Clone de mamute pode ser feito em cinco anos

POR FELIPE VALADÃO

Cientistas japoneses e russos acreditam que será possível clonar um mamute. Essa constatação veio depois que foi encontrada uma medula óssea bem preservada em um fóssil descoberto na Sibéria.

O mamute, que está extinto a cerca de 12 mil anos, poderia voltar à vida graças a uma técnica que permite identificar células saudáveis em tecidos congelados.

Os embriões com DNA de mamute poderiam ser produzidos ao se colocar as células do mamute em um óvulo de um elefante atual.

Encontrar esses núcleos com genes de mamute (intactos) tem sido um desafio para os envolvidos na pesquisa desde o final dos anos 1990.

A descoberta do tutano congelado (e bem preservado) na Sibéria, em agosto passado, fez com que a chance de uma clonagem bem sucedida fosse possível.

O projeto será feito de forma conjunta entre as equipes da Universidade Kinki e do museu de mamutes de Sakha Republic. O lançamento do projeto será feito no ano que vem.

Segundo Akira Iritani (médico responsável), ele espera que em 2016 tenha em seus braços um bebê mamute.

O projeto levanta questões éticas sobre, por exemplo, se é correto clonar um animal extinto e se o mamute deve ser reintegrado à natureza ou mantido em laboratório.

Fonte: MSN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s