Surpresas para o papai

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Desde que voltou no início do ano Supernatural não tem mais usado a fórmula que tinha elogiado tanto que era um pouco – mesmo em doses bem pequenas – da história da temporada + caso da semana.

Depois do 7×10, só o episódio 11 lembrou dos Leviatãs, os mostrando em ação em seu plano secreto vigiado por Frank Devereaux. Os dois últimos episódios foram resenhados como pela internet “como episódios que lembram muito as primeiras temporadas”.

Já entrei no mérito aqui no site uma vez que isso a meu ver não é ponto positivo, nas primeiras temporadas a caçada ao Demônio de Olhos Amarelos ficava em oitavo plano e os casos da semana eram novidade, a série estava criando sua fórmula, hoje depois de 6 temporadas e meia já sabendo onde pisar eles já evitaram Dois Apocalipses, já combateram Anjos e Deuses, simplesmente só casos da semana é pensar pequeno.

 Com spoilers do episódio 7×13.

 

Supernatural – 7×13 – The Slice Girls

Ainda não sabemos se esta é a última temporada de Supernatural ou não, se for ela tem andado bem devagar nas histórias dos Leviatãs, o episódio foi um clássico filler de meio de temporada, e fora tudo que já reclamei eu gostei em alguns aspectos. Vamos lá.

Primeiro o monstro da semana foi diferente, sua história foi completa com vários detalhes, como há muito tempo a série não trazia, só despejava os monstros na nossa cara, o que faz as cenas das mortes dos homens de sucesso – que traíram suas esposas – Sara Gamble devia estar num momento vingativo, arremessados longe, e ficando em segundos sem mãos e pés em meio a uma poça de sangue e com o símbolo no peito mais do que só uma cena de terror clássica de Supernatural que já vimos aos montes na 7ª temporada e anteriores.

As Amazonas como monstros com todo seu background funcionaram por um lado, mas se parar para pensar esta caso foi muito parecido com tantos outros, até no fato da morte final do episódio. Que só trocou a história de um irmão para o outro.

Dean se mostra cada vez menos interessado em caçar monstros depois da morte de Bob, seu objetivo os Leviatãs ainda estão distantes, por sua invulnerabilidade, e o irmão não dá interesse nos artigos sobre as mortes violentas que Sam menciona. Chegando a cidade depois de ver o corpo, Dean logo sai para um bar para fugir daquilo.

O bar e a mulher errada, quantas vezes isso apareceu na série, Dean tem sua alegria de uma noite, mas com um monstro a Amazona e acaba gerando uma criança que em 3 dias já esta adulta e vai cumprir a sua primeira missão como Amazona, matar seu próprio pai. Isso me levou a um episódio que explorou muito bem isso nas temporadas passadas quando Sam é manipulado a matar Bob por influência de Baltazar no momento em que ainda estava sem alma.

Gostei da interação com os dois personagens extras do episódio, o legista falando que o DNA encontrado não era de nada humano, ajudando Sam com a detetive que já estava na cara desde a primeira aparição que era uma das vilãs e do professor que substitui Bob como consultor, reclamando bastante por procurarem ele a noite e sem pagamento.

O professor - antigo vilão de Buffy

Falando em Bob toda a história do frasco faz com que o personagem não seja esquecido como aconteceu com tantas mortes, mesmo Castiel foi mencionado ao final do episódio, mas quanto tempo demoraram a lembrar do Anjo corrompido pelo poder de Deus. Adorava o Cas.  Além disso, teve a cena com o papel em grego aparecendo ali no lugar certo, acho que Bob está ali, ainda não podemos ver porque talvez os Winchesters não possam, ainda tenho a teoria do Bob meio Obi Wan, mesmo que os irmão tenham dito que queimaram o corpo do bom e velho Bob.

Lembra quando falei que só trocaram a história de um irmão para outro, a parte de matar ou não Emma, por ser sua filha mesmo que de uma forma exótica, é o mesmo dilema que Sam teve com Amy no início da temporada, e dessa vez o irmão “maior” como Dean destacou na cena final é que fez o serviço.

Dean e sua filha amazona Emma

A única Amazona que morreu de fato, os outros completaram seus ritos e fugiram e só voltam daqui a dois anos, e Dean promete combatê-las se estiver vivo. Com isso e sem saber do futuro da série chego a cogitar que depois do final semi-feliz da 5ª temporada, que deveria ter sido a última seguindo o criador Eric Krype, talvez agora a saída seja matar quem ainda resta na série.

Um final ruim, mas com cara de Supernatural. Pode ser só viagem só lá no episódio 23 em maio que ficaremos sabendo a resposta, se for o último é claro.

Continua no episódio 14.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s