Quando as verdades são reveladas

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Minha revolta com o público de mangás só aumenta após ler o capítulo de Reborn dessa semana, já que a obra não é valorizada lá como deveria, os ranks nos TOCs não são dos melhores e o anime até saiu do ar, sem previsão de retorno. Enquanto Naruto que não anda bem das pernas a meu ver, continua no top tanto de mangá com de anime com seus fillers. Reborn sobrevive pela criatividade de Amano e a venda dos acessórios usados na trama.

One Piece também soube dosar humor e ação essa semana como a tempos não tinha, ainda não teve a batalha com os novos poderes conquistados nos 2 anos de treinamento, esta deve vir só no próximo arco ou ao final desse, que deu nova reviravolta.

Bleach também voltou a misturar história, reflexões e combate. Parabéns, ficou em terceiro não por desmérito, e sim por mérito dos dois primeiros.

A Beel e Naruto não precisa gastar linhas, as explicações estão nos respectivos capítulos.

Com spoilers.

KHR (referente ao capítulo 385):  Já bastaria a superação de Tsuna que venceu o último do trio Vindice e não quebrou o seu relógio para o capítulo valer a pena, mas Bermuda cumpriu sua promessa foi para o campo de batalha e convidou Reborn para sua equipe.

É claro que o Tutor de Tsuna iria negar, mas aí Bermuda ofereceu a verdade, e enviou Reborn e Tsuna acabou indo junto para uma masmorra com esqueletos com chupetas de arcobalenos ou Pacifiers como vem sendo chamados nos últimos tempos.

E veem um desenho com símbolo estranhos e as 7 chupetas e Amano prometendo a verdade sobre os bebês. Se isso for verdade e a narrativa for boa, KHR só tem a crescer, o que é um risco, porque é entregar um dos maiores mistérios da trama, mas quem sabe ele seja o propulsor para novas histórias e o desenvolvimento de Tsuna como o 10º.

Porque será que Bermuda tem certeza que Reborn irá para o seu lado ao saber da verdade?

One Piece  (referente ao capítulo 667): Confirmada a morte de Barba Marrom, e não mostrando todos os grupos este capítulo foi menos confuso.

Ruffy e Franky com o corpo de Choper usando as Rumble Balls para ficar na Forma Colossal vão atrás do corpo de Franky com a personalidade de Nami sequestrada pelo Yeti Cool Brothers.

Ceasar quer o corpo de Franky só para remover os lasers de Vegapunk e depois matá-lo, a vantagem até agora é que o vilão e sua aliada Mone ficam só sentados ali, porque se eles fossem inimigos de linha de frente seria preocupante. Mas que os Yeti que parecem que realmente derrubaram o trio no capítulo passado, já que os mesmos não deram as caras.

Gostei dos upgrades de Ruffy de conseguir destruir a tempo as lâminas de gelo, que antes causavam dano a ele, e depois do golpe Gomu Gomu Thank Your Fire, para refletir e explodir balas de canhão.

Depois que o enlouquecido Franky derruba um dos irmãos, Ruffy usa o Elephant Gatling Gun para botá-lo para dormir antes que dê trabalho e fala que vai levá-lo para Choper curá-lo, seguindo o outro irmão que é pego desprevenido por Law e mais um novo golpe.

Fora isso do nada Law novamente se mostra um personagem complexo, fala que a ilha guarda uma das chaves que pode destruir o Novo Mundo, seria o a última arma Uranus.

E depois que para sobreviver ao Novo Mundo precisaria da proteção de um dos Yonkous, que de certa forma Ruffy tem, a de Shanks, ou formar alianças, e Law oferece uma aliança ao capitão do Mugiwaras para derrubar um dos quatro imperadores. Qual deles será?  O que Ruffy dirá? Já que Ruffy nunca dá as respostas que esperamos.

Com a aliança, Law esconderá a arma e derrubará Ceasar, retornará os nakamas ao normal e poderão finalmente desbravar o Novo Mundo além de Punk Hazard, uma ilha que não deveria nem estar no caminho.

