Os Heróis Mais Poderosos do Mundo

Bem, talvez depois da Liga da Justiça

POR JOSÉ ALFREDO

Após assistir pela terceira vez a Os Vingadores resolvi que ele poderia vingar minha ausência do blog. Hahaha… Tá, desculpem-me pelo sumiço e pela piada, mas falemos do que realmente importa e já venho avisando que Os Vingadores vingou toda nossa expectativa e é de fato um dos melhores filmes do ano e sim, outro trocadilho. Maldição, foco!

Desde o “longínquo” ano de 2008, após os créditos finais do primeiro filme do Homem de Ferro, a Marvel Studios vinha nos deixando absurdamente ansiosos com o rumo que pretendia seguir através de seus filmes, querendo finalmente criar um elo entre seus filmes e assim efetivar o universo Marvel em Hollywood. Com o tremendo sucesso do filme ficou provado que era possível. A aparição de Nick Fury (Samuel L. Jackson ficou tão perfeito no papel que em pouco tempo até nos quadrinhos o personagem já havia adotado a sua aparência) e falando sobre o Projeto Vingadores deixou claro que havia muito mais por vir.

Um mês depois, O Incrível Hulk com Edward Norton como o Gigante Esmeralda, fora lançado e somos novamente surpreendidos após os créditos finais. Dessa vez quem aparece é o próprio Tony Stark (com a atuação sempre impecável de Robert Downey Jr) conversando com o Comandante Ross (William Hurt) sobre como ambos podiam se beneficiar num acordo.

Tivemos até então que esperar dois anos e em 2010 fora lançado Homem de Ferro 2 e também no fim é mostrado o Agente Coulson (interpretado por Clark Gregg que já havia aparecido no primeiro filme) chegando no Novo México e vendo uma grande cratera. E seguida  informa a S.H.I.E.L.D (organização ultra secreta cujo chefe é Nick Fury) que encontrara algo quando nos é revelado que se trata do martelo Mjolnir do Deus do Trovão Thor.

No ano seguinte fora lançado Thor, este interpretado por Chris Hemsworth (uma trivia aqui: você sabia que fora ele que interpretou George Kirk, o pai de James T. Kirk, no recente filme de Star Trek? É.). No fim do filme é mostrado o doutor Erik Selvig (interpretado por Stellan Skarsgárd que no filme dos Vingadores terá um papel crucial) numa instalação da S.H.I.E.L.D onde Nick Fury lhe apresenta uma maleta e pede para que o doutor o auxilie na pesquisa do misterioso artefato que dentro se encontra. Um oculto Loki (com uma ótima atuação impecável de Tom Hiddleston) ordena que Selvig aceite e este concorda.

Até aqui entre os carros chefe dos Vingadores só faltava seu líder, o Capitão América, e 2 meses após o filme do Thor ele fora lançado com o papel de Steve Rogers atuado por Chris Evans. No pós-créditos o vemos treinando boxe quando aparece Nick Fury. O Capitão pergunta se ele veio trazendo-lhe uma missão e se isso serve para trazê-lo de volta a sociedade. Fury responde que é para salvar o mundo. Logo em seguida é nos apresentado o trailer dos Vingadores.

Se você é brasileiro teve o privilégio que até o presente momento (hoje é dia 02/05/12) o grande público norte americano não teve de assistir ao filme dos Vingadores. Sim, o filme passou aqui uma semana antes que lá e…é isso.

Bem, talvez para alguns tenham sido quatro anos de expectativa, todavia para fãs, não apenas da Marvel, mas fãs de quadrinhos de super heróis que há gerações esperam ver um filme de qualidade onde vários de seus heróis agissem juntos e principalmente: que cada um deles realmente recebessem o respeito devido e igual.

A Marvel Studios, no decorrer desses anos trabalhou com esmero em cada um dos personagens, trazendo histórias atraentes e divertidas, fundamentando suas personalidades e características. Olhando agora cada um dos filmes anteriores podemos ver que eles eram alicerces para viabilizar o lançamento dos Vingadores.

Desde a escolha de diretores até o momento medianos, chamar atores não tão famosos (até o lançamento de Homem de Ferro, Robert Downey Jr era mais conhecido pelas besteiras que fazia) entre outros fatores facilitaram e muito o resultado “final” que fora Os Vingadores.

Agora falemos devidamente do filme e quero congratular antes de qualquer um a Joss Whedon, diretor e também roteirista. Ele tomou para a si a responsabilidade de não apenas dirigir um grupo grande atores hoje bem famosos onde cada um deles deveria ter um papel de destaque como também o fez em tempo hábil de filme através de um roteiro todo reescrito por ele baseado na história original da criação dos Vingadores da década de 60 elaborada por Stan Lee e Jack Kirby.

Para evitar spoilers (e porque é mais divertido) vou me focar nas personagens e para começar porque não no querido pelo público?

Entre todos os membros dos Vingadores, o Homem de Ferro é o mais carismático de todos e isso fica mais evidente devido a atuação de Robert Downey Jr. O próprio ator Chris Evans disse em entrevista que seu Vingador favorito é o Homem de Ferro e que quando Robert Downey Jr “…entra numa cena e domina tudo – é como se tirasse todo o oxigênio do set e só ele existisse.” É bem isso que acontece. As melhores frases e boa parte do alívio cômico é através dele.

