Zetsuen no Tempest – Primeiras impressões

POR ROBERT R.R. AÇO NEGRO

Uma mulher presa num barril e exilada numa ilha, um jovem em busca de vingança pela morte de sua irmã, um outro jovem que perdeu sua namorada há um ano atrás, uma mulher desempregada, um homem que tomou para si a liderança de seu clã e uma árvore que pode trazer a destruição do mundo. Vamos a clichê pergunta: O que isso tudo tem em comum?

Zetsuen no Tempest: The Civilization Blaster é um dos vários animes que estreou no mês de outubro e é uma adaptação feita pelo estúdio BONES do mangá de mesmo nome.

“O tempo está fora do comum” – Yoshino Takigawa

Eu sou suspeito para falar do BONES, pois gostei de todas as obras que assisti feitas por esse estúdio: Cowboy Bebop, Samurai Champloo, Wolf’s Rain, Darker than Black…enfim, não é qualquer estúdio.

Fatores que me chamaram a atenção para esse lançamento, foi, além do estúdio, a sinopse, que segue abaixo, tirada do Wikipedia (em inglês):

“A história gira em torno de Mahiro Fuwa, um adolescente cuja família foi misteriosamente assassinada um ano antes, e seu amigo Yoshino Takigawa. Mahiro é contactado por Hakaze Kusaribe, a líder do clã Kusaribe que ficou presa em uma ilha deserta desconhecida por seus seguidores, e concorda em ajudar Hakaze em troca de sua ajuda para descobrir o culpado pela morte de sua família. Ao saber das intenções do amigo, Yoshino se junta a ele em sua busca para ficar contra o clã Kusaribe que pretende despertar a “Árvore do Êxodo” cujo poder pode trazer a ruína para o mundo inteiro.

Vários diálogos e elementos de enredo em Zetsuen no Tempest homenageam as obras de William Shakespeare.”

Não, não sou pseudo intelectual e dizer que morro de amores de Shakespeare, que li todas as suas obras e tudo o mais. Pode ser que alguém que vá ler isso e seja fã de Shakespeare vá me mandar ler alguma obra do mesmo. Desculpe-me, mas recuso no momento. Mas, além dos fatores que citei acima, a curiosidade também me fez assistir aos dois primeiros episódios. E digo, que gostei bastante do que vi (BONES não me decepciona o/). Abaixo, minhas breves impressões.

Apesar de existir dois personagens principais, Mahiro Fuwa e Yoshino Takigawa, parece que o foco é levemente dado a Yoshino. Tanto nos eventos atuais quanto nos flashbacks. Falando em história, eu tive a impressão que o primeiro episódio joga as coisas direto na sua cara. Já te mostra os personagens principais da história, bastante de suas personalidades, a situação em que se encontram e qualquer distração, se perde um detalhe.

Mahiro é um jovem que quer achar o assassino de sua irmã, Aika. De repente, desaparece e reaparece um mês depois dizendo a seu amigo que fez um pacto com uma maga através de um boneco de madeira. Pode usar magia através de amuletos deixados pela maga, Hakaze Kusaribe, quer pode se comunicar com Mahiro pelo boneco de madeira que mandou pelo mar dentro de uma garrafa com uma mensagem (é, foi muita sorte mesmo). Hakaze isolada numa ilha, enviar uma mensagem com um boneco de madeira e uma mensagem: “Se acredita em magia e quer trocar sua alma por um desejo, crave um prego nesse boneco” e Miharo encontrar a garrafa na praia. Aliás, Hakaze não é qualquer maga. É a autoproclamada maior maga do mundo. Como dito antes, ela foi exilada numa ilha envolta por uma barreira antimagia por Simon, a pessoa que a traiu e tomou para si a liderança do clã do Kusaribe só com um vestido e uma sandália. Simon quer despertar a “Árvore do Êxodo”. Frutos desta árvore estão surgindo por todo o Japão e uma vez que todos tenham despertados, se reunirão num mesmo lugar e assumirão sua forma verdadeira. O que a árvore faz e para que propósito Simon está fazendo isso, ainda não foi revelado.

O que dá para perceber é que antes do aparecimento destes frutos, algumas borboletas estranhas surgem seguida da “Síndrome do Aço Negro”, onde as pessoas ficam metalizadas, literalmente. Acho que não precisava falar isso, mas só pra constar, elas morrem no processo. Yoshino, amigo de Mahiro, é procurado e ameaçado por Evangeline Yamamoto, uma mulher desempregada que faz parte de uma organização que está atrás de Mahiro. Depois de alguns eventos, fazem um acordo e decidem procurar Mahiro, pois nas palavras de Yoshino, ele não pode ficar sozinho. Esse é um resumo sem muitos detalhes dos dois primeiros episódios.

A parte visual, como de costume do estúdio, é excelente e muito bonita. Eu não fico surpreso com a beleza do anime. Para quem assistiu a alguns dos outros títulos do BONES que citei acima, sabe do que estou falando. A animação é muito boa. Limpa e bem fluida, como de costume do estúdio. Alguns diálogos, como dito antes, são homenagem a obras de Shakespeare e uma delas, Hamlet, é até citada. As batalhas são legais até o momento, mesmo porque não teve nenhuma batalha, de fato. Iniciou-se uma mas foram poucas cenas porém boas. As músicas são interessantes e também cumprem o seu papel. O tema de abertura, “Spirit Inspiration”, do Nothing’s Carved in Stone é boa e o tema de encerramento, “Happy Endings”, da Kana Hanazawa faz o seu papel de encerramento (ser mais lentinha), mas não achei extremamente boa. Mas é minha opinião.

É mais um anime da temporada de outubro (na minha humilde opinião, a melhor do ano) que promete. Pra quem ainda tem alguma dúvida de assistir “Zetsuen”, eu espero que esse texto ajude na decisão. Se continuar do mesmo jeito que esses dois primeiros episódios, vai ser um dos melhores da temporada e por que não, do ano. O mangá (de 2009) ainda está em publicação com 6 volumes (até onde eu sei), então creio que eles façam uma temporada de 24, 25 ou 26 episódios, sem fillers e mais nada e continuem a história como estão fazendo com Bakuman, por temporadas. Eu creio que seja melhor desse jeito. Enfim, eu recomendo pelo menos que assistam aos dois primeiros episódios antes de tomar qualquer outro tipo de decisão: elogiar ou xingar heheehe. Mas acho que vale a pena!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s