Pequenos gestos & Grandes Vitórias

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

De volta aos mangás da segunda sessão e ainda sem capítulos novos de ST&RS para variar. Em compensação já saíram 4 capítulos e deve sair o 5º logo de Silver Spoon – Outono – só que em inglês, e como o mangá vive de piadas é complicado pegar estes capítulos e falar deles, vou deixar mais uma semana só com o quarteto abaixo.

FT, Toriko e Bakuman atualizados até a última semana e Magico falta só o capítulo 52 de comemoração de um ano de serialização como havia adiantado na última matéria, que nem saiu em inglês.

Com spoilers.

Bakuman (referente ao capítulo 172): Sem muitas palavras, a história começa a encontrar o seu caminho, a promessa feita por Mashiro e Azuki dá o seu primeiro passo na direção certa.

Azuki dá um banho na votação popular é só olhar o gráfico para ver, e mesmo com um aparente erro na hora da audição, só revela que conhece o texto mais fundo que os próprios roteiristas que trocaram os nomes do tankobon.

Não deu para ninguém, Azuki como dubladora de Naho em Reversi. E agora é só esperar o anime ir ao ar, continuar alcançado Eiji nos volumes fechados de Reversi e se casar. Bakuman realmente se aproxima do fim.

E as perguntas que ficam: o que virá na Jump quando diversos de seus mangás mais clássicos acabarem. Afinal Bleach está no último arco, Naruto também aparentemente, Medaka Box e Kuroro estão prestes a se despedir com animes começando nos próximos dias e agora Bakuman.

Novas obras deverão surgir, resta saber a qualidade das mesmas. Só esperar.

Fairy Tail (referente ao capítulo 276): A segunda competição uma corrida de Bigas interligadas, não pode cair e quem chegar primeiro recebe a pontuação mais alta. O escolhido da Fairy Tail A para a competição: Natsu.

Só podem estar de sacanagem, não querem mesmo que ela recupere o lugar de guilda nº 1 de Fiore dessa forma, uma leve compensação é o fato de Sting – da Sabertooth e Gazille – da Fairy Tail B que parecem ter o mesmo problema com “transportes”.

Só que não me lembro da menção do problema de Gazille antes será algo recente que provocou isso ou só falha no roteiro mesmo.

Na frente da competição Kurohebi da Raven Tail, que se encontra até o momento em segundo na competição, e continuando a covardia numa corrida temos Ichiya da Blue Pegasus com seu corpo um pouco fora de forma, uma gordinha como ela mesma diz da Mermaid Heel e Yuka – o sobrancelhudo da Lamia Scale.

Só que Yuka usa suas ondas velozes, a gordinha Risley desafia a gravidade e Ichiya o seus perfumes, mas todos são superados por Bacchus que destrói as Bigas e corre para a primeira posição.

E vencendo a batalha, seguido de Kurohibe, Risley, Yuka e Ichiya. E o trio de dragonslayers lá atrás no final da disputa e só causando vergonha como sempre.

Parece que todos dragonslayers tem problema mesmo e que Gazille ainda não o tinha despertado pelo que Sting fala durante a competição.

E mesmo na derrota o espírito da Fairy Tail está lá na resposta que Natsu dá a Sting sob o porquê de almejar o primeiro lugar na competição, pelos companheiros que o esperaram pelos 7 anos que passaram.

O Dragonslayer real diz que irá desistir desses parcos pontos e Natsu vence entre os três, com Gazille em 7º e a Sabertooth em último nesta competição.

E o que esperar do próximo capítulo com o nome de “Meias”.

Magico (referente ao capítulo 51): Gostei que a luta não foi nem de longe o foco principal do capítulo, mesmo tirando a magia de Shion, o demônio foi escorraçado por um soco e levado por Joshua e Rosetta, encantado com a maciez de seus seios. Magico sempre arrumando espaço para o fan service semanal.

Descobrimos o que as crianças acharam, uma árvore que fecha o ritual da casa, com um beijo roubado de Emma em Shion, que fica todo sem graça por não se lembrar do outro beijo.

Ainda ficamos sabendo do destino de Faust e sua esposa, agora redimido de fato.

E no próximo capítulo junto à comemoração se iniciará um novo arco. Resta saber o foco e o tamanho do mesmo, espero que seja rápido após um arco gigantesco como o último.

Toriko (referente ao capítulo 180): Só do Arco andar mesmo num capítulo sem grandes eventos além da comilança que não levou a lugar nenhum.

Toriko e Komatsu encontram a Cozinha Desaparecida, a mesma some e depois do agradecimento reaparece. O Chefe Chiru  aparece e fala que o lugar não pode ser encontrado devido à camuflagem das árvores a qual é feita e da proteção natural às pessoas que não respeitam os ingredientes.

O personagem que roubou o Ehou Maki aparece é outro chefe da Cozinha Desaparecida, Chirin, ele fala que não fez aquele buraco do tamanho de uma montanha do guia deles para o Templo, o que já sabíamos.

Daí vem à degustação dos pratos do restaurante 10 estrelas – ou a tentativa – já que os ingredientes são tão delicados que eles só conseguem provar alguns, enquanto o outro convidado mesmo sendo rude consegue comer de tudo.

No final o Ehou Maki os guiou ao lugar certo e eles se encontram com o Mestre Chinchin do Templo Shokurin, aquele que pode ajudá-lo a achar o ingrediente da vez, a Fruta Bolha.

Até a próxima sessão

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s