Onde está Olivia?

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

A única coisa que sabia a respeito do episódio 4×19 de Fringe exibido essa semana é que Henry Ian Cusack conhecido como o Desmond Hume, o Brotha de Lost iria participar. E a minha surpresa já no início do episódio com o texto que lembra as clássicas ficções científicas dos anos 80, sempre com o texto da abertura repetido para iniciar os episódios.

Com spoilers.

Fringe – 4×19 – Letters of Transit

Vou começar falando que metade das pessoas criticou este episódio por alguns motivos que acho pequenos e até equivocados, entre eles falando que se tratava de um filler fugindo da trama da temporada, não exatamente, na verdade ele está diretamente ligado à trama, outros falaram que o episódio não tem final e que não irá continuar no próximo como já foi anunciado e visto em teasers do 4×20.

Acho que podemos voltar a esta parte no futuro próximo e o que brilho maior deste 4×19 é exatamente desvirtuar a ordem das coisas, nós vemos o futuro, ficamos sabendo das consequências, sem conhecer as causas reais que serão relevadas nos 3 episódios finais da atual temporada.

Vou dizer que a primeira cena com os Observadores na boate eu achei que sim o episódio poderia ir por um caminho desvirtuado, mas passado isso e quando se revelou quem estava no âmbar, o episódio já começou a crescer mitologicamente.

Seguido da abertura nova um espetáculo a parte: http://www.youtube.com/watch?v=lT-Gm_8-vB0&feature=related

No segundo bloco conhecemos a Fringe Division do futuro, com Etta e Simon, os protagonistas desse episódio, mas tarde o Broyles com a cara de uva passa, pela falta de água. Não entendi esta parte muito bem. Levando um bronca de Windmark pela morte dos chamados  membros da resistência.

Sei que as comidas aqui e bebidas aqui não tem a forma como conhecemos, como as pílulas de café que revela que este futuro em 2036 tem um pouco do Lado A e fragmentos avançados do Lado B ou seria do futuro comum ao Lado A.

Walter acaba sendo libertado do âmbar por Simon e Etta, só que está com o cérebro afetado pelo tempo preso, a nova loira procura pela Nina agora de cabelo branca – sempre com as piores caracterizações da série – que na verdade ajuda a resistência e fala dos pedaços de cérebro de Walter removidos por Belly, antes que se tornasse outro Walternativo.

Eles invadem o prédio da Massive Dinamics na parte da cidade dominada pelos Observadores e seus soldados fidelistas e lá conseguem reativar o cérebro de Walter que muda da água para o vinho e usa um dispositivo de anti-matéria para desfazer o prédio com os seus perseguidores.

Walter parece ser capaz agora de construir o dispositivo para destruir/expulsar os Observadores para salvar o mundo pela segunda vez, mesmo com consequências, o que quer dizer que eles evitarão o plano de Jones, mas não por completo, o episódio muda a dinâmica de passado, presente e futuro, nos mostrando o resultado no futuro de algo que não aconteceu ainda no presente e estamos falando de agora 2011-2012.

Ano que Etta nasceu, porque a mesma não é nada mais nada menos que a filha de Peter e Olivia, pelo que entendemos do episódio a mesma talvez não tenha morrido nas mãos do Walternativo neste futuro, mas por algo que Belly fez. Belly esse que também estava preso no âmbar, de onde Astrid e Peter foram resgatados com o sacrifício de Simon.

No final temos uma antiga equipe Fringe reunida com Etta pronta para montar o tal dispositivo e levando só a mão de Belly para que tudo dê certo. O episódio termina assim sem resoluções, mas acho que antes vamos ver o passado, para quem sabe no próximo ano com a renovação ver a continuação desse futuro.

Dedos cruzados.

#SaveFringe

Continua no próximo episódio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s