Um novo capítulo na história de Inpergoh – Mármore branco e águas turbulentas

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Agora juntos, o grupo desce para as profundezas do oceano para encontrar um ingrediente para o ritual e novas peças na história por trás de sua missão.

Depois da batalha e de ganhar a manopla Lycan recebe uma mensagem de seu mestre Baelor dizendo que eles se encontrariam logo que ele voltasse de sua viagem ao oceano. Lycan não entende aquilo muito bem, mas em sua visão viu as pessoas mortas na água, talvez haja uma conexão.

Claire procura Ahstan na cidade para tentar convencê-lo a seguir a Maksla e mostra uma nova frase no seu pergaminho: “As partes são como notas de uma melodia que só fará sentido ao final da apresentação, a primeira parte representa o homem que se oculta e a segunda o homem que está sempre um passo a frente.”

Fabregas controlará uma das Makkyn-nas que o atacou, ele agora sabe que há outras pessoas atrás do item ligado a Majien, o reino da tecnologia. E precisa correr contra o tempo e descobrir o que Seth sabe e para onde precisa ir para destrancar o outro cadeado e revelar o paradeiro da 5ª peça.

Seth e Bresingerdepois de reunir grande parte do grupo segue para Maksla. A cidade mais próxima da costa é Silat, mesmo assim eles precisam de 5 dias até chegar ao porto da cidadela de Ross – famosa pelas bailarinas dos Lagos Gêmeos – lá tem um pequeno porto onde podem pegar um navio até o ponto marcado no mapa.

O navio leva 1 dia e meio de viagem completando uma semana mínima que chegaram a Okean.

O mapa fala que o ponto é ali se alguém descer por pelo menos 500 metros é possível ver uma torre com diversas pontas, 4 no ápice, 3, 2 e 1 na base, as pontas são fechadas, e a fortaleza emana uma forte aura anti-magia, teleporte lá para dentro causa dano aos conjuradores baseada no fócus utilizado para realizar a magia.

Para cada dois membros do grupo que descerem uma das pontas da torre se abrirão.  Há pedras brancas da torre que descem em alta velocidade e podem ser usadas, mesmo assim aqueles que usarem as pedras precisarão resistir ao efeito da pressão pelo mergulho acelerado.

O fundo do Groauss deixa de ser iluminado por um tempo até que chegam a Torre de Rocha Branca que parece decorada com águas do mar que iluminam naturalmente o oceano.

As magias usadas dentro da torre de qualquer espécie ainda estão com efeito reduzido e beneficiam os alvos das mesmas.

Ao entrar na sala a passagem é fechada juntamente com um pouco de água, aqui dentro também sempre há algo em poças no chão, ou simplesmente escorrendo das paredes. No centro da sala há uma esfera azulada que conjura uma criatura com 3 metros de altura branco azulado com vestes de frio e longas botas carregando um Malho de Gelo.

A esfera gera variados efeitos, primeiro paralisa os alvos na sala com exceção do gigante, depois congela as pernas, braços, até a cabeça, impedindo os aventureiros de respirar.

A próxima sala das quatro desse pavimento tem várias lagoas cheias de pedras, as mesmas são escorregadias, algumas delas afundam se tiver com muito peso.  No centro da sala está alguém esguio com a malha das sombras, um ninja do Clã das Sombras chamado Hayate, que tem uma técnica que acerta múltiplos alvos a lançar armas em ataques de longa distância.

Ao final da luta, a máscara que o ninja usava, se incorpora ao pingente de Ahstan, podendo ser invocada para dar um ataque extra e diminuir as penalidades para acertar áreas específicas.

A próxima sala tem blocos de pedra, no total de 12 formando círculos, todos tem 1 metro de largura e a altura varia, 3 deles tem 30cm, 3 tem 60cm, 3 tem 90cm e os últimos 1,2m de altura. Na sala há quatro plataformas ao tentar voar até elas o grupo é preso ao chão como areia movediça.

As plataformas está há 5 metros do chão, cada uma delas tem um objeto, um deles é um pingente na forma de uma armadura de batalha que dá uma carga extra para item, outro é uma fruta azulada que permite que a pessoa respire na água por todo um pavimento da torre, um é uma taça que se preenchida com a água daqui a torna elixir de cura que restaura como um poção de cura média, podendo ser usada 5/dia e o último pavimento não tem nada.

