Batalhas que só mulheres podem vencer

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Nos últimos episódios de Desperate Housewives, a história principal voltou ao foco, mas sem pista de onde ela irá levar ao final da série. É continuar assistindo para descobrir.

Com spoilers.

Desperate Housewives – 8×18 – Any Moment

Depois de dois episódios carregados de drama, este seria mais um filler de meados de temporada de Desperate Housewives se não fosse pela história de Susan e MJ.

Vamos começar por Gabi dessa vez, a mesma achou que sendo modelo a vida inteira e cuidando das crianças – muito mal por sinal – iria conseguir de um dia para outro um emprego que sustentasse seu estilo de vida enquanto Carlos saísse da firma e virasse conselheiro.

Sei que algumas pessoas assim iludidas com certas coisas, e Gabi Solis é uma delas, mas tem hora que o exagero é demais, pelo menos a história foi revertida com ela conseguindo um emprego até que fácil num ambiente que lhe é próprio como consultora de moda da grife onde comprava as roupas, só para ganhar os 40% de desconto de funcionários.

Lynette com a ajuda de Penny, que prova cada vez mais estar a cargo de uma excelente atriz adolescente, de nome Darcy Rose Byrnes consegue colocar o plano maligno de afastar Jane de Tom, para que sua mãe consiga algumas horas com ex para se reconciliar. Mas a escolha pela mentira da luz acabou colocando tudo a perder com o Tom incendiado e triste com o meio usado por Lynette para finalmente se declarar ao marido, lembrança essa deixada por Mike no seu episódio póstumo

Numa conversa com Jane mais tarde percebemos que o golpe de Lynette não foi em vão e Tom já se prova mexido. Gostaria muito que o casal se reconciliasse só acho que o final da série não vai ser o final feliz que imaginamos, se pararmos para pensar que o plot principal coloca todas as Housewives como criminosas, e o fato de ocultar a história torna o ato crime de fato mesmo sendo em legítima defesa.

Bree teve seu arco com Andrew e sua noiva. Foi o mais bem humorado do episódio com as tiradas de Mary Beth, a ex-gorda, sua relação com o seu corpo e o fato de aceitar casar com Andrew mesmo sabendo que ele era gay, só para não ficar sozinha. Bree corrige a situação da sua maneira e acolhe o filho em necessidade. Depois do início do personagem rebelde, gosto da relação construída entre os dois.

Susan e MJ, os dois ainda sofrem com a perda de Mike, muito mais que todos ali. O garoto faz a mãe de gato e sapato, falta aulas, toma sorvete de café da manhã, joga videogame de madrugada e chega a tacar um grampeador na professora, ato que acorda Susan que mesmo com as observações de Julie não acordava para os atos do filho.

Achando que a morte de Mike era motivo de aceitar suas rebeldias para que o garoto se conformasse, até a conversa com a professora onde Susan é Susan e acaba tacando o conteúdo da mesa no pé da professora que tinha operado o pé serve para acordá-la para o que estava acontecendo e corrigir as ações de MJ.

A cena com os dois jogando os potes de geleia que ganharam dos vizinhos é o golpe final para que eles desabem em choro deixando a dor sair, que era o que faltava para o garoto.

Além disso, teve o pedido de casamento forçado de Renée com Ben. Que pode ser relevante para frente, mas nem entrarei no mérito aqui. Só serviu para a cena final de Ben e Bree no telefone.

De outro lado os policiais dão o golpe e pegam na escuta de Ben, Bree confessando – e sendo muito ingênua ao falar pelo telefone que tinha enterrado um corpo – o de Alejandro no caso – e entregando para a polícia a confissão que desejavam.

Desperate Housewives – 8×19 –With So Little to Be Sure Of

Diferente do 7×18 este episódio focou na trama principal, mesmo que de forma lenta solucionando de forma fácil o telefonema de Bree que foi o plot final do 18.

O episódio já começa com Bree sendo presa devido ao telefone durante o Chá de Panela de Reneé, por sinal o casamento de Renée e Bem até agora é a história dessa reta final de temporada mais disfuncional de todas. Afinal os dois de certa forma foram responsáveis pela morte de Mike e…

Não tivemos certeza se o agiota foi preso. Eles não estão dando suporte para Susan e MJ. Ben parece que conseguiu resolver seus problemas financeiros da noite para o dia com o banco e a obra, mesmo com um cadáver enterrado debaixo da mesma. Acho tudo isso um pouco sem noção de mais.

Já nas histórias das principais Housewives tivemos um pouco de humor com Gabi tirando a aliança e usando seus “talentos” para aumentar os ganhos no departamento masculino da loja, para desgosto de Carlos ao ver seus clientes “nerds” no restaurante, ser tratado como irmão de Gabi e depois com a história de que agora ela era responsável pelas despesas da Carlos.

Como entender o personagem que escolheu trocar a profissão de presidente de empresa por de conselheiro sem ganhar nada. Carlos pense melhor, e deixe de ser machista, só isso.

Jane mostrou suas garras levando os papéis do divórcio e arrasando Lynette que preparava o plano para a segunda fase da reconquista com Tom. Mas o episódio deu sinais de que o casal Tom e Jane não vai longe, e que talvez os Scavos possam voltar a ser a família com laços mais fortes da série de novo antes do último suspiro de Wisteria Lane.

Susan revirando o armário de Mike encontrou uma caixa trancada, Lee a ajudando resolveu impedir que a mesma soubesse do conteúdo, mas era Susan e ela não resistiu por um dia.

A caixa parecia deixar claro que Mike tinha uma amante e filha, com desenhos e cheques mensais, nunca mencionados a Susan. Outro pegadinha do roteiro, a pessoa em questão era a irmã autista de Mike, Laura que estava numa instituição paga e gostava de desenhar. E o amado marido de Susan só guardou segredo da esposa, por um pedido da falecida mãe e sua vergonha em esconder a filha por tantos anos da família.

Devido a descoberta das cartas da mãe de Mike e do porquê do segredo, Julie resolve mudar de ideia e ficar com o bebê. Numa virada de jogo e talvez de felicidade para compensar as perdas de Susan.

Bree sai logo da prisão dizendo que as provas eram circunstanciais, mas Bob pede que ela procure um advogado criminal. As Housewives não aprovam a ideia de a mesma ficar com a culpa pelo crime, afinal Orson só mandou provas contra Bree. Só que a ruiva fala que não tem nada a perder com as outras e que o caso não deve ir em frente.

Mas o detetive Murphy força a isso falsificando provas o que acaba levando ao interesse do advogado criminal, que tinha dispensado Bree, ao pegar na fala da mesma que ela sabia quem cometeu o crime.

Agora temos a batalha Detetive x Advogado de Bree, uma fera no tribunal. A única coisa além de falsificar provas é a chance de encontrar Orson que sim tem fotos das mesmas levando e enterrando o corpo.

Continua no próximo capítulo, só que agora só a partir de 29 de Abril.

Até lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s