Passadas lentas até o final

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Com dois episódios acumulados em muito tempo, Desperate Housewives parecia trazer episódios simples sem muita ligação com a trama central da temporada, até os últimos segundos do 8×14, quando descobrimos as respostas se não todas, a maior parte as questões que tínhamos. O que me leva a pergunta que sempre faço, com 9 episódios até o final da série, será que teremos alguma reviravolta na trama central, os tais episódios vão só fechar histórias menores já mostradas desde o início da temporada.

Desperate Housewives – 8×13 – Is This What You Call Love

Numa virada do roteiro, Lynette tem um segundo encontro com Frank, mesmo depois de tudo que falou para ele, parece que amor surge em todos os momentos, e tentam construir um novo Tom, mostrando um homem que faz as vontades da Housewive e tem bom caráter. Com isso as chances do casal Scavo se entender parecem distantes.

A tentativa de transar do casal não dá certo, mas Frank mesmo sem aparecer em cena já se mostra como um personagem que sabe contornar o problema do choro durante o sexo.

Juanita cresce neste episódio como atriz e personagem com uma história só para incorporar o dia dos namorados a trama, onde ela está apaixonada pelo colega que consegue deslocar o braço e o mesmo não lhe dá bola. Gabi para dar uma força faz um cartão de dia dos namorados, o que acaba causando uma confusão na escola quando Juanita tenta beijar o garoto a força.

No final Gabi revela a verdade e a filha pede que conte também sobre onde o pai está, e Gabi leva a filha para visitar o pai na reabilitação.

Julie é a primeira personagem a retornar no episódio e traz uma surpresa para a mãe, sua gravidez e o fato de esconder quem é o pai da criança e querer doá-la para adoção. Susan não concorda e impõe sua vontade assustando os pais adotivos da criança.

Esta história com Julie rende os dois episódios e deve continuar por mais alguns capítulos, ou até o final da trama.

Bree continua com suas noitadas, onde nem mais reconhece seus parceiros e é vigiada pelo misterioso motorista. Suas colegas acabam tentando intervir, mas ela mesma bêbada fala algumas verdades, afinal foi a mesma que ajudou Gabi a acobertar o assassinato de Alejandro e livrar Carlos e depois foi largada pelas amigas.

De volta ao bar um engraçadinho começa a persegui-la, quando Orson – ele mesmo – aparece e a salva, levando para casa e mentindo dizendo que foi chamado por suas amigas. Ali eu já sabia que ele era de fato o motorista misterioso, sobre outros fatos apresentados no 8×14 tivemos certeza, já sobre um em especial não.

Desperate Housewives – 8×14 – Get Out of My Life

Orson parece que veio para ficar e já começa mostrando suas garras quando arruma um jeito de Bree contar sobre o que fez e a deixou daquele jeito, e ao contrário de achar um absurdo levando em consideração que ela o obrigou a se entregar quando ficou sabendo que atropelou Mike no final da 2ª temporada.

Sua reação é o contrário ele despeja a culpa sobre as amigas de Bree e as afasta quando vão visitá-las, mantendo Gabi, Lynette e Susan distante de Bree e planejando levá-la para longe dali.

Lynette recebe a visita de Preston e Porter que retornam para casa e lutam com a mãe para que deixar que eles entrem em casa, mas uma palavra contra a namorada de Tom, faz com perca a luta e os deixa voltar para casa.

Gabi está desesperada sem Carlos por mais 16 dias e tendo de cuidar da casa, negócios e família, sempre acho esquisito os Solis ter tanto dinheiro e nenhum empregado naquela casa. Roy despejado por McCluskey de casa, acaba pedindo asilo e ajudando a cuidar das meninas com suas táticas de guerra.

Em paralelo as história principais temos Ben tentando fraudar o seguro explodindo a sua obra e sendo pego por Mike, depois passando mal e Renee o perdoando e até pagando o agiota, sem que Ben saiba.

Descobrimos que o pai do filho de Julie é o reaparecido Porter, Susan acaba descobrindo também e a reação do garoto também é contrária a esperada, ele quer cuidar do bebê mesmo que seja sozinho e Susan apoia indo contra a filha, que não a perdoa. Lynette parece ser do contra, mas depois da conversa com Porter não sei se mudou de opinião.

Ficamos sabendo que a senhora McCluskey brigou com Roy, e queria fazer as pazes, mas Gabi ficou no meio por querer Roy para ajudar com as meninas, pelo simples fato do retorno de seu câncer. Já que o ex-militar perdeu a primeira esposa doente.

Ao final do capítulo ficamos sabendo que Orson era de fato o motorista, e que foi o responsável pelas duas cartas, o que faz sentido afinal Bree que o obrigou a se entregar estava acobertando um crime envolvendo as colegas. Mas, Orson ainda se mostra apaixonado por Bree, só que no final fico sem entender se ele quer só fugir com ela, ou matá-la por vingança ao que fez a ele.

Já que fala em paciência, proíbe de falar da viagem, etc, sinais de que está planejando algo.

A única cena que não foi confirmada é se foi Orson quem matou o detetive Chuck Vance. Será que há outra pessoa envolvida na história?

É só aguardar agora para saber.

Até o próximo episódio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s