Que falta faz o canivete suíço

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Hoje vou pegar algo que acontece muito nas mesas e pode dar problemas se deixarmos os jogadores livres, de várias formas, estou falando dos equipamentos.

Normalmente em RPG a última coisa a ser escolhida durante a criação de personagens é a quantidade de dinheiro, aí em alguns sistemas tem de rolar dados, e isso também não ajuda, rolado dados ou com o dinheiro fixo, os jogadores com preguiça escolhem armas e armaduras e nem sempre selecionam o seu equipamento.

Começam os problemas.

O grupo ruma até a floresta, não tem nenhum personagem do tipo rastreador para caçar, utilizando regras eles não conseguem localizar o animal que seria seu alimento, então não tem jeito vamos comer as rações de viagem. Quais rações? Tinha que comprar comida mestre?

Na vida real se você não comprar comida o que acontece, se não ficar pulando de vizinho em vizinho pedindo uma caneca disso ou uma colher daquilo, vai morrer de fome.

Até na escola tem os especializados em pedir. No RPG é a mesma coisa, se alguém lembrou de comprar ração coitado, todas vão de uma vez para sustentar a viagem desastrosa do grupo pela floresta. Se sobreviver a mesma.

E os problemas continuam o grupo acho algum equipamento, onde guardar? Ninguém comprou uma mochila. É hora de dormir, onde, não tem tenda nem mesmo um saco de dormir que custa algumas moedas de prata.

Se usar as regras naturais contra os PCs neste momento, vão sempre contar que os piores inimigos da aventura são os naturais, afinal não morrem para o monstro mais épico, mas sim de fome, de sono, de sede, perdidos na floresta.

Chega a poço, ninguém tem escalar, vamos usar a corda, só um comprou um pedaço que não chega ao fundo, não tem com o que emendar. Se não tiver uma pilha de PVs no grupo na forma de um guerreiro para desafiar as regras e descer servindo de amortecedor para a queda.

E o dinheiro, se o grupo não tiver onde carregá-lo, ao invés de ficar usando regra de carga contra eles, use o mais fácil, onde vão levar eles milhares de moedas de ouro, se não tem onde colocar um mísero item que acharam?

Outra solução é deixar o equipamento livre, os jogadores falam que carregam isso ou aquilo na hora, compram só armas e armaduras, mas aí os jogadores abusam sempre que alguém puder solucionar algo com um equipamento, vai dizer que carregava  tal item e criar uma explicação qualquer, e o Mestre o Jogador vão entrar em conflito por uma coisa simples.

Depois desta experiência faça o seguinte, antes de distribuir pontos de perícia do seu personagem dê uma olhada no equipamento, lá vai ver detalhes e itens úteis na construção, lembrar de perícias que ninguém escolhe e poderia fazer este papel, encontrar armas que nunca usou e poderia experimentar para ver como ficaria com ela no jogo. Descobrir que a armadura x mesmo concedendo uma proteção menor tem outros benefícios.

Sendo assim quando os problemas naturais aparecerem de novo estaria preparados para ele, só não esqueçam do inverso exagerem no equipamento tradicional e fique desprotegido para um combate, nem que seja só uma manto que aumente sua proteção.

É isso até a próxima partida

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s