D&D x Mundo das Trevas – Uma batalha perdida em questão de pesquisa

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

A comparação aqui ficou sem o embasamento que consegui nos fóruns de GURPS X D&D, as discussões seriam de converter personagens ou monstros de um sistema para o outro, o que não vejo o porquê. Ou de qual seria o melhor, mas com um lado da discussão tem ter conhecimento dos dois sistemas para poder falar algo de relevante.

Para começar aqui é mais complexo de fazer um comparativo, afinal o Mundo das Trevas tradicional é moderno e não medieval, tem suplementos que abordam esse tempo, se não em todos os livros de sua linha principal, pelo menos nos mais procurados como Vampiro e Lobisomem.

Então vamos trabalhar com conceitos. Primeiro a criação de personagem, quem tem familiaridade com fichas de Storyteller, talvez seja a mais fácil de preencher entre os três, incluindo aqui o GURPS da outra matéria.

Com o personagem na cabeça e os clãs, tribo, escolas ou a classificação do livro usado é muito mais fácil definir atributos e habilidades, principalmente pela divisão entre Físico, Mental e Social, que é uma ideia que é à base de todo o Mundo das Trevas.

Quanto à rolagem de dados, acho que Storyteller supera tudo que há. São dados demais, dificuldades que já eram altas de se alcançar com um grupo médio de 5 dados e agora aumentaram ainda mais na 4ª edição, o que torna um simples combate, ou situação de jogo muito lento quando precisamos solucioná-la com rolagem. Nisso até GURPS tem suas vantagens.

Falei da questão da sobrevivência. Em D&D 4ª edição parece fácil manter seu personagem vivo, em Storyteller esse é um conceito complexo, afinal é quase certo que não jogaremos com simples humanos, mas até nisso o risco absoluto mesmo para os chamados “danos agravados” parece estar longe de colocar em risco a vida de um vampiro ou lobisomem, talvez de um mago, mas não tenho experiência para fazer de Mago, em específico e prefiro não opinar nesta parte.

Falando do conceito do fantástico, em D&D o fantástico está no visual, na magia, nas criaturas, nos combates. Já no Mundo das Trevas, não tem esse nome à toa, aqui as batalhas não são no meio da cidade, as pessoas escondem suas condições, afinal tem a Máscara dos Vampiros, é uma intriga política que os protege, escondendo seus crimes contra a humanidade, diferente de D&D onde a ideia é ser o herói, em Storyteller este conceito não existe.

Em Mago, usar magia como Bolas de Fogo e Relâmpagos, comuns no universo de D&D causariam o caos, não por causa do dano. Sem mais detalhes, como disse não vou entrar no mérito do suplemento.

Utilizar cenários diferentes, em D&D são os universos, pode-se até misturá-lo quando os jogadores estão num nível mais evoluído e queremos novos cenários, além do conhecido, e Storyteller misturas Vampiros e Lobisomens é um risco a parte, no livro de Vampiro, os lobisomens padrões – estou falando da 3ª edição aqui, por falta de acesso a livros da 4ª, além dos digitais – são fracos, já se compararmos Lobisomens feitos com as regras de seus livros em combates contra vampiro, os mesmos teriam de abusar de suas disciplinas físicas para levar o combate por alguns minutos.

Por falta de material online para explorar, não sei se esta matéria foi de fato sobre o que queria falar, o comparativo foi muito fraco, mas como sempre a ideia é colocar tudo no papel ou seria na tela e deixar que vocês continuem a discussão e defendam seus sistemas, seja qualquer um dos três.

Boas rolagens de dados e até a próxima.

2 comentários em “D&D x Mundo das Trevas – Uma batalha perdida em questão de pesquisa”

  1. Esta é a parte 2 de uma matéria que pensava em fazer comparando a visão que os jogadores americanos e brasileiros tem dos três sistemas: D&D, Mundo das Trevas e GURPS.
    Só que ao procurar detalhes para a matéria em fóruns americanos só achei comparações de pessoas defensoras de um sistema e sem conhecimento do outro.
    Não adiantou a parte de ter uma visão diferenciada como a de GURPS.
    Para não ficar sem a parte 2. Resolvi fazer um comparativo cru com o que achei.
    Até expliquei no título que a ideia original não vingou por causa da pesquisa.
    Acho que é isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s