Bleach (referente ao capítulo 492): Quando Ayon reapareceu achei que seguindo o mal dos shonen clássico, ele cairia no primeiro golpe, afinal se ele era ameaça no arco da Batalha do Inverno, no próximo ele deveria ser uma formiga, como é comum  nos shonen.

Mas até que não,  ele deu trabalho para Kirge Opie, o prendendo no chão, quebrando o seu pescoço, quase ferindo Inoue e Chado ali só fazendo a figuração de sempre.

Quando as fraccions falam para que Ichigo vai embora porque a criatura não reconhece aliados e inimigos, mesmo ele não sendo um inimigo agora, o grupo não parece se afastar, mas tudo bem.

Kirge acaba restaurando o pescoço no lugar, falando que Ayon é um adversário digno e falando que o Rei deve fortalecer o Blut (Sangue) deles no futuro.

Na Soul Society a invasão em si não se concretizou, os quincy parecem ter usado algum poder ou na verdade já se ocultavam como shinigamis como é o caso de Kajoumaru, que conta sobre a guerra entre Shinigamis e Quincy aos dois personagens novos e buchas desse arco.

Kubo volta a mexer em algumas feridas reais que ele usou como fio condutor da história, perguntando quem está lutando por uma causa justa na guerra, e dizendo que os dois lados lutam por sua justiça.

Como disse parece que a versão anjos x demônios de Bleach seria a batalha Quincy e Shinigamis de agora.

Que só está esquentando.

Naruto (referente ao capítulo 586):  Depois de explicado o que faz o Inazami, ainda é mais confuso, o momento que ele foi ativado, o que foi real, o que estava em looping, se o fato de contar a história de vida foi influência da técnica suprema ou não. Só perguntas.

Mas a ideia do poder, e da reflexão “sou aquele que tem o seu destino nas minhas mãos, mas é você quem vai decidí-lo” fica claro finalmente, Itachi tem controle do jutsu e pode deixar Kabuto no looping infinito a não ser que ele desfaça o Edo Tensei, e com isso mate o mesmo.

Só que tem um porém, sem uma contra medida, ele pode simplesmente matar Itachi, anular a técnica e depois reativá-la, não lembro se isso só pode ser usado uma vez.

Se for assim Kishimoto/Itachi caíram nas próprias pegadinhas, espero que não, que Kabuto desfaça o jutsu, que morra e que o foco se desloca para as linhas de frente principais, e que Sasuke defina se ainda será um vingador ou voltará a lutar ao lado de Konoha.

Ainda temos os mistérios do pergaminho e do laboratório encontrados por Sugeitsu.

Beelzebub (referente ao capítulo 156): Sem muito o que comentar, capítulo filler que nem foi engraçado, nem sinal de uma saga nova, se for assim acho melhor ter terminado o mangá depois do arco do Colégio Akumano ou a ideia é deixar Beelzebub com cara de mangá de humor alternativo.

Afinal o foco da jump hoje são os romances, os gags e os mangás de humor que ocupam a revista, além dos mais conhecidos, todos os lançamentos fogem da linha de Bleach, Naruto, KHR, Toriko e OP estão mais para a linha acima.

Quem sabe eles resolveram transformar Beelzebub de um mangá de comédia com ação para um mangá só de comédia, se for assim acho que perdemos muito. A história tinha para onde ir e não era com o comercial do carro de brinquedo de 29 mil ienes que gerou o enredo desse filler, que quebrou até a regra de Oga e Beel precisaram ficar a 15 metros de distância.

De engraçado mesmo só a participação do rei demônio mandando o carro que o filho queria e que ganhou no bingo, como assim? E a entregadora sendo extorquida por Oga por ter quebrado sua janela e ficar devendo os 29 mil necessários para compra o carrinho de brinquedo.

De resto nada a comentar. Capítulo fraco.

Até a próxima sessão

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s