Quanto ao Capitão América, o que fora feito é mostrá-lo como o líder, aquele que você irá confiar não importa o que aconteça. Devo dizer que até fiquei impressionado com a interpretação de Chris Evans, mas entre todos do filme, fica evidente que ele é o mais fraquinho. Em todas as cenas com os outros heróis sua presença não marca e acaba ficando sempre em segundo plano e nos momentos em que ele é o foco não parece aproveitar a oportunidade como deveria.

Soube de muitas pessoas que não curtiram o filme do Thor, até o considerando como uma comédia romântica, pois diferentes dos outros filmes este ficou muito focado em dilemas pessoais e tendo o clima de um episódio de seriado até. O que eu vi, é que diferente dos outros que se apresentavam bem fechados, o filme aqui agia mais como um interlúdio para o filme dos Vingadores. Ora bolas, fica meio complicado usar um personagem em sua totalidade, principalmente um vilão, sabendo que mais a frente ele será crucial no filme principal da franquia. Sim, falo de Loki. Em Vingadores vemos sim o Deus da Intriga e Trapaça no seu auge. Tô pra dizer que o melhor ator do filme fora Tom Hiddleston. Desde suas expressões, posturas, sua atuação foi impressionante. Sempre com um sorriso no rosto nunca dá pra saber se qualquer ação feita no filme já não fora determinada por ele. Um receio que eu tinha era sobre sua vestimenta e principalmente seu elmo que ostenta 2 cornos dourados, que poderia muito bem para os leigos motivar chacotas, mas durante o filme não vi nem ouvi ninguém achar ridículo.

Já Chris Hemsworth volta no papel de um Thor mais maduro e deixando claro que ele é o Deus do Trovão. A forma como é demonstrado seus poderes, as características únicas de seu martelo Mjonir são bastante fieis com a sua história. Durante o filme sua participação é comedida, mas ainda deveras importante tanto porque seu próprio meio irmão é o vilão da história. Suas cenas de combate, principalmente uma entre ele e o Hulk, foram muito bem realizadas. Gostei muito do momento onde ele fica uns 10 segundos esperando seu Mjolnir vir a seu encontro e parte do público em dúvida se o martelo chegará ou não. O ataque em seguida fora épico.

Pra quem conhece e lê as HQ’s da Marvel o Gavião Arqueiro sempre é motivo de chacota porque quando você tem uma equipe que tem um Super Soldado, o Deus do Trovão, um bilionário com uma armadura super equipada e o Hulk dá meio que uma depressão você ser o cara que usa arco e flecha. Talvez seja por isso que Joss Whedon preferiu que na película o rumo do Gavião Arqueiro (que já havia aparecido no filme do Thor) seguisse da forma que foi do início até o meio, pois assim poderia explorar o potencial da personagem e do ator Jeremy Renner que, diga-se de passagem, é um ótimo ator e interpretara muito bem. Acho que tão bem que já tem gente pedindo um filme dele e da Viúva Negra atuando juntos.

Ah, Scartett Johansson. Sua atuação fora tão boa que em certas cenas até duvidava que estava assistindo a um filme de super heróis. Durante todo filme, ficou claro que acima de tudo ela é uma espiã. As cenas de interrogação e persuasão que ela submete suas vítimas (com destaque ao diálogo entre ela e Loki) chegam a dar calafrios. Para os fãs dos seus curvilíneos atributos físicos, tem fanservice sim. Fique tranquilo. Tem uma cena no início do filme em que ela pergunta se o cara acha ela bonita. Eu sempre digo que com certeza. Todas as três vezes que vi.

E falemos do Hulk. Realmente fora uma lástima que a frescura e ego de Edward Norton tenham impedido que ele interpretasse o Gigante Esmeralda. Devo dizer que quando Mark Ruffalo fora anunciado como o próximo Bruce Banner eu fiquei receoso, até porque dias antes eu havia assistido a “E Se Fosse Verdade” com Reese Whiterspoon e não conseguia enxergar ele atuando como nesse papel. Enfim, ele foi tremendamente bem (tanto é que ele já assinou contrato para participar de mais seis filmes). Sua atuação como um introvertido Bruce Banner fora bastante crível. Cada cena de rompante de fúria dele era motivo pra todo o público do cinema pular de susto. Ele conseguiu transparecer muito bem a tensão que o personagem exige e estou pra dizer que nesse ponto ele fora melhor que Edward Norton. Agora quando ele se transforma ele é praticamente uma bomba relógio. Não, minto. Uma bomba não faria jus ao poder de destruição visto no filme. Digamos que se você não for um Deus, tu tá ferrado. Enquanto as cenas cômicas do Homem de Ferro são de puro sarcasmo, as do Hulk são mais no estilo pastelão, sabe? Tipo literalmente. Rá, sou hilário. Uma em destaque e porque não dizer a mais engraçada do filme é feita por ele. Acho que todo o mundo vai curtir ela. Bem, exceto o Loki. =/

As duas horas e meia de filme passam de forma tão súbita que quase te surpreende ver os créditos finais subindo.

Os Vingadores é o tipo de filme que agradará QUALQUER tipo de público. Simplesmente não há falhas. É, eu sei.

Espero que depois dele todos os futuros filmes de super heróis busquem ao menos mostrarem não o mesmo nível, mas no mínimo o mesmo respeito que visto em Os Vingadores.

Ah sim, é claro que teve uma cena pós créditos e pode ter certeza que mesmo você tendo conhecimento ou não de quem se trata, o fato é que agora a porra ficou tensa.

Uma consideração sobre “Os Heróis Mais Poderosos do Mundo”

  1. Excelente matéria meu brother Juninho!! Realmente, sem dúviudas, The Avengers, um dos melhores filmes da minha vida… e sedento por mais hehe!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s