novos Jim e Dwight, na verdade Clark e Pete. O primeiro parece o mais bobo a princípio, mas já começou a mostrar certo interesse por Erin, que bobinha como é não viu o perigo, nem seu namorado e atual gerente, Andy Bernard.

O personagem melhorou, mas junto com o Darryl são os que menos funcionam no elenco. Jim e Pam ganharam evidência na oportunidade do mesmo de mudar de vida trabalhando com marketing esportivo na Philadelphia, o que fez Pam recusar a princípio, mas depois Jim pareceu convencê-la não sem mágoas.  Passando o último dos episódios tentando recompensar a esposa e sendo dificultado por seu eterno rival o Sr. Schrute.

 

Dwight só teve decepções, o filho de Angela não era seu.  Depois o Dwight Jr. não era como ele esperava e numa competição no 8×01, ele chega ao limite de andar de bicicleta na corda bamba e ficar por um fio.

Kevin e Creed brilham a parte como sempre, a história do atropelamento da tartaruga no 8×01 e o resumo das atividades diárias, dos respectivos personagens por si já deram nota 10 ao Season Primeire da última temporada. Já Angela agora divide o senador com Oscar sem saber.

Nelly também tem salvado a história, a única personagem remanescente parece funcionar muito bem com Andy, Pam, Dwight e Erin, nos 4 episódios, tanto na parte de conflito, quanto tentando se aproximar de seus colegas de trabalho, após ser a chefe que queria ser amada por todos.

O que a série deve fazer é focar em personagens bons que tem e deixar o Andy só com participações, como se provou no 8×03 ao dar destaque ao gerente. Fora isso sentindo um pouco de falta de David Wallace que imaginei que voltaria.

Esperando o que mais saberemos do pessoal que faz o documentário por trás do escritório promessa dos produtores sobre a última temporada e para terminar com chave de ouro quem sabe um retorno do casal 20 da série: Michael Scott e Holly Flax, agora Scott. Nossa seria um senhor encerramento.

Até a próxima

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s