Para subir tem de equilibrar os blocos ou se teleportar, existe outra possibilidade que é esperar a sala se encher de água, e nadar até as plataformas, mas nadar aqui é como um rio com forte correnteza.

A última sala desse pavimento está cheia de armadilhas para serem desarmadas, aqueles sem perícias para encontrar armadilhas ou rastrear automaticamente detonam armadilhas que funcionam em cadeia e podem detonar outras nas proximidades, os ladinos precisam correr contra o tempo para desarmar tudo, e Jacques fazendo dupla com Fabregas, conseguem.

Ao passar pelas quatro salas daqui, o elevador ao centro do pavimento aciona sozinho e começa a descer. Aqui está o elevador que desce para o 2º Pavimento em forma de um bloco redondo de pedra.

No centro do elevador estará o elmo de uma armadura cor de ferrugem e uma caixa com duas lentes que servem para conceder visão noturna ou infravisão ou sentidos aguçados, um de cada vez e só funciona com o Fabregas, junto com seu TecV.

Aqui como era possível ver do lado de fora da torre tem três salas, como as pontas que era possível ver. Na primeira todas as fontes de luz mágica são absorvidas pelas paredes deixando a maior parte do grupo às cegas, a sombra toma a forma de alguém aleatoriamente e os ataca, só atacado e pessoa replicado parece ver vislumbres do que acontece, os outros estão  com o tempo alterado, agindo lentamente.

A sombra aqui é um inimigo muito poderoso que só pode ser acertado por magia, que não funciona bem na Torre, ou armas mágicas, luz é absorvida automaticamente, resta fogo mágico, mas enfraquecido ou confiar só em armas mágicas e golpes de batalha.

Se a sombra vencer alguém, ela muda de forma e uma nova dupla fica apta a lutar.

A esfera negra de Lycan pode ser usada para prender a sombra.

Eles encontram dois pequenos círculos de madeira no formato de um anel permitem a Zephaniah, se tornar um Elemental de Terra 3/dia.

Esta sala tem armas penduradas pela sala – todas brancas – elas começam a se mover sozinhas logo que entra e ataca o grupo, o grupo precisa se defender, mas sem poder defesas simples de combate. Ao defender, as armas param de atacá-lo.

A próxima sala é lacrada por 5 portas, a primeira com 2metros de altura, a segunda com 4m, depois com 6, 8 e 10. O objetivo só abrir todas as portas, não há outro caminho. Quanto maior a porta, maior o número de pessoas que podem ajudar e a quantidade de força investida.

Ao final da porta está uma capa azulada, que funciona como capa de invisibilidade para Jacques.

Após descer o elevador para o 3º pavimento o grupo encontra uma manopla da armadura e uma das pernas também cor de ferrugem.

Nesse pavimento só há duas salas, na primeira há armadilhas como blocos em queda, chão eletrificado e área congelante, que precisam ser desarmados a tempo, como no primeiro pavimento.

A segunda sala tem blocos de terra pelo chão com coloração diferenciada que lembra ouro, do chão começa um tremor e uma criatura surge tentando petrificar o grupo.  O monstro em questão transforma o alvo em ouro. Mas é derrotado antes que o faça.

Na sala Seth encontra luvas que aumentam o dano de suas magias.

No elevador desse pavimento está outra manopla e perna da armadura cor de ferrugem. O elevador desce para o último andar, onde está uma estátua e uma única sala.

Onde há corpos estão pelo chão todos cortados e com uma poça de sangue, o grupo deve teste de Prontidão ou serão surpreendidos pelo… Beholder.

A criatura tem raios elementais, de petrificação, de transformação, alterando a forma de alguns membros do grupo temporiamente para animais pequenos e o olho central, antimagia e parece viver mais do que deveria, derrubando mais da metade do grupo, mas sendo vencida.

A estátua do lado de fora está com o peitoral da armadura, ao colocar as peças aqui a armadura se torna dourada e a estátua levanta o escudo de onde sai começa a escorrer um sangue negro que dá forma ao Coração do Oblou. O segundo ingrediente do Ritual dos Ciclos Infinitos.  Que Seth só conhecia como Coração de …, já que a palavra não era em nenhum idioma ou runa conhecida.

A história continua nos próximos pergaminhos.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s