Abrindo portas…Lugares para chamar de Lar

POR LEONARDO “SILVERBOLT” DIAS

Ao invés de personagens a sessão abrindo portas de hoje irá falar sobre lugares, cenários ou cidades fictícias onde gostaríamos de visitar se existissem de fato.

Tem séries que ficam tanto tempo no ar ou até que mesmo sem muitas temporadas que criam ambientes tão vivos, os quais têm tanto valor quanto um dos personagens.

“Dê uma olhada em você no espelho. Quem você vê te olhando? É a pessoa que você quer ser? Ou é alguém que você queria ser? A pessoa que você deveria ser, mas acabou não sendo? É alguém dizendo a você que você não pode ou não quer? Porque você pode. Acredite que o amor está por aí. Acreditem que sonhos se realizam todos os dias. Porque eles se realizam. Às vezes, a felicidade não vem do dinheiro, da fama ou do poder. Às vezes, a felicidade vem dos bons amigos e da família. E da tranquila nobreza de se guiar uma boa vida. Acreditem que os sonhos se realizam todos os dias. Porque eles se realizam. Então dê uma olhada nesse espelho me lembre-se de ser feliz, porque você merece ser. Acredite nisso. E acredite que os sonhos se realizam todos os dias. Porque eles se realizam.”

Tree Hill

Tree Hill é a cidade fictícia onde se passa a trama de One Tree Hill – imagina? -. A cidade é muito pequena e está localizada no estado da Carolina do Norte. A cidade dispõe de instalações suficientes para que as famílias formem uma vida ao redor, bem como uma comunidade muito unida, onde todos se conhecem e todos apóiam uns ao outros.

Haverá alguns spoilers para quem não viu a série até o final da 8ª Temporada.

Lugares importantes de Tree Hill:

Tree Hill High School –  A escola cobre quatro gerações de personagens do seriado até hoje se não houver mais nenhuma passagem de tempo na última temporada.  Começando com a geração de Whitey Durham, o treinador dos Ravens durante as quatro primeiras temporadas da série.  Seguido de Dan e Keith Scott e Karen Roe, onde a história do trio começou e culminou com o evento que chama mais atenção que ocorreu naquele colégio o tiroteiro que levou ao suicídio de Jimmy Edwards e a morte de Keith nas mãos do irmão Dan. As outras gerações são respectivamente de Lucas, Nathan e Cia. E mais tarde a de Quentin Fields.

Tree Hill Hospital – Este é o hospital onde Nathan Scott foi operado durante um acidente de carro e foi também o lugar em que Karen Roe deu à luz dois filhos, Lucas e Lily, em que Haley teve seu seus filhos Jamie e Lidia.   Peyton Sawyer teve seu primeiro filho e Brooke os gêmeos Davis e Jude.

River Court –  A quadra é um marco por si só que levou os moradores a buscarem uma maneira na última temporada da mesma não ser demolida para a construção de um condomínio. É ali que cenas clássicas como o primeiro duelo entre Nathan e Lucas aconteceram, encontros entre Lucas e Peyton, as narrações de Mouth começaram, a amizade do pessoal com Skills, Fergie e Junk.  Um marco da série e da cidade.

New Brunswick County Aiport – Um dos aeroportos na Carolina do Norte é New Brunswick County Airport. É um aeroporto muito movimentado, onde as pessoas da cidade, mas devido à força que as puxa de volta, muito mais retornam do que partem. Ambas Brooke Davis e Peyton Sawyer fugiram e voltaram para sua casa depois do colégio. É também o lugar Lucas Scott pediu Peyton Sawyer em casamento.

Tree Hiil Lake –  Na periferia de Tree Hill se encontra um lago. O lago está no meio de uma floresta que corre por uma estrada. O lago foi o lugar onde Lucas e Peyton se falaram pela primeira vez Quando seu carro quebrou, Peyton teve de esperar por Lucas.

Praia – Tree Hiil tem uma praia onde partiam os barcos com as recordações no final do ano, foi ali que Dan Scott tentou se matar e que Quinn James venceu seu medo de água com a ajuda de Clay Evans.

Riverside Cafe –  O café rio está localizado perto do rio ao longo do lado de Tree Hill. Este foi o café em que Nathan Scott e Haley James compartilharam suas primeiras aulas juntos e é também o lugar em que Nathan deu a Haley a pulseira, um momento memorável de sua relação.

St. James Day School – é uma escola para crianças mais novas.  É aqui que estuda Jamie Scoot. Na escola, ele se reuniu amigos, como Chuck e Madison.  Esta é a escola da professora Lauren que se relaciona com Skills.

Karen´s Cafe –  O que seria de One Tree Hill sem o Karen´s Cafe – Pertenceu a Karen Roe, e foi lugar do primeiro emprego de Haley James como garçonete e também atuava como música nas horas vagas.  Quando Karen vai para a Itália após o falecimento de Keith, Brooke compra o lugar e ali inaugura a Clothes Over Bro´s em Tree Hill.  Com todos os problemas de sua grife ela acaba fechando a loja, mas Haley tem uma idéia e reabre o Karen´s Café no final da 8ª temporada.

Keith Scott Body Shop – Era o local de trabalho de Lucas Scott e pertencia ao seu tio Keith Scott. Keith também empregou seu outro sobrinho, Nathan Scott, quando ele estava tendo dificuldades financeiras. No entanto, Keith foi forçado a fechar seu negócio quando seu irmão, Dan Scott o comprou.


Tric –  Após o sucesso na gestão do seu empreendimento com o Karen´s Café por muitos anos e depois de completar um curso de negócios, Karen se inspirou para ampliar seus negócios em Tree Hill. Depois de uma idéia sugerida por Peyton, ela trabalhou junto com ela para abrir uma casa noturna. Foi aqui que bandas como Fall Out Boy, Sheryl Crown, Jimmy Eat World, The Wreckers, dentre outras se apresentararm. Talentos como Mia, Grubbs e Erin surgiram.  Desde a abertura do clube, muitos funcionários têm sido empregados no clube. Estes incluem Owen Morello e  Chase Adams. Num outro espaço Karen deixou Peyton abrir sua gravadora Red Bedroom Records.


Espero que gostem de lembrar-se do que aconteceu em todos os principais lugares de uma cidade como esta que seremos obrigados a nos despedir em maio deste ano quando OTH for concluída.

As frases que abre e fecha esta matéria são características da série e até a 7ª temporada eram normalmente pronunciadas por Lucas, sendo originais ou referências a alguns textos conhecidos.

“Michelangelo disse uma vez que o melhor jeito de julgar os elementos essenciais de uma estatua é jogá-la de um morro e as peças que não forem importante vão se quebrar. Às vezes a vida é assim, ela nos joga morro abaixo, mas quando atingimos o fim e só restam às coisas mais importantes é quando nossa visão clareia. É quando nos agarramos ao que conhecemos, enquanto a esperança se mexe dentro de nós.”

Fonte: Wikipédia, Wikia, Minha Cachola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s